Resenha: Sr. Daniels

Cortesia da Editora

Sr. Daniels

Autora: Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Páginas: 310

Sinopse: Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã. Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Ao sentir-se esperançosa quanto a sua nova vida, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel, o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida, é o Sr. Daniels, seu professor de inglês. Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos. 

Sr. Daniels é o mais fresquinho lançamento da Editora Record, ele chegou pra mim na sexta e fiquei toda empolgada com a leitura! Eu gostaria muito de escrever essa resenha de forma calma e sem exaltação mas MAS NÃO VOU CONSEGUIR, OK? Sr. Daniels foi meu primeiro livro com uma trama pesada, pesada no sentido de morte de parente e o luto. Porque recentemente tive a infelicidade de sentir na pele como é horrível (sempre será) perder alguém que a gente ama e que cuidou de nós durante anos e anos da vida. Então Sr. Daniels foi além de um romance professor x aluna, foi um livro que me deu algumas ajudas em aceitar a dor da perda e superá-la.

Meu post-it verde quase todo num livro só
Com a morte da irmã gêmea de Ashlyn, ela será enviada para passar um tempo com seu pai ausente, Henry. Nisso Ash fica revoltada com a mãe por estar abandonando a filha (que no ponto de vista dela, ela é a filha que a mãe menos gosta). Ash tem uma surpresa desagradável indo morar com o pai... Ele tem uma nova família. Rebecca, Hailey e Ryan. Eu jurava que os irmãos Hailey e Ryan seriam uma pedra no sapato da Ash, mas fui trouxa. Hailey é uma garota sensacional e Ryan também, os dois tem segredos que não ousam contar para Rebecca, e aos poucos Ash acha o seu lugar entre os dois e acabam criando um lindo laço da amizade e irmandade. E aqui deixo mais meu primeiro elogio a autora: obrigada por ter colocado Hailey e Ryan durante a narrativa, ou melhor, obrigada por colocarem personagens secundários realmente NECESSÁRIOS.

A sinopse dá o indicativo que será mais um romance, mais um novo adulto, mais um drama, só que ele é realmente isso mas não "só mais um". Sr. Daniels fala sobre amor, claro que fala, mas não só do casal principal, fala sobre o amor de família. Fala sobre perdão, não só do casal, mas da família. Vai falar de praticamente todo um drama do cacete relacionado ao casal e a família deles. Esse livro é daqueles que leva o leitor a ter um TURBILHÃO de sentimentos durante TO DA a narrativa. Sério, se você não quer ler um drama, não leia Sr. Daniels porque é provável que você fique cansadx emocionalmente de tanta coisa que acontece nessas 310 páginas (ou leia aos poucos, não faça que nem eu, li sem parar durante um dia).Mas não só tem coisas tristes (tudo bem que a grande parte do enredo é rodeado de desgraça, não vou mentir) mas em contra partida temos o romance de Ahslyn e Daniel que dá uma leveza na leitura, porque, que casal com química é esse? E não posso esquecer de comentar sobre Gaby, mesmo morta ela vai estar sempre presente na vida da irmã de uma forma linda, simples e emocionante (comentarei sobre isso mais pra frente). E claro, Hailey e Ryan serão essenciais nessa nova fase da vida de Ahslyn.

Ashlyn... Ah querida Ashlyn, por que tão foda? Ela é mais nova que o Daniel mas ela é tão madura (tão real), minha gente. Foi uma delícia de ler os capítulos no ponto de vista da Ash. Eu me encontrei totalmente nela e ela conseguiu me dar altos conselhos (e uns choros) durante a leitura. Dessa vez eu senti realmente aquela vontade de arrancar a personagem do livro e trazer pra vida real, isso porque Ash é/seria a única "pessoa" que eu poderia desabafar completamente sobre o que me aconteceu no ano passado, por causa a minha perda (acho que isso tá ficando mais uma confissão do que resenha propriamente dita, mas beleza). Já Daniel (que também é narrador na história) passou pelo luto recentemente, uma de forma trágica e outra de forma natural. Então Daniel conhece muito bem os sentimentos e conflitos que estão dentro de Ash. E ele também é um cara incrível, inteligente, músico e fã do William Shakespeare, como a Ash. O resultado disso é um casal totalmente maravilhoso e cheio de dúvidas e dores dentro de si, mas que acabam se ajudando e se amando mais.

Outra coisa que gostei em Sr. Daniels foram as pegações de Daniel e Ashlyn, SOCORRINHO. A tensão ficava num nível infinito de medo deles serem descobertos LAJÇSDSAD~. Mas também tive a surpresa da autora descrever belas cenas de 'quase sexo' e o sexo propriamente dito, porque na maioria dos "novo adulto" é algo bem superficial (no vocabulário, sem dar nome aos bois) e a personagem feminina é virgem (mas não todos, só não estou tendo a sorte de ler um assim). Em Sr. Daniels, Ash e Daniel exalou tensão sexual durante as páginas ~abana~ e tiveram aquela cumplicidade sexual que eu estava sentindo falta em alguns livros de romance/novo adulto que leio.

Sr. Daniels me fez lembrar de dois livro que AMOSOU: Métrica e A Lista de Brett. Métrica porque a relação do nosso casal principal, antes de tudo é aluna e professor. E A Lista de Brett porque Gaby, a irmã gêmea de Ashlyn, deixa pra irmã uma lista que Ash precisa realizar para ler as cartas que Gaby deixou pra cada tópico e graças as essas cartinhas temos a chance de conhecer a Gaby e de como era a relação entre as duas, e só posso dizer: é de dar inveja. Então se você leu Métrica ou A Lista de Brett, com certeza vai amar Sr. Daniels, não perca a oportunidade de conhecer essa história de tirar o fôlego e algumas lágrimas.

E não posso esquecer de comentar que a autora Brittainy virá no #MochilãoDaRecord e São Paulo e Rio de Janeiro!

12/06: http://bit.ly/MochilãoRecordRio
14/06: http://bit.ly/MochilãoRecordSP

Mas o evento da Editora irá em outras cidades também, confiram:

05/06: http://bit.ly/MochilãoRecordPortoAlegre
06/06: http://bit.ly/MochilãoRecordFloripa
07/06: http://bit.ly/MochilãoRecordCuritiba
11/06: http://bit.ly/MochilãoRecordBrasília
13/06: http://bit.ly/MochilãoRecordBH




.

6 comentários

  1. Oii...
    Gostei muito do seu post. Esse livro parece ter o enredo bem tocante.
    Louca para ler!
    Boa semana.
    Beijinhos ;**

    Leitora Online

    Facebook | Instagram | Twitter

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nathália!
    Esse livro me deixou curiosa primeiramente pela sinopse e agora com sua resenha preciso ler logo! Eu não gosto muito de dramas, mas como neste livro também tem romance acho que vou gostar bastante. Já anotei na lista de próximas compras!

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  3. Para, Nathália!
    Como você faz isso comigo? Eu não dava nada por esse livro! Quero dizer, nada além de um new adult gostosinho, mas agora, vixi, já era. A sinopse me deixou um ar de métrica e Aria/Ezra (PLL), mas pelo visto é muito mais, ne? Bom, espero que sim, pq pelo grau de "surtância" na resenha, você me garante uma leitura daquelas, rs. Na verdade, eu to brincando, normalmente não recuso new adult de jeito nenhum (até os que são ruins se tiverem sequência eu leio igual uma pateta também). Enfim :)

    ssentrelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. esse livro é só amor.
    A autora tb é uma coisa fofa, quero vê-la no mochilão!

    <3

    ResponderExcluir
  5. Meu deus! Quanta informação! Pelo jeito, você adoroi a resenha. Pq será que ei fiquei com vontade de lê-lo? KKKKK

    http://porredelivros blogspot.com

    ResponderExcluir