Resenha: Três vezes nós, de Laura Barnett


TRÊS VEZES NÓS
Autora: Laura Barnett
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384

Sinopse: Uma jovem mulher com uma bicicleta quebrada após desviar de um cão. Um homem que ela poderia facilmente ter deixado passar, sem parar, levando consigo uma vida inteira, uma vida que poderia nunca ter sido dela. Eva Edelstein está no segundo ano do curso de Inglês na Universidade de Cambridge. Ela namora David Katz, estudante e aspirante a ator. A vida de Eva parece bem encaminhada, quando, no campus da universidade, ela conhece acidentalmente Jim Taylor, estudante frustrado de direito. Há três versões, três realidades diferentes para o futuro de Eva e Jim, dos anos 1950 até os dias atuais. Se o nosso futuro é uma encruzilhada, gostaríamos de saber qual caminho seguir? E depois, ficaríamos felizes com a nossa escolha? Três vidas. Três histórias. Três destinos... permeados com traições e ambições, mas também com amor e arte.  Três vezes nós explora a ideia de que há momentos em nossas vidas que poderiam ter sido diferentes e como pequenos fatos ou decisões que tomamos podem determinar o rumo da nossa vida para sempre.

Olá Leitores!
Trago para você a resenha de um dos livros mais diferentes que tive oportunidade de ler este ano.
Imagine se você pudesse conhecer os possíveis rumos que sua vida tomaria a partir de uma decisão.
Cada escolha pode mudar sua vida e aqui veremos como nossos personagens são afetados por isso.
Vamos conhecê-los?
Cambridge, outubro de 1958

Um.
Somos apresentados a Eva, uma jovem estudante que sonha em se tornar escritora, está atrasada para a sua aula na universidade e, para completar, sofre um pequeno acidente com sua bicicleta. Quem a socorre é Jim, um estudante de Direito, que na verdade gostaria de se tornar um artista plástico. A conversa entre os dois é ótima e existe uma ligação quase que instantânea. Ele então a convida para passear e apesar de Eva estar comprometida com o talentoso ator David Katz, acaba aceitando. A paixão é forte e tempos depois Eva acaba seu relacionamento com David para casar-se com Jim.

Dois.
Eva está a caminho da universidade e sofre um acidente de bicicleta. Neste momento, ela conhece Jim, que a ajuda e convida para um passeio. Por estar atrasada e comprometida com David Katz, ela não aceita e decide seguir seu caminho. Eva e David acabam se casando, a carreira deste decola, enquanto ela fica em casa, cuidando da filha, Sarah e seus sonhos como escritora estão cada dia mais longe de se tornar realidade.

Três.
Eva está atrasada para aula na universidade quando sofre um acidente de bicicleta e é ajudada por Jim. Ele a convida para ir a algum lugar, pois se sentiu fortemente atraído por ela. Mesmo comprometida, ela aceita e eles acabam ficando juntos e logo o relacionamento de Eva com David termina. Jim e Eva ficam algum tempo juntos, mas algo acontece e a jovem acaba reatando com o ex.

Três pessoas, três vidas e três possibilidades.
Quando fazemos uma escolha, outras são deixadas para trás e como seria poder saber o que está por trás daquele "E se...?"


Desafiador e inteligente.
Três vezes nós é uma história que exigirá toda a atenção do leitor.

Confesso que demorei um pouco a me situar nas histórias, pois os capítulos vão se intercalando nas três versões então, vou dar uma dica: Se você tem muita dificuldade com marcação temporal, recomendo que leia uma versão de cada vez, pulando os capítulos mesmo, pois ficará bem mais fácil de entender.

Superada essa "dificuldade" inicial, pude conhecer uma personagem incrível: Eva. Em todas as suas "vidas" ela se mostrou forte e me surpreendeu de muitas formas. Aliás, todos as personagens são incrivelmente humanas, repleta de vícios e problemas o que nos aproxima bastante das histórias.

A narrativa intercala as três histórias e exige bastante atenção do leitor. Mas a escrita é fluída e muito inteligente o que nos faz querer ler cada página.

Muitos temas são trabalhados na obra: Amor, amizade, família, conflitos, traições, encontros e desencontros e, dentre tantos, as nossas escolhas, pois elas é quem vão determinar a nossa vida. Com certeza é um livro que provoca fortes reflexões.

O desfecho foi realmente incrível. Aliás, "os desfechos" cada um a seu modo e não sei exatamente qual destino eu gostei mais ou achei mais apropriado para Eva. Acredito que cada leitor terá uma ideia diferente e é isso que deixa essa obra ainda mais incrível.

A diagramação é simples e a capa está perfeita, repleta de elementos da obra. Trabalho incrível da Editora Novo Conceito.

Se você procura uma obra exigente, inteligente e que te levará a refletir as consequências de suas escolhas, Três vezes nós é o livro perfeito.

Espero que tenham gostado.
Ficaram curiosos?
Já leram?Querem ler?
Comentem!

Abraços e até mais.

Um comentário

  1. A proposta é muito interessante, confesso que fica um pouco confuso... Pareceu-me um pouco com Encruzilhada, onde a gente acompanha duas versões do acontecimento e a personagem tem que escolher apenas um... sempre acho meio confuso livros assim, mas fiquei curiosa quanto a sua resenha, provavelmente posso vir a dar uma chance para este livro e conhecer a história de Eva.

    xoxo
    Mila F.
    @camila_marcia
    www.delivroemlivro.com.br

    ResponderExcluir