Resenha: Juntando os pedaços, de Jennifer Niven

JUNTANDO OS PEDAÇOS
Autora: Jennifer Niven
Editora: Seguinte
Páginas: 392

Sinopse: Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar todas as peças do quebra-cabeça para gravar na memória. Então ele usa marcas identificadoras, como o cabelo, a cor da pele, o jeito de andar e de se vestir, para tentar distinguir seus amigos e familiares. Mas ninguém sabe disso — até o dia em que ele encontra a Libby. Libby é nova na escola. Ela passou os últimos anos em casa, juntando os pedaços do seu coração depois da morte de sua mãe. A garota finalmente se sente pronta para voltar à vida normal, mas logo nos primeiros dias de aula é alvo de uma brincadeira cruel por causa de seu peso e vai parar na diretoria. Junto com Jack. Aos poucos essa dupla improvável se aproxima e, juntos, eles aprendem a enxergar um ao outro como ninguém antes tinha feito.

Olá Leitores
Algumas leituras são um verdadeiro presente. Nos tocam de tal maneira que quando você chega a última página, dá vontade de sair recomendando para todo mundo.
E é justamente o que vim fazer aqui.
Contarei para vocês minhas impressões e espero que vocês tenham vontade de ler.
Vamos conhecê-lo?
"Querido amigo
Você não é uma aberração. 
Alguém gosta de você. Alguém precisa de você.
Você é único. Não tenha medo de deixar o castelo.
Tem um mundo enorme maravilhoso lá fora.
Com amor".
Juntando os pedaços, de Jennifer Niven nos conta a história de Jack e Libby, dois adolescentes que estão tentando passar por essa difícil fase da vida, tendo de enfrentar dificuldades e tentar conhecer quem são e qual seu lugar no mundo.

Jack Masselin possui uma doença neurológica chamada prosopagnosia que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Por causa disso, ele outras observa características físicas como sinais, voz, porte, tipo de cabelo ou qualquer outra coisa que identifique a pessoa. Acontece que ninguém sabe disso e muito embora ele tenha se metido em certas confusões, consegue seguir com seu "segredo em segurança".

Libby Strout está vivendo uma nova vida. Após perder a mãe, ela passou a descontar toda a ansiedade e tristeza nos alimentos. Isso fez com que ela engordasse a tal ponto que não conseguiu passar pela porta de casa e teve que ser resgatada por uma equipe de bombeiros. Sua casa foi destruída e Libby ficou conhecida como "a adolescente mais gorda dos Estados Unidos". Com ajuda de seu pai e de uma amiga, ela conseguiu emagrecer o suficiente para voltar a ter uma vida normal, inclusive se matricular no ensino médio.
"As pessoas podem ser ótimas, mas tamém podem ser péssimas. Às vezes eu sou péssimo, mas não totalmente. Você, Libby, é ótima".
E é justamente no colégio que Libby conhece Jack. Em meio a olhares, mensagens de ódio, cartas ameaçadoras, entre outras coisas, Jack tem uma atitude que humilha a garota na frente de todos os colegas. Esse incidente acaba aproximando-os, pois os dois são enviados para um grupo de terapia. Essa proximidade fará Libby descobrir muitas coisas, entre elas que Jack não é aquele garoto babaca que ela imaginou.

Libby e Jack descobrirão juntos como lidar com as pressões, aceitar que ser diferente não é algo ruim, que não ser quem se é e que encontrar seu lugar no mundo pode ser uma aventura deliciosa.
“Ninguém nunca mais vai me dizer que não consigo. Assim como ninguém devia dizer a você o que pode ou não pode fazer. Nem você mesmo.”

Incrível, sensível e desafiador!
Juntando os pedaços fará você perceber que as pessoas são bem mais do que aparentam.

Quando vi a Seguinte anunciando um novo livro da Jennifer Niven, tive certeza de que seria mais livro  memorável, tal como foi Por Lugares Incríveis. Mas esse conseguiu superar aquele!

As personagens foram cuidadosamente criadas. Libby foi inspirada na experiência da própria autora. Uma garota obesa que só quer que saibam que esse não é seu único adjetivo. Já Jack é um garoto que convive com o conflito de externar sua dificuldade em reconhecer rostos para as pessoas.  Mas somando os problemas, muitas vezes fica mais fácil de resolvê-los.

A ambientação escolhida não poderia ser mais adequada. Por se tratar de um Young Adult, o colégio geralmente é uma zona perigosa, onde todos tentamos nos afirmar e sobreviver a julgamentos e mostrar o que outras pessoas sentem quando se escolhe ser cruel.

A narrativa é intensa. Acompanhamos a luta de Libby e a angústia de Jack. Os capítulos são alternados e nos apresentam a perspectiva de cada um dentro da história. Dei muitas risadas em várias momentos, mas também me peguei com lágrimas nos olhos em outros.

