Resenha: Piano Vermelho, de Josh Marleman


PIANO VERMELHO
Autor: Josh Malerman
Editora: Intrínseca
Páginas: 320

Sinopse: Ex-ícones da cena musical de Detroit, os Danes estão mergulhados no ostracismo. Sem emplacar nenhum novo hit, eles trabalham trancados em estúdio produzindo outras bandas, enchendo a cara e se dedicando com reverência à criação — ou, no caso, à ausência dela. Uma rotina interrompida pela visita de um funcionário misterioso do governo dos Estados Unidos, com um convite mais misterioso ainda: uma viagem a um deserto na África para investigar a origem de um som desconhecido que carrega em suas ondas um enorme poder de destruição.Liderados pelo pianista Philip Tonka, os Danes se juntam a um pelotão insólito em uma jornada pelas entranhas mortais do deserto. A viagem, assustadora e cheia de enigmas, leva Tonka para o centro de uma intrincada conspiração. Seis meses depois, em um hospital, a enfermeira Ellen cuida de um paciente que se recupera de um acidente quase fatal. Sobreviver depois de tantas lesões parecia impossível, mas o homem resistiu. As circunstâncias do ocorrido ainda não foram esclarecidas e organismo dele está se curando em uma velocidade inexplicável. O paciente é Philip Tonka, e os meses que o separam do deserto e tudo o que lá aconteceu de nada serviram para dissipar seu medo e sua agonia. Onde foram parar seus companheiros? O que é verdade e o que é mentira? Ele precisa escapar para descobrir. Com uma narrativa tensa e surpreendente, Josh Malerman combina em Piano Vermelho o comum e o inusitado numa escalada de acontecimentos que se desdobra nas mais improváveis direções sem jamais deixar de proporcionar aquilo pelo qual o leitor mais espera: o medo.

Olá Leitores!
Trago para vocês minhas impressões sobre um dos livros mais aguardados da blogsfera!
Josh Malerman deixou muita gente de olhos bem fechados em Caixa de Pássaros e agora espera que você tape bem os ouvidos.
Vamos conhecer um pouco mais desse livros eletrizante?

Piano Vermelho, de Josh Marleman é o novo thriller do autor de Caixa de Pássaros. Nesta história, conheceremos Os Danes, uma famosa banda de Detroit, mas que há tempos não consegue lançar nenhum sucesso. Quando um funcionário do Estados Unidos interrompe um dos seus ensaios para apresentar uma proposta, os integrantes da banda precisarão tomar uma decisão que mudará completamente suas vidas: Aceitariam viajar à África para descobrir a origem de um som misterioso, com ondas capazes de causar uma enorme de destruição?

Philip Tonka, pianista e líder da banda encara juntos com seus amigos essa missão. Mesmo sabendo que algo perigoso os espera, o valor que receberão por esse trabalho é atrativo demais para deixar de lado. No meio do deserto, enquanto tentam localizar a origem do som tão devastador, algo estranho acontece, provocando danos irreparáveis. Seis meses depois, Philip Tonka acorda em um hospital, com o corpo literalmente quebrado. São tantas fraturas que não se sabe como ele conseguiu sobreviver. Sob os cuidados da enfermeira Ellen, o músico  se recupera numa velocidade incrivel, mas muitas dúvidas ainda o cercam: O que aconteceu? Onde estão seus companheiros? Como ele foi parar ali? Além disso, uma frase que não sai de sua mente parece significar muita coisa: "Eu não faria isso se fosse você..."

O pianista percebe que estão escondendo detalhes sobre sua recuperação e também informações acerca do que pode ter acontecido no deserto. Tonka sabe que precisará sair daquele situação o mais rápido possível. Mas como escapar desse estranho hospital que parece uma verdadeira fortaleza?

Quando percebe que sua vida pode estar em perigo e que sua missão ainda não terminou, Philip Tonka enfrentará grandes perigos para ter de volta tudo aquilo que ele mais preza em sua vida.
 

Eletrizante e Sensorial.
Piano vermelho prenderá você até as últimas notas páginas!

Comecei a leitura com altas expectativas e por dois motivos: Primeiro porque eu já conhecia a envolvente escrita de Malerman e segundo por conta do maravilhoso kit que a Editora Intrínseca enviou aos seu blogs parceiros. E fico feliz em dizer que mais uma vez fui surpreendida com uma história diferente e marcante!

Com uma narrativa que oscila momentos de expectativa e ação, o livro é dividido em duas partes onde acompanharemos as personagens a busca pela origem do som capaz de causar uma destruição sem igual. Com uma escrita detalhada e cenas muito bem elaboradas, Malerman insere o leitor numa história onde a tensão é constante e a necessidade de saber onde tudo isso nos levará é capaz de nos prender totalmente ao livro.

As personagens são complexas e interessantes. Elas não sofrem grandes alterações de personalidade ao longo da história, mas ainda assim nos cativam. Já as personagens secundárias, até pela condução da própria história, não ganham grande destaque, mas são importantes para a construção da narrativa.

Claro que a todo momento ficava imaginando qual seria o fim da história? Como o autor pintaria o desfecho para nós, já que muitos elementos surgem ao longo e posso afirmar: Todos os fatos são explicados. Como leitora sincera que sou, preciso dizer que achei um tanto estranho, mas está longe de ser ruim. Na verdade vemos a genialidade de Marleman em prática e nem sempre estamos preparados para isso.

Mais uma vez Josh Marleman brinca com os sentidos do leitor. Se em Caixa de Pássaros não podíamos abrir os olhos, em Piano Vermelho é nossa audição que precisa ser muito bem protegida. De uma forma ou outra, vivemos uma experiência sensorial marcante e requer nervos de aço para chegarmos até as últimas páginas.

Gostaria de compartilhar mais detalhes com vocês, mas corro o grande risco de soltar indesejáveis spoilers. Fico por aqui recomendando a leitura de Piano Vermelho e torcendo para que vocês tenham ficado curiosos e queiram conhecer essa incrível história!


Gostaram?
Ficaram curiosos?
Conhecem a escrita de Malerman?
Comentem!

Abraços e até mais.


9 comentários

  1. Oi Rizia;
    Li a Caixa de pássaros a poucos dias e amei, me prendeu do inicio ao fim e pelo visto Piano vermelho tem o mesmo poder, uma vez que já fiquei grudada com a resenha.
    Vai para lista de desejos... preciso de dois empregos kkk

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem?
    Tenho muita curiosidade de conhecer a escrita desse autor afinal todos os livros que vi dele até agora fazem bastante sucesso. Já havia visto esse livro por aí mas nunca parei de fato para ler sobre ele e gostei bastante da premissa mesmo que não seja meu gênero adoro livros que nos prende do começo ao fim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oiee Rízia ^^
    Menina, demorei pra reconhecer o blog! haha' faz tanto tempo que não passo aqui *0*
    Eu gostei bastante de "Caixa de pássaros" e ando doida para ler suspenses/thrillers psicológicos eletrizantes! Ainda não conhecia esse livro (que kit lindo!), mas ver que você gostou tanto e falou tão bem do livro me deixou animadíssima. Quero!
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Ainda não tive a chance de ler Caixa de Pássaros! Eu estou doida pra poder fazer essa leitura desde que fiquei sabendo sobre a obra!!
    Sempre ouvi falar muito bem da escrita desse autor e pensar que ainda não tive essa chance de experimentar é um pouco frustrante, mas quando tiver a oportunidade gostaria muito de embarcar nessa do Piano Vermelho também haha!
    Adorei o texto, gostei da capa no mesmo estilo que Caixa de Pássaros e esse kit me parece demais!
    Obrigada pela indicação, beijos
    As Meninas Que Leem Livros~

    ResponderExcluir
  5. Oi Rizia, ainda não li nada do autor e não foi por falta de curiosidade ou indicação. Mas confesso que na verdade tenho um pouco de medinho das narrativas dele. Que bom que suas expectativas foram alcançadas. Isso me deixou mais animada pra ler.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi. :)
    Tentei ler Caixa de Pássaros, mas não consegui rs. É um gênero que eu tento gostar, mas acabo abandonando. Não que a obra seja ruim, longe disso... mas sou romântica demais pra ficar tensa numa leitura, não dá pra mim.
    Sua resenha ficou ótima, parabéns.
    Nada melhor do que ler um livro e alcançar as nossas expectativas, fico feliz que com vc aconteceu isso.
    Blog As Meninas Que Leem Livros - Lauri Brandão

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Eu tentei ler Caixa de Pássaros, mas não saí nem do primeiro capítulo. Não consegui me prender à trama, mesmo a escrita do autor sendo muito agradável, acho que não era o momento pro livro mesmo. No entanto, gostei muito mais da premissa desse Piano Vermelho do que do já citado, me apareceu muito mais convidativo, por isso até tenho vontade de lê-lo. Super obrigada pela dica, gostei muito da resenha.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  8. Oi! Comprei Caixa de Pássaros esse ano depois de ler muitas resenhas favoráveis, e quando vi o lançamento desse livro já me interessei também. Estou lendo um livro parecido, só que ao invés de uma banda é um cantor que está sendo usado pelo empresário para conseguir controlando as pessoas através da música. Enfim, não sei se é mesmo isso, mas acabei me identificando com a leitura rsrs Dica anotada!

    ResponderExcluir
  9. oie, legal ver que esse livro mexeu tanto com você. Confesso que nunca li esse autor e na verdade nem sinto muita vontade. Gostei de saber que a intrínseca caprichou no quiete que mandou para os parceiros, eles sempre arrasam <3

    ResponderExcluir