• Home
  • Dicaterapia
  • Parceiros
  • Resenhas
  • Políticas
  • Contato
  • Resenha: Perdida, de Carina Rissi


    PERDIDA - UM AMOR QUE ULTRAPASSA AS BARREIRAS DO TEMPO
    Autora: Carina Rissi
    Editora: Verus
    Páginas: 363
    Sinopse: Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam. Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke. Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos... “Perdida” é uma história apaixonante com um ritmo intenso, que vai fazer você devorar até a última página.

    Oie, gente! :D

    Antes de começar a resenha desse livro, preciso dar um alerta: as 363 páginas de Perdida irão te prender até o fim, deixando você com o risco de ter uma “sofrência literária” pelo mocinho, pois esse é dos bons.

    Brincadeiras à parte, trago hoje um dos meus queridinhos. Perdida me fez ficar perdida ( risos) nas páginas e me fez perder a noção do tempo. Esse livro é o primeiro de uma série da nossa amada Carina Rissi, brasileiríssima e super simpática. Não que eu a tenha conhecido. Ainda. Mas é que ela sempre curte os meus comentários em suas postagens no Facebook e eu acho uma gracinha *-*.

    Sofia é a personagem clássica da mulher do século 21, gerando muita identificação e isso é uma das coisas mais fascinantes. Ela é bem peculiar com o seu jeito, e te levará aos risos e aos prantos em segundos. Seu jeito de agir com o decorrer da história vai te deixar com vontade de abraçá-la muitas vezes e de dar um sermão muitas outras.

    Ela não acredita no amor e morre de medo de se casar. Quando um acontecimento surge, levando-a ao passado, especificamente ao Brasil do século dezenove, ela terá que se adaptar para que não seja descoberta.

    Ian Clarke, vulgarmente conhecido como “sonho” pelas leitoras de Carina, encontra essa moça e oferecerá asilo a ela – detalhe: ele não sabe que ela é do futuro – enquanto nossa amada Sofia busca um jeito para voltar a sua tão amada sociedade tecnológica.

    A história é cativante e Carina Rissi tem um jeito encantador de transformar as palavras e fazer tocar nos seus sentimentos. Ela mostrará valores que se perderam ao longo do tempo e vai te fazer refletir com o choque de épocas. Um desses momentos é o contato de Sofia, com o seu linguajar cheio de gírias, e Ian Clarke, com a sua fala polida e repleta de formalismo.

    É bastante engraçado e fascinante a forma como os personagens de épocas diferentes interagem, pois são muitas coisas diferentes, mas a forma de demonstrar o amor é a mesma. Para os amantes de um bom romance, esse é um prato cheio.

    A linguagem é fácil e divertida, pois você rirá horrores com as gírias utilizadas por Sofia nos piores momentos.


    Lembram que eu falei sobre “barracos literários” em minha última resenha? Esse tem muitos. Tipo: muitos mesmo. Por isso, separe logo a sua pipoca para observar a forma como toda a história vai se desenrolar e como Sofia vai chegar causando no século dezenove.

    Os personagens têm características tão fortes e tão convidativos, que você vai desejar entrar no livro e viver com eles. Você vai se apaixonar por Ian Clarke e desejar ser amada por ele de tão sonho que ele é.

    São tantos pontos positivos desse livro <3. Outra característica que eu amo muito é a forma como você aprende a história e como as pessoas viviam naquela época, sem tanta tecnologia. Coisas simples do dia a dia se tornam gloriosas quando comparadas ao que era feito antes. Por exemplo, na época não existia privada e as pessoas utilizavam uma casinha.

    Essa casinha é hilária quando aparece no livro, por isso não falarei nada para atiçar a curiosidade de vocês.

    Sofia, para poder voltar ao presente, precisa resolver um enigma, e para isso, ela buscará informações na época em que está e se meterá em enrascadas tentando descobrir isso. E mais difícil que o enigma, será ter que lidar com as suas próprias concepções de casamento e com o seu louco coração apaixonado, enfrentando um dilema difícil onde ela se questionará se deve seguir o coração ou voltar para o seu amado século vinte e um.

    É um livro extraordinário e que dá muito orgulho por ter sido escrito por uma brasileira. E apesar de ter muitas cenas engraçadas e de vergonha alheia que a tadinha da Sofia passa, separe um lencinho, pois você ira se desmanchar em lágrimas com o amor tão lindo e atemporal de Ian Clarke e Sofia.


    Aguardo opiniões, seus lindos e lindas <3
    Um cheiro :*

    Thyaly Diniz

    9 comentários :

    1. Uma vez uma amiga me falou tão bem desse livro, que se tornou um dos meus desejados!!<3 (Ainda não li, mas vou ler em breve!)Parece ser o tipo que me cativa.. Essa atmosfera de outro século (á lá "Orgulho e Preconceito" que eu amo!) e uma mocinha bem atual..

      Yasmim Ramos,
      (www.yasmimramos.com.br)

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. E eu até relembrei que a escritora cita várias vezes "Orgulho e Preconceito", que também é um dos meus queridinhos <3

        Um cheiro :*

        Excluir
    2. Adoreii, esse livro parece ser muito fofo e quando é divertido fica muito melhor, não conhecia ele nem a autora! Parabéns pela resenha.
      Bjs
      http://poyozodance.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá, Caroline! Obrigada pelo elogio <3

        Um cheiro :*

        Excluir
    3. Oi Thyaly
      Eu li Perdida e achei um dos melhores que li!
      A Carina é uma escritora de mão cheia, baita orgulho dela ser 'nossa'

      Nunca mais uma alface foi a mesma depois desse livro!
      hahahahahahahaha

      Gostei mt da sua resenha!


      Bjooos
      muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. OMG, a alface! Hahahahahah! Ri muito naquela hora, nossaaaa
        Obrigada pelos elogios, Fernanda <3

        Um cheiro :*

        Excluir
    4. Olá, tudo bem ?
      Sou suspeita para falar de Perdida, é um dos meus livros favoritos, bem como a autora.
      Concordo com você, dá orgulho de ser "nossa".
      Beijos
      www.estilogisele.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Olá! Estou bem sim e você?
        Dá um orgulho arretado demais.

        Um cheiro :*

        Excluir
    5. Anônimo16:49

      é um livro pra qualquer idade?

      ResponderExcluir