Resenha: Vick, de Anne Amorim

VICK
Autora: Anne Amorim
Editora: PL- Planeta Literário
Páginas: 180
SKOOB


Sinopse: Eu me chamo Vick. Não sei quem eu sou. Não conheço o meu passado, meu presente é horrível, e meu futuro é incerto. Vick não se lembra de como foi parar na casa de Ivan. Seu passado, quem ela é ou qual é a sua família são incógnitas. A única coisa que tem certeza é de que seu presente é insuportável demais. Ela odeia o toque de Ivan e as coisas que é obrigada a fazer para continuar vivendo.
A sua única solução é fugir. Mas, para aonde?
Vick não tem dinheiro e não conhece ninguém que possa lhe ajudar. Mas qualquer coisa é melhor do que continuar no único lugar que ela conhece. Ela irá atrás de uma vida melhor e quem sabe encontrar o seu passado para tentar ter um futuro.
Será possível escapar de Ivan?
Conheça a história da Vick. Uma menina sem passado, com um presente cheio de monstros e um futuro incerto.
Olá Leitores!
Trago para vocês a resenha de um livro que não consegui largar até terminar.
Sabe aquela história que te prende do início ao fim? Pois é, Vick é assim.
Vamos conhecer mais detalhes dessa garota sem passado, com um presente horrível e um futuro incerto?
Atenção! Esse livro contém cenas de violência e +18. 


Vick, nos conta a história de uma garota que não conhece seu passado. Tudo o que sabe é que desde os três anos de idade mora com Joaquim e Ivan, pai e filho, num lugar isolado de tudo.

Vick desde muito cedo é maltratada. Ivan a observava tomar banho e a obrigada a masturbá-lo. Era assediada a todo tempo. Na véspera do seu aniversário de doze anos, foi abusada por Ivan. Quando menstruou pela primeira vez, foi estuprada e a partir daí sempre era obrigada a manter relações com Ivan ou Joaquim. As vezes, até com os dois ao mesmo tempo.

Não teve infância, não pode ir a escola, pois foi Ivan que a ensinara a ler, não tinha amigo algum. Sua companhia era apenas alguns livros que haviam na casa.

Os anos passam e a vontade de fugir daquele lugar só crescia. Vick teria que tantear e sairia dali viva ou morta. Não aguentava mais todos os abusos e agressões físicas que sofria diariamente. Tentou fugir uma vez, mas acabou sendo resgatada. Decidiu então fingir que estava tudo bem e aos poucos ganhando a confiança dos monstros que moravam naquela casa. Aos poucos, juntou dinheiro que conseguiu pegar e quando surgiu a oportunidade, ela escapou.

Andou bastante pela estrada, pegou uma carona com um caminhoneiro e terminou parando em um restaurante onde conheceu um senhor chamado Frederico que ofereceu carona até a cidade em que ele morava: Felicidade.

Vick se sentiu com esperança, pois depois de tudo o que passou, estava num lugar chamado felicidade. E, de fato, sua vida começou a mudar, pois conseguiu um emprego no restaurante do Sr. Frederico e foi convidada para morar com a colega de trabalho. Além disso, conheceu William, o delegado da cidade, que despertou sua atenção.

Contudo, as sombras do que ela viveu ainda atormentam. Será que Vick finalmente encontrou um lar, a tranquilidade que precisa, amigos gentis e quem sabe até um amor? Ou será que seu passado pode vir a tona a qualquer instante?


Vick é um daqueles livros que marcam para sempre!

Nossa protagonista sofre horrores, mas possuiu uma inocência de dar dó. Tudo para ela é novidade e muita coisa possui um significado diferente do que para o resto das pessoas e isso faz com que sintamos compaixão por tudo o que essa garota viveu.

A narrativa é dura e cortante. O primeiro capítulo é de deixar os cabelos em pé e arrancar lágrimas dos olhos. A autora soube conduzir muito bem a história, dosando os sentimentos e acontecimentos de modo a prender o leitor. É impossível não torcer por Vick e desejar que ela supere tudo.
Encontrei um pequeno erro de lapso temporal, mas nada que tire o brilho da obra.

Muito bom saber Vick foi escrito por uma autora nacional. Cada vez mais temos bons livros em nosso país, o que nos enche de orgulho.

O desfecho, apesar de um pouquinho previsível para aqueles que estão acostumado a ler livros desse gênero, foi emocionante e surpreendente! Confesso que gritei ao chegar nas páginas finais.
Gostaria de falar mais detalhes sobre Vick, mas não quero estragar a leitura de ninguém.

Só resta recomendar Vick para todos os leitores de plantão. Uma leitura forte, envolvente e que irá mexer com seus sentimentos e provocar reflexões.

Só tenho a agradecer a Editora PL- Planeta Literário que gentilmente cedeu esse exemplar para resenha.
Sabe o melhor? Vick está em promoção! Adquira seu exemplar aqui.

Conheciam Vick?
Gostaram do livro?
Ficaram curiosas para saber mais detalhes?
Comentem!

30 comentários

  1. Oi Rízia
    não conhecia esse livro, mas só ao ler a sinopse já fiquei com o coração apertado querendo ler e saber o desenrolar dessa história. Pelo visto deve ser muito intrigante e acho que eu também não largaria a leitura enquanto não chegasse ao final. Quero muito ler mesmo.
    beijos
    Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi Rízia, tudo bem?
    Uau, não conhecia o livro Vick, mas ele parece ser incrível!
    Pelo que li de sua resenha é um livro bem forte e violento, do tipo que nos causa nojo e nos deixa indignada.
    Fiquei muito curiosa para descobrir se ela finalmente consegue ser feliz e viver em paz na cidade de Felicidade, pois ela mais que merece depois de tudo pelo que passou.
    Espero ler em breve, pois me interessei demais por essa obra!

    Beijos :*
    http://livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  3. Me apaixonei pela premissa e é o tipo de livro que eu leria em horas, sem dúvidas! Desconhecia o livro, adoro livros que mexam com esse tipo de quest~~oes, com certeza vou procurar lê-lo.
    abraços e obrigada por dividir!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Rízia.
    Não conhecia o livro, mas gostei bastante da premissa da trama. A história parece ser bem intrigante e com um toque de suspense. Apesar da história ser previsível, vejo que a leitura te marcou e mechou com você. O livro tem poucas páginas e acho que eu devoraria ele em poucas horas, estou doida para adquiri-lo e saber mais sobre VICK.
    Amei a resenha.
    Beijos!
    http://www.anebee.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Rízia.

    Adorei sua resenha, pois mostrou um livro bem interessante que até o momento, não conhecia. Fiquei com muita vontade de adquiri-lo e sem duvida nenhuma seria uma das minhas leituras com prioridades.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Rizia lindona eu gostei do tema a inocência da protagonista achei um pouco exagerada. mas entendi depois como foi tudo bem arranjado. As cenas são fortes e cruas mesmo chegando a chocar pela crueldade. A capa está perfeita. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Já vi filmes e séries sobre o gênero, mas não tinha lido nenhum livro e fiquei curiosa, ainda mais sendo nacional. Imagino o quão impactante essa história deve ser. Mesmo tendo um final previsível, gostaria de ler assim mesmo, já que tô adorando esse tema, é muito interessante, nos faz pensar o que faríamos no lugar de uma pessoa que passa o que a Vick passou!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  8. Nossa, estava acompanhando um livro no Whattpad que tinha enredo semelhante, mas parei porque não tive estômago, quanto sofrimento essa garota não passou meu Deus. Não sei se leria, porque como disse não tenho estômago, as vezes me proponho a enfrentar minha covardia e leio algo do gênero apenas para nunca esquecer do que acontece pelo mundo a fora e do que o ser humano é capaz, porque é óbvio que essa é uma obra realística.

    Abçs
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir
  9. Tenho que confessar que assim que comecei a ler sua resenha eu fiquei completamente chocada com tudo que essa personagem passa. Meu Deus, nem imagino o que ela deve ter passado com esses dois caras que abusavam dela. Eu gostei muito da trama do livro, mas eu acho que não leria ele por agora, porque parece ser bem intenso e muito triste. Mas adorei a sua resenha, principalmente porque elaborou muito bem sobre a estória.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/03/resenha-aoharaido-12-e-3.html

    ResponderExcluir
  10. Que enredo forte esse hein Rizia?!
    Mas infelizmente tem muito de realidade nele, e logo de cara já decidi que preciso fazer a leitura. E mesmo ele tendo esse final previsível, o fato da personagem ser convincente e causar empatia no leitor já vale.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  11. Oi Rízia,

    Não tem como não se interessar por um livro assim né? Eu definitivamente fiquei curiosa, porque uma pessoa sem passado sempre tem muito a que descobrir e explorar e esses são meus tipos favoritos de história. eu espero muito poder ler esse livro, porque achei bem massa. "Curto e grosso''. Do meu tipo. Haha.

    beijo!

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro e nem tinha ouvido falar nele até agora, e vou ser sincera... PRECISO DESSE LIVRO.
    Eu li sua resenha com tanta atenção que sei que com o livro não vai ser nada diferente. Li certa vez um livro onde o proprio pai (na minha opinião esse traste não é pai) estuprava a filha desde pequeninha, e realmente essas coisas são muito fortes em livros.
    Vick chamou minha atenção pela premissa, e por ser um livro que retrata esse tema tão forte e definitivamente monstruoso, já estou torcendo para que Vick seja feliz e que esses 2 monstros morram de uma maneira bem lenta e doloroso.
    Amei a resenha

    ResponderExcluir
  13. Olá Rizia,
    Termino de ler sua resenha já indo atrás para adquirir logo esse livro.
    Consigo entender porque o livro é marcante, a personagem deve sofrer demais e isso partiu meu coração, apenas de ler sua resenha :o
    Estou fascinada com a história e espero ter a oportunidade de ler logo pois, com certeza, vou amar.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oii!

    Mas que horror gente! Em pensar que isso acontece nas famílias me assusta muito!
    Que tristeza a vida dessa personagem! Enquanto lia a resenha fiquei bem nervosa HAHAHA, sério! Não consigo aceitar essas coisas não. Fico feliz que a autora conseguiu conduzir bem o enredo que é denso demais! Mas por hora vou passar a leitura.

    A capa está bonita demais!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Oi Rizia, vi a capa deste livro em alguma divulgação, mas não lembro de ter lido nada sobre a obra. Fiquei bem empolgada com o que voc~e disse do livro, principalmente sobre já no primeiro capitulo, ficar de cabelos em pé em função da narrativa. Espero poder conferir em breve!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?

    A leitura desse livro me pareceu ser bem pesada e angustiante. Não consigo sequer imaginar o quanto essa menina sofreu. O que mais gostei em saber foi sobre a autora ser brasileira, isso mostra que nossos autores estão criando histórias incríveis a cada dia. É uma leitura que faria sem pensar duas vezes.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Ola tudo bem?

    Uouuuu que premissa é essa???? Caramba só de ler sua resenhas senti toda dureza que o livro trás, li um livro sobre abusos domésticos e até hoje ele me comove de mais. Vendo que a protagonista é bem inocente fico até com uma dor no coração.

    Everton equipe Rillismo
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    Esse é um dos muitos livros que eu conheço somente pela capa e fiquei surpresa com a história que ele traz,que parece ser bem forte e pesada,daquelas difíceis de esquecer.Fiquei bastante curiosa por ele.
    Bjs!

    http://porlivrosincriveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Riz :)
    Caramba menina que temática de Livro forte, eu amei. Esse tema não é algo incomum pra mim, pois sou viciada em séries policiais americanas e pedofilia é um tema bem recorrente por lá, diferente daqui do Brasil, onde é tão raro se ver falando sobre o assunto que as vezes a gente se ilude de que aqui isso não exista né?
    Ledo engano, por isso eu acho incrível que essa autora teve a coragem de escrever sobre esse assunto e quero muito ler o livro. Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oie! Gente, que livro pesado! Pelo pouco que li na sua resenha, já fiquei com o estômago revirado. Se em um livro esse tipo de crime já é repugnante, pior ainda é saber que tudo isso acontece na vida real, no dia a dia de muitas pessoas... Achei interessante a autora abordar esse tema e fiquei ainda mais empolgada quando vi que se trata de um nacional, pois é gratificante ver que nossos autores estão conquistando cada vez mais espaço no mercado. Sua resenha me deixou bem empolgada para ler e tenho certeza de que, quando tiver a oportunidade, ficarei o tempo todo torcendo pela felicidade da protagonista *-* Que bom que a leitura foi satisfatória para você. Adorei as fotografias ♥

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart,
    Império Imaginário.

    ResponderExcluir
  21. oi!!

    Adoro livros com essa temática, fortes e polêmicos. O livro, a resenha e sua sinopse contribuíram para o mesmo ir para minha estante no skoob. Sei que a violência contra mulher é algo constante e a realidade de muitas, ser violentada, exploradas, não valorizadas são sinônimos constantes e diários para um número alto que vive e suporta tanto massacre. Vick traz isso, reflexões, análises e conhecimento do que, infelizmente, acontece. Creio que ao ler em muitos momentos me sentirei indignada e com certeza vou chorar, afinal, uma pré-adolescente ser estuprada é revoltante.

    Beijos, e muito obrigada pela dica. :)

    ResponderExcluir
  22. Nossa, pela capa eu pensava que a história do livro era algo totalmente diferente. Não estou acostumado à ler livros dessa temática, já li dois ou três, mas não é um gênero que eu esteja familiarizado. A Vick parece ser um protagonista que a gente tem uma vontade de proteger, colocar embaixo da asa e não deixar que ela sofra nunca mais, mas às vezes o autor tem outros planos, né? Não sei se terei a chance de lê-lo, mas estou com bastante vontade! Enfim, desejo sucesso à obra e fico feliz do livro ser de um autor nacional :-D
    Adorei a resenha!
    Beijos :-*

    ResponderExcluir
  23. Oi Rízia, eu li Vick esses tempos atrás e ele entrou para os meus favoritos. Achei que contém uma trama forte e envolvente, eu gosto desse tipo de leitura, então com esse livro não foi diferente, sem contar que eu achei a personagem tão inocente em certos aspectos e isso é tão raro de ver hoje em dia, é lindo ver o amadurecimento dela e a superação.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  24. Já tinha visto resenha do livro por aí e fiquei curiosa por se tratar de temas mais densos, mas não sabia que se tratava de um livro fininho, nacional e escrito de forma bem direta como vi na sua primeira parte da resenha.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. É muito triste ter que admitir, mas histórias como essa acontecem todo dia, embaixo do nosso nariz. Acho ótimo que se discuta essa tipo de violência e abusivo sofridos pela personagem, e nesse sentido o livro é muito válido. Porém, eu deixarei para Lê-lo em uma outra ocasião, pois o meu momento atual não está para esse tipo de leitura, acho que ficaria me deprê, sabe! De qualquer forma, anotei o nome do livro, pois achei a premissa muito interessante, pretendo ler futuramente.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  26. Ooiie Rízia,
    Acho que eu não teria coração para ler esse livro, sabe, senti um aberto so de ler a resenha e agora imagina a obra toda? Menina, só de pensar que crianças na realidade sofre isso, meu coração dói. Quem sabe quando eu tiver coragem eu leia, porque ele é um excelente livro, ainda mais sendo nacional.

    Bjs

    ResponderExcluir
  27. Oi *---*

    Li pouquissimos livros que falem de abusos e sempre me sinto muito mal pois somos impotentes como na maior parte dos casos reais, fiquei angustiada lendo sua resenha imagina com o livro, creio que esse não seja o melhor momento da minha vida para isso estou preferindo livros mais leves, mas a dica esta mais que anotado para ler num futuro proximo.

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Oie,

    Ainda não conhecia o livro, e confesso que fiquei bem curioso para ler, pelo simples fato de abordar fatos que podem e muitas das vezes acontece na realidade.

    Frases, Trechos e Pensamentos

    ResponderExcluir
  29. Oi!!
    Eu não conheço esse livro, a capa não é tão chamativa, mas me deixou um tanto intrigada.
    Deve ser desesperador não saber nada sobre o seu passado, nossa que vida sofrida e que homens covardes fazerem isso com uma criança que não tem como se defender, nossa essa história é revoltante.
    Essa história fez eu me lembrar do caso da garota que era mantida em cativeiro na própria casa e seu pai abusava dela tantas vezes que ela já tinha vários filhos.
    Um passado como esse é impossível de apagar totalmente, tudo que ela sofreu está marcado para sempre em sua memória e isso poderá fazer com que ela não consiga confiar totalmente nas pessoas, pelo menos se isso acontecesse comigo acredito que nunca voltaria a confiar nas pessoas.
    Vou tentar achar o livro para conhecer o final dessa história que pelo visto é emocionante.
    Beijão!
    Lilica - O maravilhoso mundo da leitura

    ResponderExcluir
  30. Olá Rízia.
    Todas vez que vejo uma resenha desse livro fico mais fascinada ainda pela história e louca para ler. Quase comprei ele na Tardes Sensuais, mas não sei por que comprei. A história parece ser bem intensa, mas a inocência da Vick que é o diferencial pra mim. Quero muito saber como a vida dela vai mudar.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://www.eraumavezolivro.com.br/

    ResponderExcluir