#SemanaAconteceuNaqueleVerão - Meu conto favoritvo


Olá Leitores!
Continuamos nossa participação na #SemanaAconteceuNaqueleVerão realizada pela Editora Intrínseca e seus parceiros.
Hoje contarei para vocês o conto que mais me encantou.
A escolha foi difícil, mas acho que vocês irão gostar de conhecer.
Vamos lá?

Inércia, de Veronica Roth é o sétimo conto de Aconteceu Naquele Verão e nos apresenta Claire, uma adolescente que recebe a notícia que seu ex-melhor amigo, Matthew, deseja vê-la em sua Última Visita. Essa vontade é declarada quando a pessoa completa 18 anos e escolhe algumas pessoas para ver uma última vez antes de um procedimento que possa levá-lo a morte ou quando está realmente ruim.

Claire fica surpresa, pois os dois estão sem se falar há um tempo, mas mesmo assim vai até o hospital. Ao chegar, conhece os detalhes do procedimento da Última Visita: As mentes de Claire e Matt serão conectadas por computadores e compartilharão lembranças escolhidas por eles. A garota não consegue imaginar o porquê deveria estar ali, mas sabe que esse encontro abrirá feridas ainda não cicatrizadas.
"Escolhi ver você na minha Última Visita porque queria ter a chance de dizer que você vale muito mais do que o seu sofrimento".
Matt finalmente encontra Claire, já com suas mentes conectadas e aquela pequena estranheza de um reencontro, acaba dando lugar a familiaridade de uma forte amizade. Eles decidem mostrar ao outro a memória favorita deles e isso os leva a importantes momentos vividos.

Ao acessar as memórias, Claire e Matt poderão reviver , de forma mais completa, já que inclui a percepção dos dois, o momento em que se conheceram  e se tornaram amigos; a forma como cada um se sentiu em situações específicas e principalmente o motivo que os separou.

— Algumas pessoas podem abandoná-la — disse ele, pela primeira vez ignorando uma piada para falar sobre algo mais importante. — Mas não significa que você seja alguém que mereça ser abandonada. De jeito nenhum.
Somos convidados a acompanhar essa última visita e perceberemos que o amor está presente nas atitudes mais simples e por mais que alguém nos machuque, as marcas não poderão ser apagadas.

Sensível e arrebatador.
Inércia é um conto que vai te consumir completamente.

Confesso que ao começar a ler, imaginei que por ter diversos elementos de um sick-lit, iria cair naquela conhecida receita de romances tristes, mas não. Roth soube misturar os gêneros e temas para criar uma narrativa agridoce.

Apesar de ser um conto pequeno, as personagens foram tão bem desenvolvidas que foi impossível não se envolver com elas. Simples, repletas de vícios e virtudes que facilmente poderiam ser identificados em nossos amigos.

Achei super legal o instituto da Última Visita. Já pensou poder compartilhar com algumas pessoas importantes memória? Vivenciar novamente esses momentos? Com a tecnologia avançando cada vez mais, não duvido que um dia isso seja possível.

O desfecho foi maravilhoso. Uma perfeita história de amor de verão. Tenho certeza que todos irão se surpreender e amar <3

Por fim, gostaria de indicar a todos a leitura de Aconteceu Naquele Verão e, em especial, o conto Inércia. Espero que vocês gostem tanto quanto eu gostei.

Gostaram?
Ficaram curiosos para conhecer mais detalhes do conto?
Já leram?
Comentem!

Abraços e até mais.

Um comentário

  1. Oi Rizia, me encantei pelo conto com a sua resenha, da vontade de ter um livro só dele. Até porque a Veronica merece, com certeza quero conhecer essa coletânea e em especia Inercia. Bjs
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir