Resenha: A Morte de Sarai

A Morte de Sarai
Na Companhia de Assassinos - Livro 1


Autora: J. A. Redmerski
Editora: Suma
Páginas: 255
Sinopse: Sarai era uma típica adolescente americana: tinha o sonho de terminar o ensino médio e conseguir uma bolsa em alguma universidade. Mas com apenas 14 anos foi levada pela mãe para viver no México, ao lado de Javier, um poderoso traficante de drogas e mulheres. Ele se apaixonou pela garota e, desde a morte da mãe dela, a mantém em cativeiro. Apesar de não sofrer maus-tratos, Sarai convive com meninas que não têm a mesma sorte.
Depois de nove anos trancada ali, no meio do deserto, ela praticamente esqueceu como é ter uma vida normal, mas nunca desistiu da ideia de escapar. Victor é um assassino de aluguel que, como Sarai, conviveu com morte e violência desde novo: foi treinado para matar a sangue frio. Quando ele chega à fortaleza para negociar um serviço, a jovem o vê como sua única oportunidade de fugir. Mas Victor é diferente dos outros homens que Sarai conheceu; parece inútil tentar ameaçá-lo ou seduzi-lo.
Em “A morte de Sarai”, primeiro volume da série Na Companhia de Assassinos, quando as circunstâncias tomam um rumo inesperado, os dois são obrigados a questionar tudo em que pensavam acreditar. Dedicado a ajudar a garota a recuperar sua liberdade, Victor se descobre disposto a arriscar tudo para salvá-la. E Sarai não entende por que sua vontade de ser livre de repente dá lugar ao desejo de se prender àquele homem misterioso para sempre.

O que foi esse livro? A Morte de Sarai já tinha me conquistado apenas com a sinopse e depois que eu terminei a leitura fiquei extasiada com o enredo e seus personagens principais. Mais uma vez a autora Redmerski fez um ótimo trabalho!

A Morte de Sarai é narrado em primeira pessoa, ora por Sarai e ora pelo Victor. Sarai é a jovem que vive presa numa mansão de um perigoso traficante do México, o Javier. Desde os seus 15 anos Sarai vive com ele e com outras mulheres que foram traficadas e sofrem abusos, um pouco diferente de Sarai que recebe alguns benefícios por ser a mulher favorita de Javier. Já Victor é um tipo "matador de aluguel" que participa de um Ordem secreta e ele é frio e calculista.

Quando Victor aparece na mansão de Javier para uma missão, Sarai vê a sua primeira oportunidade de fugir de lá e pegar uma "carona" com Victor e tentar uma vida normal nos Estados Unidos. Com o aparecimento da Sarai na vida de Victor, a vida dele sai um pouco dos trilhos... Suas missões ficam relacionadas a Sarai e trás um pouco de humanidade em Victor, coisa que ele tentou "apagar" quando entrou na Ordem para ser sempre o cara de sangue frio. Sarai se mostra uma garota forte, mas isso é consequência por te passado por muita coisa ruim estando com o Javier. Victor vê que Sarai é forte e ela não conseguirá ser plenamente "normal", ela tá marcada com cicatrizes dessa vida com  Javier e isso faz com que Victor tente ajudar Sarai para dar um novo começo a vida dela.

Durante o enredo somos incluídos em muitas cenas de violência e morte. Redmerski me pegou de surpresa com a narrativa um pouco mais cruel mas ao mesmo tempo sutil. O que não vai faltar é violência, é Victor com uma arma em punho e Sarai tentando mostrar pra Victor que ela consegue aguentar as piores coisas que uma pessoa pode passar.

E sabe qual é a melhor coisa? Começar o livro shippando MUITO Victor e Sarai, sério, é impossível não shippar minha gente! Mas fiquem tranquilos, o romance é MEGA plano de fundo, tem muita ação antes de rolar um possível beijinho entre eles. 

Já a finalização do livro foi tipo: "NÃO FAÇA ISSO COMIGO REDMERSKI!" então sim, eu estou doida/louca/sem chão pra ler logo a continuação pra saber o que Sarai irá fazer ;-;



Eu peguei emprestado a Morte de Sarai mas agora preciso urgentemente de ter o meu exemplar! E em falar em meu exemplar, a Suma Editora fez a mesma edição e diagramação que nos outros livros da Redmerski, então tá ótimo pra ler. E essa capa também tá sensacional, pelamor.

Pra quem gosta de um enredo mais pesado e violento, A Morte de Sarai é a dica, mas 'também não só de violência viverá o leitor' a autora apresenta momento humanos e de superação. É um livro fantástico e que merece a leitura de todos <3

Nenhum comentário