Resenha: O Livro de Memórias, de Lara Avery

O LIVRO DE MEMÓRIAS
Autora: Lara Avery
Editora: Seguinte
Páginas: 392
Skoob

Sinopse: Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível. E nada vai ficar em seu caminho — nem mesmo uma rara doença genética que aos poucos vai apagar sua memória e acabar com sua saúde física. Ela só precisa de um novo plano. É assim que Sammie começa a escrever o livro de memórias: anotações para ela mesma poder ler no futuro e jamais esquecer. Ali, a garota registra cada detalhe de seu primeiro encontro perfeito com Stuart, um jovem escritor por quem sempre foi apaixonada, e admite o quanto sente falta de Cooper, seu melhor amigo de infância de quem acabou se afastando. Porém, mesmo com esse registro diário, manter suas lembranças e conquistar seus sonhos pode ser mais difícil do que ela esperava.


Olá Leitores!
Trago para vocês um livro que não consegui largar. Me envolvi na história e preciso dizer que há tempos não lia um sick-lit tão bom.
Você gosta de guardar memórias? E se você tivesse que fazer isso porque logo mais não conseguirá se lembrar de mais nada?
Vamos conhecer um pouco mais dessa história?

O Livro de Memórias, de Lara Avery nos conta a história de Sammie, uma jovem de 17 anos, super inteligente, que sonha em cursar Direito em Harvand. Sempre organizada, ela planejou cada detalhe, mas não esperava que o destino seria tão cruel com ela.

Sammie descobre que é portadora de uma doença rara chamada Niemann-Pick C a NP-C. Sua natureza é neurodegenerativa e um dos seus muitos sintomas é a perda de memória. Mas por estar numa situação diferenciada dos demais portadores dessa doença, já que ela costuma se manifestar mais cedo, ela acredita que conseguirá dominar os sintomas e cursar a tão sonhada faculdade.

Mas, por ser uma garota precavida, ela decide escrever uma espécie de diário, um livro onde guardará as memórias mais importantes para a Sam do futuro. Ela escreve seu dia a dia, seus planos e passagens importantes da sua vida.

E através dessas memórias sabemos que Sammie tem uma família adorável e que se preocupa com ela. Que sua melhor amiga, Maddie é também sua parceira no concurso de debates. Também conhecemos Cooper, o vizinho esquisitão que um dia já foi um dos melhores amigos dela e Stuart, um escritor por quem Sammie sempre foi apaixonada

Veremos como Sammie e Stuart se aproxima. Como a amizade guardada entre nossa protagonista e Cooper ressurge e infelizmente o início dos sintomas da NP-C. Perceberemos o quão forte essa garota pode ser, no momento em que ela decide encarar a doença da melhor forma possível.

Mas será que as lembranças de Sammie nos mostraram que ela conseguiu ir à faculdade e ter uma vida normal? Ou será que a doença foi mais forte e ela não é capaz de se lembrar?


Intenso e profundo.
O Livro de Memórias vai abalar suas estruturas emocionais.

Sammie é tão complexa e linda. Completa e corajosa. Encarou diversas dificuldades e soube ser forte e fraca nos momentos certos e isso com certeza deu um brilho diferente a obra. Sinceramente não consigo imaginar a forma como encararia uma doença que iria me fazer esquecer de tudo.

A narrativa é fantástica. Por se tratar de um diário escrito no computador de Sammie, iremos encontrar "capítulos" de diversas formas: Pequenos,grandes, com formatações diferente, com ou sem título, com descrições de diálogos, entre outros. Achei esse recurso muito interessante, pois aproximou o leitor da mente da protagonista.

As personagens são cativantes e participam de forma muito importante para a obra. Gostei muito de Cooper e Stuart que mesmo sento tão diferentes, conseguem conquistar de forma igual. A família de Sammie é daquelas com F maiúsculo sabe? E Maddie é uma amiga ímpar.

A escrita de Avery é bastante envolvente e a narrativa é cheia de altos e baixos, que seguem a condição de saúde e humor de Sammie. Há dias bons e outro nem tantos e podemos perceber através das memórias. 

 O desfecho, apesar de um tantinho previsível, me deixou com sem chão. Mas acredito que todos que tiverem a oportunidade de conhecer essa bela história vão gostar. A sensibilidade da autora contribuiu muito para tornar a obra tão ímpar.

A capa é simples, mas muito bonita. Traz nossa protagonista e seus cabelos enrolados. A edição está impecável e o livro já vem com um marcador, como costumam ser os da Editora Seguinte.

Sensível, intenso, cativante e inteligente, O Livro de Memórias é uma história que vai prender você até as últimas páginas. Aos amantes do gênero sick-lit sem dúvida é uma leitura indispensável. Se você não gosta ou não conhece muito bem, vale a pena dar uma oportunidade a esta obra que causa uma verdadeira onda de reflexões.

Gostaram?
Conheciam a obra?
Já leram?
Ficaram curiosos?
Comentem!

Abraços e até mais.

Nenhum comentário