• Home
  • Dicaterapia
  • Parceiros
  • Resenhas
  • Políticas
  • Contato
  • Dicaterapia#76 - Uma História de Amor e Toc - Corey Ann Haydu

    Livro cedido em parceria com a Editora.
    UMA HISTÓRIA DE AMOR E TOC
    Autora: Corey Ann Haydu
    Editora: Galera Record
    Páginas: 320

    Sinopse: Bea foi diagnosticada com transtorno obsessivo-compulsivo. De uns tempos pra cá, desenvolveu algumas manias que podem se tornar bem graves quando se trata de... garotos! Ela jura que está melhorando, que está tudo sob controle. Até começar a se apaixonar por Beck, um menino que também tem TOC. Enquanto ele lava as mãos oito vezes depois de beijá-la, ela persegue outro cara nos intervalos dos encontros. Mas eles sabem que são a única esperança um do outro. Afinal, se existem tantos casais complicados por aí, por que as coisas não dariam certo para um casal obsessivo-compulsivo? No fundo, esta é só mais uma história de amor... e TOC.

    Olá Leitores!
    Uma História de Amor e Toc é m livro que me apaixonei primeiro pela capa! #quemnunca?
    Nem li a sinopse, mas sabia que tinha que ler. E confesso, não me arrependi nem um pouco!
    Vamos conhecer mais sobre Bea e seu Toc?



    1 - Bea é uma adolescente de 16 anos um pouco diferente das demais pessoas de sua idade. Ela possui algumas peculiaridades e frequenta terapia com a Dra. Pat para tentar compreender algumas de suas atitudes que para ela são completamente normais. Com sua amiga Lisha, ela divide bons e maus momentos.

    2 - Em um baile na escola, ela conhece um garoto e ele está em meio a uma crise de pânico e Bea tenta acalmá-lo. Eles acabam ficando e ela nem sequer tem a chance de saber o nome dele.

    3 - Após um tempo na terapia, Bea foi diagnosticada com TOC - Transtorno obsessivo compulsivo. Mais especificamente: Ela fala tudo que pensa e costuma beliscar a coxa para evitar tal atitude. Dirige na velocidade mínima possível e sempre confere se não atropelou uma criança ou algum cachorro, escreve tudo o que  lhe interessa, detalhadamente, em diversos cadernos e sua principal característica: Ela é uma stalker! Tipo perseguidora mesmo! Toda pessoa que ela fica obcecada, ela persegue, precisa saber como está, se está em segurança e coisas assim.

    4 - Dra. Pat decide que seria bom para Bea frequentar um terapia de grupo com outros adolescentes passando por situações parecidas com a dela. Bea não aceita muito bem a ideia, mas acaba concordando. Ao chegar lá, ela se depara justamente com o garoto que havia ficado na escola. Seu nome é Beck e seu TOC está relacionado com a limpeza exagerada, viciado em academia e com a repetição do número 08. Tudo ele faz 08 vezes. Outros jovens também estão no grupo, uma garota que arranca os cabelos é quem mais chama atenção de Bea. Ela até acha que é a pessoa mais normal de todo o grupo.

    5 - Austin e Silvia são um casal em crise que frequentam a terapia em uma sessão antes da de Bea. Ela desenvolve uma obsessão por Austin! Começa a vigiá-lo, ir diariamente na casa, ver como ele está. Lisha a acompanha uma vez, mas fica preocupada com as atitudes da amiga.
    “Podemos ser loucos, mas existe uma lógica por trás até mesmo das coisas mais loucas que fazemos.”
    6 - Em paralelo as perseguições de Bea, ela começa a encontrar cada vez mais Beck, aos poucos, aquela amizade estranha vai se formando e se transformando em algo mais. Ela tenta compreender suas manias e ele resiste as dela. É um "relacionamento" diferente e complicado, como não poderia deixar de ser.

