• Home
  • Dicaterapia
  • Parceiros
  • Resenhas
  • Políticas
  • Contato
  • Resenha: Garota Online

    Garota Online


    Autora: Zoe Sugg
    Editora: Verus
    Páginas: 308

    Sinopse: Penny tem um segredo. Com o nickname Garota Online, ela escreve um blog no qual desabafa seus sentimentos mais íntimos sobre amizade, meninos, os dramas do colégio, sua família maluca e os ataques de pânico que começaram a dominar sua vida. Quando as coisas vão de mal a pior, sua família a leva para Nova York, onde ela conhece Noah, um garoto lindo que toca guitarra, e com quem ela parece ter muito em comum. De repente, Penny percebe que está se apaixonando — e escreve sobre cada momento dessa história em seu blog, de maneira anônima. Só que Noah também tem um segredo, que ameaça arruinar o disfarce de Penny para sempre. Garota Online é um livro encantador, que traduz exatamente o que significa crescer e se apaixonar na era digital.
    Garota Online foi um dos lançamentos da Verus desse primeiro semestre e todos conheciam a autora, a Zoe Sugg - uma famosa vlogueira britânica, todos... menos eu. Demorei pra ler esse livro por justamente não conhecer a vlogueira e nem saber o que esperar dele, então fiquei lendo resenhas e mais resenhas sobre Garota Online e por sorte ele saiu no meu Book Jar.

    Cortesia da Editora
    Penn leva uma vida de adolescente britânica normal, ela é a garota comum na escola, tem um melhor amigo, uma família tranquila e gosta do garoto mais popular. "Nossa que clichê do cão" vocês podem pensar, e até certo ponto é. Mas tudo muda quando Penn nos conta sobre seu ataque de pânico, que a diferencia de outras personagens e enredo que já li, e quando ela se torna na Garota Online.

    Garota Online foi criado pela Penn com o objetivo dela soltar  verbo de forma anônima, ela se abre sem vergonha sobre seus problemas e dificuldades de uma adolescente no ensino médio. E nisso cria uma rede de leitorxs que se enxergam na Garota Online, então o blog sempre recebe bons comentários (e desabafos) pelos textos da Penn. Tem alguns capítulos que são as postagens do Garota Online e confesso que lia uma Penn bem madura nessas postagens e outras vezes me enxergava nela, porque... Também sou blogueira :O HAUEHAUE

    Penn é uma personagem até certo ponto engraçadinha e fofa, mas muito destrambelhada (e confesso que essa característica me deixou bem raivosa, porque personagem feminina mega destrambelhada me cansa) e "graças" a esse jeito destrambelhado ela é vítima de cyberbullying, por conta de um vídeo que gravam dela numa situação bem embaraçosa e jogam na rede, onde começa a explosão de comentários maldosos pra Penn.

    Por mais que ela tenha sua família e o melhor amigo Elliot para ajudá-la a superar o bullying, o ataque de pânico só piora as coisas. Até que a sua família tem a oportunidade de fazer um casamento em Nova Iorque e vê isso como um escape momentâneo para Penn, pra esquecer um pouco sobre o viral e algumas pessoas que não fazem bem pra ela... O Ollie (o garoto popular que ela gosta, mas que só pensa em tirar selfie) e Megan, sua suposta melhor amiga (que tá mais pra sua pior amiga).
    "Normalmente eu gosto da palavra 'diferente'. Mas, quando Megan a usa para me descrever, soa como a pior coisa do mundo e me faz sentir vontade de bater nela."

    Em Nova Iorque Penn com sua família e o seu melhor amigo Elliot, parece que as coisas vão melhorando... Ela até tem um parzinho romântico, o fofo/cocotinho do Noah, mas Noah é outro personagem que tem um segredo e esse segredo pode realmente piorar a situação da Penn. Eles dois tiveram uma química tão gostosa, que não pude não shippá-los.

    No decorrer da leitura vamos conhecendo mais a amizade da Penn e do Elliot, incluindo o problema dele com os pais, por ele ser gay. Penn e esse novo sentimento nascendo pelo Noah e de como ela deverá lidar a sua vida depois de ir embora de Nova Iorque. A grande "bomba" mesmo foi o segredo de Noah, que só foi dito no finalzinho do livro - então achei um pouco corrido como as coisas se resolveram, mas tudo bem, não ficou "sem pé nem cabeça", o problema foi mesmo a rapidez.
    "O amor não supera tudo? Não é o que diz a canção? E, se ele supera tudo, o oceano Atlântico deve fazer parte do pacote."

    Rola um boato sobre quem escreveu o livro Garota Online, se foi mesmo a Zoe ou um GhostWrite (escritor fantasma que não recebe o crédito por ter escrito o livro e sim o autor que contratou o serviço, no caso, a Zoe). Não sei se procede o boato, mas só sei que a leitura flui maravilhosamente, li em dois dias e nem vi o tempo passar de tão presa que fiquei na história da Penn. Ele não é um livro "OMG!" mas ele é aquele tipo de livro que te fisga pela simplicidade e pela forma que ele pode ser real (que a desgraça da Penn pode acontecer com qualquer um, porque a internet tá ai, se você faz alguma coisa e te gravam... Podem simplesmente jogar na rede e você estará expostx).

    Outra coisa (e última) que gostaria de comentar sobre a leitura é que vi um toque de ideias feministas no enredo de Garota Online, óbvio que gostei muito que a Zoe durante a história tenha feito a crítica "nós nos vestimos assim porque nos sentimos bem assim", "nós (garotas) deveríamos estar juntas", entre outras ideias. E também por tratar de temas tão palpáveis como: jovens da era da internet e seus relacionamento e o cyberbullying (principalmente).
    "E talvez um dia, quando elas perceberem que todas nós sentimos a mesma coisa, vamos poder parar de fingir que somos alguma coisa que não somos."


    .

    13 comentários :

    1. Me senti como tu ao ler esse livro, ele é bem leve e flui de boas, mas a autora deu uma super corrida no final e foi a unica coisa que me deixou meio MÉÉ com ele!

      http://www.livrologias.com/

      ResponderExcluir
    2. Oi, Nat, tudo bom?
      Estou me mordendo de curiosidades com esse livro, além de uma capa muuuito fofa, estou lendo ótimas resenhas sobre ele :D
      Um beijo.
      http://www.garotadolivro.com/

      ResponderExcluir
    3. Que coisa mais fofinha que parece ser esse livro kkk
      Ai eu já quero, resenhas otimas são sempre bom sinal.

      Beijos

      http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    4. oi! Eu achei este livro bem legal, é leve e divertido, mas também passa uma importante mensagem sobre o uso da internet e suas redes sociais.

      Bjos!! Cida
      Moonlight Books

      ResponderExcluir
    5. Que livro é esse que anda todo mundo postando? Vou ter que ler também (:


      Beijos!
      Juca
      Irmãos Livreiros

      ResponderExcluir
    6. Oi Nathalia!
      Não é meu tipo de livro, mas tenho lido várias resenhas dele (a maioria delas me pareceu ter achado que deixou a desejar). Quem bom que a sua experiência foi positiva :)
      Beijos,
      alemdacontracapa.blogspot.com

      ResponderExcluir
    7. Olá Nathalia,

      Eu realmente gostei de Garota Online, bem fofinho e leve... foi uma leitura adorável, mas eu mesma preferi os personagem Elliot , ele deu brilho a tudo. Meu favorito!

      xoxo
      Mila F.
      @camila_marcia
      www.delivroemlivro.com.br/

      ResponderExcluir
    8. Olá Nathália,

      Li algumas resenhas desse livro e todas positivas e minha curiosidade só aumentou, sua resenha confirma a qualidade do livro, boa dica...bjs.

      devoradordeletras.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    9. Eu nunca tinha ouvido falar da autora hehe. Li varias resenhas desse livro tanto positivas como negativas. Não sei quero ler, até leria se ganhasse, mas comprar não vou. Eu vi essa polemica sobre não ter sido ela quem escreveu o livro, vai saber né hehe

      Blog Prefácio

      ResponderExcluir
    10. Esse livro parece uma fofura!
      Adorei os temas que ele aborda e que a protagonista seja "meio feminista". Adoro personagens assim!
      Não sabia dessa polêmica de ter sido escrito por um ghostwriter, mas pra ser sincera eu nunca fui de ligar muito pra autor de livro nenhum, então isso não é algo que influenciaria minha decisão de ler ou não.

      Beijos,
      Duas Leitoras

      ResponderExcluir
    11. Eu leria numa boa e acredito até que fosse gostar, é meu tipo de leitura, gênero que sempre me agrada.
      Acalme-se, vc não é a única a nunca ter ouvido falar na vlogueira, eu também não fazia ideia de quem era essa menina, kkkk.

      Beijo, Vanessa - Balaio de Livros
      http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    12. Oiii,
      Amo livros com essa temática, com dramas adolescentes :)
      Fiquei interessada nesse livro, e já vou procurar meu exemplar.
      Beijos.

      http://www.adorkable.com.br/2015/05/resenha-lista-do-nunca.html

      ResponderExcluir
    13. Nath, não se apresse, eu li o livro sem nem mesmo saber de que ele era de uma blogueira kkkkkkkk. O problema da Penn não é ser mega destrambelhada, é ser destrambelhada de uma forma absurdamente impossível kkkkkkk, mas também me identifiquei com a personagem e senti que no Garota online ela se mostrava bem mais madura e segura do que na realidade. Noah e Elliot foram os personagens que mais gostei, o segundo por sua história e seu jeito fiel e companheiro e o primeiro simplesmente por ser Noah, além disso nunca em um zilhão de vidas ia imaginar qual era o tal segredo dele e gostei bastante de como as coisas aconteceram, mesmo concordando que foi tudo muito rápido! Sendo a Zoe a escritora ou não eu gostei da narrativa e desenvolvimento, uma gracinha de história ♥ http://blogliterata.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir