Resenha: Um Martíni com o Diabo, de Claudia Lemes

UM MARTÍNI COM O DIABO
Autora: Claudia Lemes
Editora: Empíreo
Páginas: 390
Skoob
Sinopse:  O jovem Charlie Walsh está em Las Vegas. Não para tentar a sorte, e sim para matar seu pai, um chefe da máfia italiana, Tony Conicci. O plano era infiltrar-se no restrito grupo de confiança da família Conicci e se aproximar do chefão, mas Las Vegas corrompe. E o desejo de vingança de Charlie é posto em prova quando ele se vê seduzido pelas amizades, o poder, drogas e dinheiro que a máfia oferece. Com o FBI em sua cola, e secretamente apaixonado pela enigmática esposa do pai, ele precisará decidir onde apostar sua lealdade.
Olá Leitores
Esse post é muito especial! Primeiro porque é o número 1.000 do Livroterapias! Gente do céu, nunca imaginei que chegaríamos tão longe e devo tudo isso a vocês, leitores!

Segundo porque ele traduz uma das minhas maiores realizações enquanto leitora. Sempre quis participar da betagem de um livro. E minha primeira experiência não poderia ter sido melhor: Eu fui beta de um livro da Cláudia Lemes! #vencinavida

Não preciso dizer mais nada né?
Com o livro já em pré-venda, fui convidada pela Editora Empíreo para compartilhar minhas impressões com vocês.
Vamos conhecer um pouco desse livro incrível?
Um Martíni com o Diabo, de Claudia Lemes nos apresenta Charlie Walsh um jovem irlandês criado por sua mãe, Loreen, em condições muito simples. Nosso protagonista é um rapaz tranquilo, mas Loreen percebe que seu filho está cada dia mais envolvido com os jovens da máfia irlandesa e isso a faz lembrar de um passado difícil. Com medo de que Charlie acabe entrando naquele grupo, Loreen supera suas próprias dores para revelar ao filho sua  infeliz origem paterna: Seu pai é Tony Conicci, o chefe da máfia italiana.

Dominado pelo ódio e sentimento de vingança, Charlie decide ir para Las Vegas atrás daquele homem que tanto mal fez a sua mãe para matá-lo. Não importa o que acontecesse, Tony deveria morrer. Seu plano era infiltrar-se no grupo Conicci e, com isso,  aproximar-se do seu alvo.

Quando finalmente ele atinge seu objetivo, Charlie se vê cercado de coisas que nunca imaginou possuir: Poder, dinheiro, entre outras facilidades que acabam fascinando-o. Além disso, ele faz algumas amizades improváveis dentro da máfia. E o pior: Percebe que Tony não é exatamente o homem que ele imaginava ser.

Las Vegas reservará também algumas mulheres que irão mexer com os sentimentos mais loucos de Charlie. Com destaque para Marion, a esposa do seu pai e Graeme, uma dançarina encantadora.

Diante de tantas distrações e possibilidades, será que Charlie vai conseguir levar a diante seu plano de vingança? Ou será que Vegas e a nova vida deste jovem farão com que ele desista do seu objetivo?


Prepare-se para uma leitura que irá te levar ao limite!

Um Martíni com o Diabo foi o meu primeiro contato direto com o gênero Noir.  Apesar de vagamente conhecê-lo,  nunca havia lido algo e Claudia me deu essa oportunidade. 

A narrativa é frenética. Esteja preparado para cenas chocantes em todos os níveis: Crimes, mortes, violência, drogas estão presentes na história, mas nada aqui é gratuito; tudo faz parte do contexto em que as personagens estão inseridas, afinal a máfia não perdoa ninguém ;). Outro ponto de destaque é a escrita de Claudia, inteligente, instigante e completa, permite que o leitor vivencie e a história de perto, não conseguindo deixar para depois.

As personagens são complexas, bem desenvolvidas e acima de tudo humanas. Interessante ver as batalhas individuais e ao decorrer das páginas percebemos que que nenhum deles é completamente bom ou ruim. Todos possuem fraquezas e objetivos e isso é o que torna a obra tão rica.

Preciso chamar atenção para a linguagem utilizada no livro. Ela é fruto de pesquisa sobre termos usados dentro da máfia italiana, como jargão, gíria ou código. Comare, Soldier, Boyo são alguns exemplos.

"Mas Rízia eu não conheço nada sobre máfia, não ficarei perdido quando ler?" Não, queridos. A autora tem um cuidado todo especial em criar notas sobre a linguagem e criou um pequeno glossário para orientar seus leitores. <3

Outro grade acerto é a ambientação. Las Vegas, a cidade onde tudo é permitido e as ações ficam escondidas, foi escolhida para ser o plano de fundo das aventuras de Charlie. E apesar de não poder falar muito mais que isso, posso dizer que foi um dos melhores lugares para envolver a máfia e seus domínios.

O desfecho foi intenso. Digo isso porque existem vários desfechos no final do livro. Claro que não vou contar muita coisa, mas posso adiantar que tudo fica bem amarradinho e as personagens encontram seus "destinos".

Cru, intenso, instigante,  repleto de personagens complexos e bem construídos e um desfecho arrebatador, não há como não sair gritando e indicando para todo mudo. Tenho certeza de que Claudia Lemes acaba de inaugurar o gênero Noir no Brasil e certamente será uma sucesso, assim como Eu Vejo Kate.

Ficou com gostinho de quero mais? Confira o book trailer:



Página Oficial: http://www.ummartinicomodiabo.com/
Fan page: https://www.facebook.com/ummartinicomodiabo/?fref=ts
Página da Escritora: https://www.facebook.com/claudia.s.lemes/?fref=ts
Página da Editora: https://www.facebook.com/EditoraEmpireo/?fref=ts
Compre aqui: http://loja.editoraempireo.com.br/product/1131866/pre-venda-um-martini-com-o-diabo

Gostaria de agradecer a Claudia Lemes por me conceder essa oportunidade única. Você é a minha escritora nacional favorita e é uma honra saber que você sabe que eu existo! Também agradeço a incrível parceria da Editora Empíreo, sempre presente e amiga.

Agora só resta ter a minha edição física em mãos para reler essa história que tanto me surpreendeu.

Gostaram?
Conheciam a autora?
Já entraram em contato com o gênero Noir?
Comentem!

Abraços e até mais,.

21 comentários

  1. que capa mais linda :)
    Não conhecia a autora, mas pela sinopse, book trailer e a rua resenha parece ser top.
    Já add à lista :)
    Mil Beijos,
    http://www.fabulonica.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá Rízia
    Eu não conhecia esse título, mas só a capa e o título, inicialmente, já chamaram muito a minha atenção. Adorei poder conferir suas impressões, e realmente fiquei curiosa sobre o enredo. E sobre esse gênero, confesso que nunca tinha ouvido falar. Nossa, diante de tantos elementos citados, não tenho dúvida de que deve ser uma leitura bem frenética. Vou procurar mais informações a respeito.
    beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  3. Olá! Eu já tinha ouvido falar desta obra e achei sua resenha muito boa e instigante, deixando-nos ainda mais curiosos quanto ao destino de Charlie dentro da máfia italiana. Acho super bacana o trabalho da autora ao colocar o personagem diante de situações de poder e sedução para testar seu caráter, ainda mais quando paramos para pensar o quanto o ser humano é volátil e se deixa levar por dinheiro e poder muitas vezes. Adorei! Beijos.

    thehouseofstorie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Essa capa é tão simples e ao mesmo tempo tão intensa! Nunca ouvi falar desse genero mas a história toda me chamou muito a atenção, não só pela sinopse mas sim pelas suas considerações, é muito bom quando a autora se preocupa em manter fidelidade com a cidade em que ela quer que a história se passe.
    E sinceramente, MEUS PARABÉNS PELOS 1000 POSTS! Mal cheguei nos 30! haha todo sucesso do mundo pra ti <3

    ResponderExcluir
  5. Oi. Amei sua resenha. Apesar de não conhecer a obra você me fez dar altas risadas. Menina #venceunavida. Adorei. Continua com esse toque de humor sempre. Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas já vi que a trama será daquelas que não consegue mais parar.
    Gostei bastante dessa postagem, e da dica de leitura. Com certeza, vou ler esse livro, achei a trama instigante.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Oi Rizia, Tudo bem? Parabéns pela postagem de número mil e que ela triplique por muitas e muitas mais postagens. Pois é muito bom falar do que amamos não è mesmo?
    Eu não curti muito a premissa desse livro mas é porque não sou muito fã dessas coisas de máfia sabe? Quem tenho certeza que vai curtir o enredo desse livro é meu noivo e vou mostrar a resenha para ele...
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Nossa, nem sabia que existia esse gênero Noir. Mas adorei saber que é apresenta uma narrativa frenética cheia de mortes e crimes.
    Ainda não tive nenhum contato com a escrita da autora, mas de cara já fiquei bem curiosa para me aventurar nela.
    A premissa é bem interessante e não lembro de ter lido nada sobre mafia, então para mim é inusitado e inovador.
    Parabéns pela postagem de número mil e espero que muito mais venham pela frente com dicas para lá de interessantes.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Nossa adoro esse gênero literário, fiquei super curiosa por esse romance. Mas conheço mais romances desse gênero da literatura estrangeira do que da nacional. Só pelo fato de ser literatura nacional esse livro já me interessou ainda mais Noir. Anotado para futuras compras.

    ResponderExcluir
  10. Olá Rízia,

    Nunca li nada do gênero Noir, mas acho esse estilo bem charmoso, pelos filmes que já vi. E me lembra logo um clip da Beyoncé que esse em estilo Noir. rsrsrsr
    Achei o enredo bem legal, pois além de explorar o gênero que não vemos muito, ainda deixa um clima de trama policial só que do lado dos mafiosos.
    E já gostei, que pelo visto é um livro único. Acho que com tantas série em andamento, muitos leitores tem preferido livros com inicio, meio e fim, pelo menos seu estou preferindo.
    Parabéns pela realização sem fazer essa betagem e pela postagem mil.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  11. Oi Rízia, tudo bem?
    Já tinha ouvido falar da autora, porém, ainda não li alguma obra sua. Conferindo sua resenha fiquei bem animada para conhecer essa história, gostei muito da premissa e fiquei curiosa para saber se o personagem conseguirá se vingar de seu pai e se será totalmente enfeitiçado por Vegas. Não conhecia esse gênero, mas espero fazer isso em breve com esse livro pois sua resenha me deixou ansiosa!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  12. OI Rizia, parabéns pelo Milésimo Post. Eu nunca ouvi falar desse gênero Noir. E não sou chegada a esses livros com muita morte. O nome do livro: um martíni com o diabo é bem intrigante, tanto que pode até estar um dia entre as minhas leituras. Não prometo nada... rsrsrs
    BJBJ
    ♥♥♥ Amantes de Jane Austen ♥♥♥ | Amantes de Jane Austen no FB

    ResponderExcluir
  13. Oi Rízia,
    Primeiro de tudo, parabens por ter realizado o seu sonho e fazer a betagem desse livro! E também parabens pelo post 1000!!! Isso tinha que ser muito especial e de fato o foi! <3
    Quanto ao livro, gosto demais de coisas relacionadas a mafia e tudo mais, por conta disso ahhhhhh eu leria!!
    Só a capa me deixou bem curiosa!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  14. Eu já conhecia o livro, mas não tinha lido resenha dele. Você está muito chique, parabéns!!! O convite nada mais é do que o reconhecimento do seu trabalho.
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Ohmy god! Que premissa incrível! Eu já tinha lido sobre livros envolvendo máfia e esses temas relacionados, mas nunca um desse tipo, esse é diferente e instigante, sua resenha me fez querer ler mais para saber qual seria esse desfecho impressionante! Sua resenha ficou incrível, sério, amei, bem escrita e objetiva!

    ResponderExcluir
  16. Olha, tenho que confessar que fiquei bastante entusiasmadas com o enredo. Gostei mesmo da história de um garoto com raiva, vai atrás, se depara com o poder, acaba se deslumbrando... A única coisa que eu não gosto é do tipo de ter violência, crimes.. Esse tipo de leitura já não me atraí tanto, então estou na dúvida se vou ler ou não, mas vou procurar mais e tenho certeza que é uma excelente leitura! Parabéns pela betagem e pela resenha maravilhosa <3
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  17. Olá,

    Tomei ciência desse livro essa semana e claro, sua resenha me deixou aqui super empolgada, a começar por esse envolvimento com a máfia que é um prato cheio para os leitores curiosos como eu. Gostei muito de saber que o garoto, pode mudar sua opinião ao se mudar para Vegas, além de várias surpresas que ele irá encontrar pelo caminho. Gosto de narrativas assim, mais tensas e que abordem temas mais polêmicos, com certeza vou investir nessa história. Parabéns por ter sido a beta dele também, deve dar um orgulho imenso ver a obra ganhando repercussão depois.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  18. Olá Rízia,
    Parabéns pelo post de número 1000!
    Fiquei muito curiosa com relação a esse livro, ele parece ser extremamente instigante e viciante. Adorei sua definição de "cru" para a obra, pois foi uma palavra que parece ter caído como uma luva.
    Histórias com temáticas mafiosas me conquistam ao extremo e vou anotar essa dica com plena certeza.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Título interessante e capa que me ganhou, isso por si só já me deixaria curiosa e querendo ler o livro. Aí vem sua resenha e essa coisa de Máfia me chama ainda mais a atenção... E Vegas??? É como você comenta... Na cidade em que tudo é permitido não teria lugar melhor para tantas possibilidades. E se a autora acertou a mão na escrita, nos detalhes e no desfecho, fica tudo ainda melhor.
    Mais do que curiosa. O livro com certeza entrou para a lista dos desejados e espero adquirir muito em breve. E que eu curta a leitura também!!!!
    (e que delícia ser beta de um livro e ele nos agradar tanto, né?)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  20. Ooi,
    A capa é linda e o título também me prendeu de cara. Não conheço muito do gênero Noir mas tenho muita curiosidade de ler. AMO Vegas e com certeza fiquei muito curiosa para a leitura.
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  21. Impressionada com a capa e o enredo desta obra!

    O título me fez recuar um pouco mas ao ler a sinopse fiquei de queixo caído. Enredos assim me prendem bastante e me deixam fascinada.

    Esta obra, juntamente com o contexto, me remeteu às da DarkSide! Vou anotar a dica e conferir (:

    ResponderExcluir