• Home
  • Dicaterapia
  • Parceiros
  • Resenhas
  • Políticas
  • Contato
  • Resenha: Jackaby

    Jackaby

    Autor: William Ritter
    Editora: Única
    Páginas: 256

    Sinopse: Abigail Rook deixou sua família na Inglaterra para encontrar uma vida mais empolgante além dos limites de seu lar. Entre caminhos e descaminhos, no gelado janeiro de 1892 ela desembarca na cidade de New Fiddleham. Tudo o que precisa é de um emprego de verdade, então, sua busca a leva diretamente para Jackaby, o estranho detetive que afirma ser capaz de identificar o sobrenatural. Contratada como assistente, em seu primeiro dia de trabalho Abigail se vê no meio de um caso emocionante: um serial killer está à solta na cidade. A polícia está convencida de que se trata de um vilão comum, contudo, para Jackaby, o assassino com certeza não é uma criatura humana. Será que Abigail conseguirá acompanhar os passos desse homem tão excêntrico? Ela finalmente encontrou a aventura com a qual tanto sonhara. Prepare-se para desvendar este mistério!
    Jackaby é um lançamento da Única Editora e o primeiro livro do autor William Ritter. E vou ser sincera, não estava esperando gostar tanto de Jackaby, ele tem uma pegada juvenil, com mistério e sobrenatural, um casamento perfeito!

    Abigail é uma jovem garota que saiu da casa dos pais para viver sua própria aventura. Seu pai, um arqueólogo, cortava as asas de Abigail quando ela demonstrava interesse em ir estudar com o pai nos sítios arqueológicos e sua mãe a obrigava a ser uma "mocinha da época", mas o que Abigail realmente queria era se jogar no mundo e ver o que ele poderia trazer de bom.
    "Ele me disse que o campo não era um lugar para uma jovem ficar vagueando. Insistiu que eu deveria terminar meus estudos e encontrar um bom marido com um emprego seguro."

    Agora em New Fiddleham, ela precisa começar uma nova vida e sem querer acaba conhecendo Jackaby, um detetive estranho que é mal falado e visto pelos cidadãos de New Fiddleham, porque Jackaby além de ser um cara realmente estranho, que pouco se importa com que as pessoas falam ele, ele é um detetive exótico porque ele consegue enxergar o mundo além do que estamos acostumados a enxergar, ou seja, ele vê o mundo sobrenatural e seu trabalho é somente relacionado ao sobrenatural numa investigação. Então todos são céticos em relação a esse dom de Jackaby, até mesmo Abigail mas com o decorrer do enredo vai aceitando mais que realmente Jackaby tem um dom e ele não pode ser ignorado.
    "Isso me permite ver a verdade quando os outros só enxergam a ilusão. E há muitas ilusões, muitas máscaras e fachadas. Como dizem, o mundo todo é um palco e parece que eu tenho a única poltrona da casa, com a vista para os bastidores."

    Abigail acha a oportunidade perfeita de começar a se aventurar, trabalhando para Jackaby como sua assistente e seu primeiro caso logo é descobrir quem é o serial killer da cidade. Mortes estranhas acontecem de forma sobrenatural com pistas um pouco confusas e suspeitos que podem não ser realmente os suspeitos. E confesso que o William me enganou, eu nunca sou boa pra descobrir o vilão de um livro de investigação, mas estava desconfiando de uma pessoa que não queria desconfiar ;-;

    Jackaby no decorrer da leitura me faz adorá-lo, o cara é inteligente, um pouco doidinho e com um humor ácido que ele nem sabe que tem. Já Abigail é minha rainha, adorei que o autor William fez com que Abigail tivesse uma pegada feminista, por querer ser tratada da mesma forma (porque em vários pontos do livro ela é julgada por ser mulher e por estar trabalhando com o cara "louco" da cidade) e não ficou um discurso forçado ou um discurso machista com uma mistura de feminista, e isso foi um dos pontos que me fez adorar o autor Ritter!

    E além de Jackaby e Abigail, no livro temos mais personagens. Há Jenny, uma fantasma amiga de Jackaby; Douglas um antigo assistente que acaba virando um pato (socorro) e Charlie, um policial júnior que guarda um segredo sobre seu passado. Todos de alguma forma ajudam Jackaby e Abigail na investigação. E toda a pegada sobrenatural do livro me fez lembrar da primeira e segunda temporada de Supernatural (seriado), porque o autor não usa as mitologias mais conhecidas ou famosas, deixando o enredo mais interessante e fora do padrão.

    Jackaby é aquele livro que todas as crianças deveriam ler porque tem uma pegada mais teen e com um humor gostoso, mas isso não quer dizer que adolescentes, jovens e adultos não possam ler, é que Jackaby é uma ótima opção para começar a se jogar na leitura :3

    A narrativa do William é em primeira pessoa pela Abigail mas é uma narrativa estranha, pensei que tinha sido erro da Editora na hora de edição mas William tem uma forma um pouco diferente de separar as falas e as cenas, isso me deixou um pouco incomodada no começo mas depois peguei o jeito. E AMEY a capa desse livro e a edição da Única tá ótima, porque tem uma fonte boa pra leitura e um espaçamento ótimo, não cansa a vista nem pra quem leu sem óculos (eu no caso hue).
    "- Monstros são fáceis, senhorita Rook. Eles são monstros. Mas um monstro de terno? Trata-se basicamente de um homem perverso, e um homem perverso é, de longe, muito mais perigoso."

    .

    5 comentários :

    1. Helooooo, Nathália! Tudo bem?

      Menina, que resenha DA-HORA!
      Gostei muito e achei a capa suuuuper criativa, convidativa, inteligente (ok, tá bom assim! hehehe!).
      Após ler sua resenha, decidi; EU PRECISO deste livro! Sem falta! Hehehe!
      Curti mesmo!

      Beijokas!
      Irmãos Livreiros

      ResponderExcluir
    2. OI Nathália, tudo bem?
      Este livro parece ser bem interessante, sua resenha me deixou super curiosa para saber quem é o tal vilão e conferir Jackaby como detetive. Acho muito legal livros com pegada sobrenatural.
      Mais um pra imensa lista.
      Bjus
      Lia Christo
      www.docesletras.com.br

      ResponderExcluir
    3. Oi Nathália!
      Adorei sua resenha! Adoro Supernatural e acho que vou curtir esse livro também.
      Bjs!

      SUA ESTANTE
      Gatita&Cia.

      ResponderExcluir
    4. Oie
      É primeira resenha que leio deste livro e você me deixou mais curiosa. Essa capa sempre me chamava atenção e eu ficava pensando do que se tratava o livro.
      Gostei muito de sua resenha. Quero muito ler.

      Beijos
      http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    5. Oiiiee
      nunca vi e é a primeira vez que ouço falar, mas já considero pakas, viu? Achei tudo de bom essa premissa e, pelo visto, os personagens são os melhores. Acho que não vai ter erro, vou gostar. O engraçado é que pela sinopse eu jurava que seria uma coisa mais adulta (acho que eu tava com Millenium da era vitoriana na cabeça, rs), enfim, fiquei animada. Até pq... sobrenatural, mistério e personagens teimosos eu não dispenso,rs :)

      ssentrelivros.blogspot.com.br

      ResponderExcluir