    7 - A narrativa é rápida e se você tem tendência para algum tipo de TOC vai enlouquecer. Eu mesma fiquei imaginando se não me parecia um pouco com Bea, sempre bem preocupada com a segurança e tal. Se passa sobre a ótica de Bea e estamos sempre acompanhando seus pensamento compulsivos. As personagens são incríveis, cativantes e muito bem construídas

    8 - O livro faz com que tenhamos mais curiosidade a respeito do TOC. A autora não explica exatamente, mas alerta para a importância do devido tratamento. Um exemplar bem diferente de Sick-lit que com certeza vai prender você até o final.


    9 - O que mais chamou minha atenção no livro foi a forma como devemos tratar o diferente. Gostei da sensibilidade que a autora tratou o tema, sem frisar a necessidade de atenção.

    10 - O final, apesar de meio previsível, é bem condizente com a história. Indico a leitura para todos que gostam de um romance menos convencional. Com certeza é o romance sick-lit mais diferente de todos que você já leu. Perfeito para dias chuvosos e leituras despretensiosas!

    Gostaram
    Ficaram curiosos?
    Comentem =)

    12 comentários :

    1. Estou com esse livro aqui em casa esperando para ser lido, estou bem ansiosa, principalmente depois de ter lido sua resenha.

      ResponderExcluir
    2. A primeira vez que via capa desse livro quis muito ler, ele esta na minha lista. A sua resenha focou em pontos bem legais também, me deu ainda mais vontade de ler. Beijos!

      ResponderExcluir
    3. Olá! Apesar da capa ser linda e a temática bem interessante e diferente, é um livro que não me chama muito a atenção, pelo menos no momento. Porém gostei de saber mais sobre a história e a maneira como Bea e Beck se relacionam =) Que bom que a obra te agradou. Beijos!

      ResponderExcluir
    4. Tenho muita vontade de ler esse livro, por se tratar de TOC e por todo mundo estar elogiando. Bjs

      ResponderExcluir
    5. Olá, tudo bem?

      Apesar das críticas serem em maioria positivas, preciso confessar que esse livro não despertou muito o meu interesse, mas quem sabe um dia leia, caso o recebesse e tals, mas buscá-lo para ler, hoje, eu diria que não.

      Beijo!
      Ana Luz - LT.

      ResponderExcluir
    6. Já me interessei logo pelo título... TOC é um assunto fascinante.
      SUA ESTANTE
      Gatita&Cia.

      ResponderExcluir
    7. Oiee ^^
      Às vezes eu tenho a mania de ficar arrumando as coisas, vendo se não estão um pouco tortas para um lado, sabe? rsrs' isso é TOC? *-*
      Estou curiosa para ler esse livro, lembro de ter lido uma história onde um personagem tinha TOC, mas não era o foco principal. Parece ser muito bom, apesar de o final ser previsível. A capa é liinda ♥
      MilkMilks
      http://shakedepalavras.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    8. Olá!
      Adoro livros 'sick-lit', são meus favoritos. Meio mórbido, eu sei rsrs já faz tempo que estou de olho nesse livro e acredito estar na hora de ler, sua resenha me deixou ansiosa para essa leitura.

      Beijos
      http://www.breakingfree.blog.br/

      ResponderExcluir
    9. Oii Rízia!

      Minha prima leu e gostou muito :)
      Ele já está na minha lista pois acho a história bem bacana e diferente e a capa é muito linda ^^

      Beijos, Kamila *--*
      www.vicio-de-leitura.com

      ResponderExcluir
    10. Olá!

      ADOREI o título do livro hahaha. Eu acho que tenho um pouco de TOC, mas não é tão grande. Adorei a premissa do livro e comprarei assim que possível.

      http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    11. Olá!
      Já vi várias resenhas desse livro e todas foram bem positivas.
      Gosto de livros que falem de certas doenças, pois podemos aprender como que uma pessoa que a tenha se comporta e como podemos lidar com elas.
      Adorei a sua resenha.
      Beijinhos!
      http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    12. Oi, tudo bem?
      Eu sempre vejo muitas pessoas falando super bem desse livro, as opiniões estão meio divididas, mas com certeza é um livro que eu leria!

      ResponderExcluir