Em Juntando os pedaços, Jennifer Niven presta um grande favor a humanidade ao tratar de forma única temas tão importantes como bullying, preconceito, discriminação, depressão e outros tantos que muitas vezes temos medo ou vergonha de combater. Precisamos respeitar o outro do jeito que ele é, pois é isso que nos torna únicos.

Convido todos vocês a lerem e divulgarem esse livro tão singular.
Tenho certeza de que você lembrará dele por muito tempo.

Gostaram?
Já leram?
Ficaram curiosos?
Abraços e até mais.

28 comentários

  1. Olá
    Nossa que resenha incrível essa sua em? Eu tenho muita curiosidade de ler os dois livros da Jennifer Niven, justamente e pela forma que ela aborda assaltos tão complexos de se falar. Esse livro junto ao outro estão nos meus desejados e espero conseguir ler eles esse ano. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Terminei essa leitura recentemente e fiquei com o coração cheio de amor, é tão bom se sentir representada em um livro! Seja por um personagem negro ou uma garota obesa, se sentir parte da história mostra como somos importantes. Esse foi um dos melhores livros que li.

    ResponderExcluir
  3. Que amoooor eu só vi a capa desse livro em resenhas mais nunca parei pra ler, mais nossa que amor de verdade fiquei bem curiosa e confesso que ja baixei pra ler no serviço rs... espero que ele me prenda pois estou em uma ressaca literária rs .. bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Rízia,
    juro que não imaginava que esse livro possuía uma carga dramática como essa, ceto que o título já nos da uma ideia, mas nossa que história diferente, eu pelo menos nunca li nada parecido e é claro que fiquei com vontade de ler, como não ficar, não é mesmo? Amei sua resenha, de forma apaixonante você deixou claro todos os pontos que fazem dessa uma boa história.

    http://www.nossomundoliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu ainda não li, mas acho a história tão amorzinho pelo que me falaram.. Com uma resenha dessa, acho mais amorzinho ainda, capaz que eu chore lendo.

    ResponderExcluir
  6. Oie! Tudo bem? Perdi a conta de quantas vezes já vi resenha desse livro por ai, e ele infelizmente continua não me chamando a atenção, posso ler quantas resenhas que for (que por sinal a sua está ótima), mas não consigo me interessar por ele, quem sabe mais adiante...
    Bjss

    ResponderExcluir
  7. Olá!!
    Acho a história desse livro sensacional e tenho muita curiosidade em ler um dia...
    Sua resenha apresenta super bem os personagens e seus conflitos, e acredito que o livro realmente seja ótimo!!
    Um beijo!!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  8. Rizia, li este livro no comecinho do ano e gostei bastante, embora eu o ache inferior ao outro grande sucesso da autora. Acho que a mensagem que o livro traz, como você bem pontuou na resenha, é que o bullyng precisa ser combatido com mais força.
    Amei suas considerações.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá Rizia,
    Esse livro foi uma leitura que estraçalhou meu coração.
    Gostei muito de conhecer suas impressões e fiquei contente por saber que você gostou da leitura e acho que foi ótima a forma como a autora trabalhou todos esses temas, com uma leveza e com uma singularidade sem tamanho.
    Queria que todas as pessoas do mundo tivesse a doença do Jack, pois veriam as pessoas como deveriam mesmo.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  10. Por lugares incríveis foi sem dúvida o melhor livro que li em 2016. Ele te abre pra muitas reflexões e te mostra que nem tudo termina com felizes para sempre. Quando vi esse segundo livro dela fiquei até com medo de me decepcionar, mas depois da sua resenha vai entrar pra minha lista de leituras obrigatórias!

    Obrigada por isso!

    bjs
    www.causoseprosas.com.br

    ResponderExcluir
  11. parece o tipo de leitura que você aprende bastante né? gostei, vou ver se acho aqui
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  12. Esse foi o primeiro livro que adicionei a minha meta desse ano. Não vejo a hora de ler. Amo os livros da Jennifer, gostei tanto de Por Lugares Incríveis, que estou com uma enorme expectativa em relação a esse livro. Preciso muito comprar logo e me deliciar com a narrativa.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Desde o lançamento da obra que estou de olho nela. Fico extremamente feliz que ele a tenha tocado de tal forma e tenho certeza que a autora conseguiu com maestria discutir temas como discriminação, preconceito e depressão com maestria através dos personagens Jack e Libby! Estou mais curiosa ainda para fazer essa leitura após saber suas impressões.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oiee, já vi uma galera falando desse livro e sempre bons elogios, principalmente pelo tema abordado e a delicadeza da autora em aborda-lo.

    Bjs

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Eu amo a Jennifer e estou necessitando urgentemente desse livro, adoro o nível da profundidade que ela traz nos livros, o drama das suas histórias me encantam. Estou ansiosa para saber como ela tratou cada um desses assuntos dentro do contexto dessa história, adorei a resenha apontando ótimos pontos dessa história.
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Olá, Rízia

    A pegunta que fiz quando terminei a leitura da sua resenha foi: "Como ainda não tinha escutado falar desse livro e muito menos lido?" Que sinopse maravilhosa, que enredo incrível e personagens surpreendentes. Sou professora e se eu pudesse/puder indicar livros para meus alunos "Juntando os pedaços", com certeza, será uma indicação. Como você falou, a Jennifer Niven não poderia ter escolhido ambientação melhor para sua obra. A escola ainda, infelizmente, é uma espaço social que ocorrem bullying, preconceito, discriminação, depressão e outros coisas tristes de serem relatadas. Jack e Libby devem ser personagens apaixonantes durante essas 392 páginas. Respeitar as diferenças é muito importante em qualquer situação. Quero muito ler! Obra com história incrível! Resenha ótima! Parabéééns! Bj

    ResponderExcluir
  17. Oie
    adorei saber melhor do que se trata pois gosto muito desses assuntos, principalmente quando a autora fala de forma intensa como vc citou, espero de fato ler em breve gostar muito pois o outro que li dela eu adorei, muito boa sua resenha e bela dica

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Que resenha ótima. Adorei os quotes escolhidos. O primeiro foi o mais lindo de todos. Essa não foi a primeira resenha que li deste livro. Mas desde que li a primeira, fiquei super curiosa para conhecer esses dois personagens.

    ResponderExcluir
  19. Vamos lá... eu sei o que é ler um livro tão bom que dá vontade de sair recomendando para todo mundo rsrs, aconteceu poucas vezes, mas eu sei o que é.

    Foi o que aconteceu comigo no livro dessa autora mesmo, Por lugares incríveis. Pelo visto ela não perdeu o dom e pretendo ler esta obra o mais rápido possível. Beijos

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bem por aí?

    Eu já li muitas resenhas positivas sobre esse livro e mal posso esperar para lê-lo! Tenho certeza de que quando eu fizer a leitura dele, me perguntarei o porquê de não tê-lo lido antes, pois ele deve mesmo ser singular, como você disse. Parabéns pela resenha!

    Abraços.
    www.acampamentodaleitura.com

    ResponderExcluir
  21. OOi!
    Conhecia o livro, mas não sabia bem do que se tratava a história.
    Amoooo YA, principalmente quando trazem essas reflexões. Sua resenha está ótimaaa, me deixou muito curiosa para realizar a leitura, inclusive já vou colocar como desejados desse ano. Dica mais que anotada!
    Parabéns pela resenha!
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  22. Olá, gostei dessa mistura de sentimentos que vão da alegria a tristeza, e como os personagens nos apresentam o enredo de uma forma tão cativante. Já tinha visto outra resenha do livro, mas vendo pelo seu ponto de vista, vejo a carga emocional que a autora quis trazer no livro, e que conseguiu de uma boa maneira. Espero ler em breve.

    ResponderExcluir
  23. Esse livro foi um dos meus favoritos do ano de 2016.

    Não havia ainda lido nenhum livro da autora, e amei que esse tenha sido o primeiro, pois eu e a Libby temos muito em comum... Embora não sejamos parecidas na coragem e na força - enquanto eu só passei pelo ensino médio, ela o ultrapassou e deixou sua marca.

    Amo esse livro, demais!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  24. Olá! Já começou falando o quando o livro é incrível, sensível e desafiador. Boa jogada, isso já desperta o leitor! Haha' Eu ainda não li o livro, mas li algumas resenha e todas fala como o livro vem trazendo um aprendizado. Saber que a autora trás esses temas importante de forma única apenas aumenta minha vontade de ler o livro. Beijos'

    ResponderExcluir
  25. Ola, Tudo bem

    Não é a primeira resenha que vejo falando bem desse livro, inclusive adicionei a minha lista de desejados por conta de uma.
    Ai com a sua resenha so me deu mais vontade de ler, acho que vou ter q antecipar minha leitura. Kkkkk

    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  26. Oieee
    Nossa esse livro tá bombando na blogosfera, todas as resenhas são super positivas e os dramas dos personagens principais é bem forte, cada um a sua maneira.
    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Oi Rízia, recentemente li uma resenha sobre essa obra e fiquei bem interessada no enredo. Toda a premissa, a condição dos personagens e a forma como se envolvem, parecem ser bem intensas e prender o leitor desde o início. Gostei de conferir que você também gostou, e já o adicionei na minha listinha! Abraços

    ResponderExcluir
  28. Olá!
    Esse livro parece ser emocionante, de todas as formas. São temas muito delicados, mas que devem ser discutidos. Eu não conhecia, mas fiquei muito curiosa para ler, sua resenha me instigou bastante. Quero chorar tambéeem hahaha.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir