Resenha - Solteiro Sofre Demais, de Bruno Godói

SOLTEIRO SOFRE DEMAIS
Autor: Bruno Godoi
Editora: Empíreo
Páginas: 245


Sinopse: Copacabana. Três solteirões numa república. Muita festa, muita pizza, muita bebida (sexo quase nada). Uma cadelinha pinscher chata. Filmes, videogame, super-heróis. Tudo isso misturado num livro recheado de histórias engraçadas com coisas de nerd. E claro, muita bobagem idiota. (Né nada! É tudo inteligente.)


Olá Leitores!
Trago uma resenha de um livro diferente de tudo o que você já leu.
Duvida? Venha conferir


Solteiro sofre demais nos conta a história de Larry James Lurex, um professor de literatura que mora com Léo e Freddie, dois caras completamente malucos e Ritinha, uma cadela que vive na mordomia. Todos vivem num apartamento que eles titulam “Nossa República”.

Léo é o cara mais bizarro deste grupo. Típico nerd, ele possui um projeto: Projeto Frank, que se baseia em tirar fotos de parte dos corpos de diferentes mulheres para que possa criar a mulher perfeita. Já imaginou né? Ele também cozinha para todos, cuida de Ritinha e está sempre causando.

Já Freddie é o que poderíamos chamar de o cara mais tranquilo. Sua habilidade é trabalhar em uma farmácia e conseguir comprar remédios com preços menores. Possui um lado meio esotérico.

Conhecemos a vida de Larry, que dá aula de literatura para uma turma atrasada. Não há muita coisa anormal na vida dele, exceto quando um médico recomenda que ele comece a visitar a Minha Igreja (leiam e descubram) tentando melhorar da sua “doença”. Lá ele conhece uma garota: Sasha! Ocorre que a moça é virgem e pura, mas encanta seu coração.

Acontece que Larry possui um “síndrome” chamada de ESCS - Ereção Só Com Safadas e por conta disso ele passa por altos perrengues. Junto com os amigos, eles estão sempre em busca de diversão e mulheres, com quase nenhum sexo. Eles buscam mulheres e se metem em muitas confusões.

Dá para imaginar as altas aventurar que esses três homens e uma cadela vivem né?


Solteiro Sofre Demais inaugura um novo tipo de gênero: O gênero Lumber-Lit. Este nos apresenta o mundo masculino com todas as suas peculiaridades. Tipo aqueles besteiróis americanos.  O livro é muito diferente pois o autor torna o leitor como narrador onisciente e personagem principal: Nós somos Larry e sabemos de tudo porque estamos dentro dele e esse recurso deu um toque todo especial na obra.

Outro aspecto interessante é a métrica do livro. O autor criou uma perfeita simetria: Todos os parágrafos são iguais, com o mesmo tamanho e número de palavras. A história foi dividida em 77 capítulos e 770 parágrafos simétricos. Por isso a leitura se torna mais rápida e interessante. Loucura isso né?

Os personagens são um espetáculo a parte. Apesar de diferente, eles se completam e proporcionam ao leitor as mais peculiares situações.

A narrativa é super divertida e fluída. Mas preciso alertar que como se trata de um livro mais masculino, por falta de definição melhor, encontramos uma linguagem desse mundo. Mas acredito que isso só enriqueceu a obra!

Se você está procurando um bom livro para dar de presente aquele seu amigo: Solteiro Sofre Demais é a melhor pedida. Garanto que ele dará altas risadas e será eternamente grato pelo presente. Agora se você é uma garota que adora zoar o universo masculino, vai dar altas risadas com este livro.

Gostaria de comentar mais coisas, mas não gosto de soltar spoilers, mas posso garantir que a leitura é incrível e você irão se apaixonar pela escrita de Bruno Godoi.

Gostaram do livro?
Acharam interessante o Lumber-Lit?
Saiba mais na página oficial de Solteiro Sofre Demais.

Abraços e até mais.
Rizia Castro

25 comentários

  1. Oi Rizia, adorei o seu blog, ganhou um novo seguidor <3
    Solteiro sofre demais é um desejado. Já tinha ouvido falar no livro, só que essa foi a primeira resenha que realmente explicou o que ele fala.
    Já quero ler o livro para ontem!
    Beijão e adorei a resenha,

    Vinicius
    omeninoeolivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Pela sua resenha o livro parece ser muito gostoso de se ler, e parece ser leve. Ai fiquei encantada por essa temática e com muita vontade de ler.
    Adorei sua resenha!!

    Beijoss
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Taí algo bem diferente de tudo o que eu já li! Adorei esse novo gênero!
    E eu ri com a doença do Larry.. SHAHsUIAHSIHAS
    Vou colocar em minha lista de desejados, sem dúvida!
    E acho sim que o linguajar masculino deve deixar a obra mais rica e engraçada!

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    pausaparapitacos.blogspot.com.br - @pausaparapitacos - facebook.com/pausaparapitacos

    ResponderExcluir
  4. Oi, este livro foi um dos livros mais engraçados que eu já li na minha vida!!! Ri demais das analogias, dos personagens e das situações bizarras em que eles se metem!!! Espero que este genero realmente pegue por aqui e que mais Barbalits sejam escritos, com este mesmo bom humor!!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Este livro parece ser divertido. Mas não é muito meu tipo de leitura rs.
    Beijos, Maisa.
    http://reinoliterariobr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Rizia!
    Eu só estou imaginando tudo o que acontece nessa história, deve ser bem divertido. Sabe que estou curiosa com ele? Estou querendo dar boas risadas, e acredito que esse livro é o que estou precisando.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  7. Eu tentei comprar esse livro, mas ele ficou em falta durante a BLACK FRIDAY e eu fiquei nos NERVOS para vc ter uma ideia. Espero poder conseguir pelo menos em uma livraria. Se eu achar com certeza eu compro, porque eu já li uma resenha que falaram a mesma coisa que você. Que é super divertido. Espero poder fazer a leitura assim que puder. Adorei a maneira como desenvolveu a sua resenha. Ficou ótima =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/12/resenha-ilha-dos-dissidentes.html

    ResponderExcluir
  8. Nunca tinha ouvido falar do livro mas já quero para ontem?? Essa capa com nerdices, o título e a sinopse já fiquei interessada, e fiquei bem curiosa por ser a estreia do gênero que lembra os besteróis (que não sou lá muito fã, mas rio muito) e fico imaginando o quanto o autor sofreu para fazer capítulos tão equilibrados, visualmente deve se tornar uma oitava maravilha para quem tem TOC! E as histórias dos caras da história? Que diferentes! Acho que nunca li nada com foco em homem nerd.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Rizia,
    Tenho lido muitos elogios para esse livro e esse novo gênero literário.
    Particularmente, tenho muita curiosidade de ler, pois acredito que irei gostar, além de o livro ser hilário - pelo que tenho visto.
    Gostei muito da sua resenha e achei essencial você ter levantado esse fato de que o livro é masculino e possui termos que são utilizados por esse mundo. Acho que vou adquirir uns exemplares para dar para uns amigos rs.
    Beijos,
    Bru
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  10. Oiee ^^
    Acho que nunca li um Lumber-Lit, mas tenho curiosidade de conhecer o gênero. Confesso que esse não é um livro que eu queira muuito conhecer, estou com a impressão de que os personagens e a história em si é um pouco superficial *-* acho que é impressão minha, mas isso me deixou um pouco desanimada para ler. Tirando isso, parece ser divertido :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá Rizia, morri de rir só com esse resumo do livro.
    O Léo tira foto das mulheres no meio da rua? kkk imagino a cena e já fico rindo.
    E que tipo de síndrome é essa? kkkk. Deve passar por maus bocados e cenas devem ser bem engraçadas, com certeza iria rir durante todo o livro. Me parece ser um livro para ler naquela tarde que você está na bad.
    Adorei essa simetria criada pelo autor. Já o quero na minha estante.
    Até mais.

    Lendo no Inverno

    ResponderExcluir
  12. Olá, Rizia.
    Eu adorei o livro. Ri o tempo todo. Meu personagem favorito foi o Leo. Eu que amo um chick-Lit, já adicionei um novo gênero as minhas preferencias hehe. Acredita que eu fui contar se tinha mesmo os parágrafos e as palavras. É claro que não contei todos, mas os que eu contei bateu hehe.

    ResponderExcluir
  13. Rízia,

    Lendo a sua resenha sorri demais HAHA Adorei demais esse livro, confesso que ao ler o titúlo eu questionei, sou solteira e sou feliz kkk Mas vi, e esssa história de só ter ereção com mulheres safadas kkk deve ser muito engraçada. Adorei mesmo o livro e vou colocar ele na minha lista de desejados.

    Parabéns!


    BJs

    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  14. Sabe aqueles livros que por mais que você lê resenhas positivas parece que falta alguma coisa para te convencer? Então... É isso que acontece com esse livro para mim.
    Por mais que sua resenha tenha me deixado curiosa, ainda mais por apresentar um novo estilo, ela não foi o bastante para eu querer ler o livro... Então essa dica eu passo.
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  15. Oie! Deve ser sim um livro muito divertido, mas não sei se o leria por hora!
    Bjs, se puder comentar neste post ajudaria muito: http://resenhasteen.blogspot.com.br/2015/12/a-primeira-chance.html

    ResponderExcluir
  16. É a segunda resenha que leio desse livro e sempre positiva. Me parece que é um livro bem engraçado e divertido, não o leria por agora, gosto mais do mundo das mulheres, dos lindos chick-lits, mas quem sabe um dia não me anime e o pegue para ler.

    bjs

    ResponderExcluir
  17. Oiee!!
    Eu gostei da ideia do Lumber-Lit, afinal o universo masculino também tem muitas peculiaridades para os escritores explorar e nos proporcionar muita diversão!!
    Fiquei super curiosa, ESCS - Ereção Só Com Safadas ? HAHA deve ser uma loucura essa história!!
    Adorei a resenha, gosto de ler esse tipo de trama mais leve de vez em quando!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  18. Oi Rizia, eu sempre vejo resenhas desse livro e a cada uma que vejo eu tenho mais vontade de lê-lo, parece ter uma leitura muito divertida, ótimo para passar uma tarde, né? amei a sua resenha e fiquei cativada a ir atrás do livro!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Eu achei interessante a temática do livro e nunca tinha ouvido falar desse gênero. Acho sim que será uma comédia bem divertida e diferente, e fiquei com vontade de ler. Porém, meus amigos ficariam chateados se eles ganhassem esse livro de presente por causa do título kkk'
    Beijão :*
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  20. Adorei o novo estilo, super interessante, eu quero esse livro!! To precisando ler livros divertidos, e adoro esses besteiróis americanos e coisas nerds!! Esse vai para os desejados!! Adorei sua resenha!!

    ResponderExcluir
  21. Oi Rizio,
    Estava de olho nesse livro pra dar de presente para uma amiga, ela é solteira crônica, mas agora por causa da linguagem masculina não sei se ela vai curtir muito, vou arriscar mesmo assim. Você acha que pra uma mulher daria certo?
    Esse livro me lembrou um seriado ótimo que foi cancelado, não era de homens, era de adolescentes, In the betweeners, tem essa mesma linguagem, só que bem esculachada sabe? Era bem divertido pq eles só se metiam em confusão.
    Adorei sua resenha, você escreve muito bem e foi muito esclarecedor.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Oi,

    Já ouvi falar sobre esse livro em vários blogs e, confesso que não estava muito afim de ler ele, mas a cada resenha que leio só com elogios, estão me ganhando e acho que vou acrescentar ele na minha lista de próximas leituras :D

    perdidoemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Estou morrendo de vontade de ler esse livro, pois achei a proposta incrível, afinal eu adoro aqueles filmes americanos de comedia, e tenho certeza que esse livro segue a mesma linha de humor.
    assim que tiver oportunidade vou querer ler ele.
    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  24. Estou doida pra ler esse livro, esse novo tipo de gênero Lumber-Lit parece bem interessante e super divertido essa resenha me deixou ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir