Resenha: Kitty

Lido em e-book
Cortesia da Editora

Kitty

Autora: Elle S.
Editora: Arwen
Páginas: 295

Sinopse: Kitty é uma gata sarcástica e cheia de mistérios que aprendeu a viver nas ruas há mais de quatrocentos anos. Independente e esperta, ela foge de qualquer contato humano, já que deixar-se ser adotada é o seu pior pesadelo. O grande medo dessa felina é que alguém desperte dentro dela o seu maior segredo.
Vivendo nos becos da cidade de São Paulo, Kitty conquista o coração de Eduardo e, contra sua vontade, vira um animal de estimação. Tudo o que essa gata não queria que acontecesse.
Entre as diversas tentativas de fuga, ela se vê cercada de afeto e carinho pelo seu novo dono e começa a ser cativada. Então, é Eduardo, seu dono ruivo e charmoso, que desperta o que Kitty tem de pior. Quando ele deseja que sua amada amiga de estimação seja mais do que ela realmente é, a gata precisa correr contra seu próprio instinto.
Ser quem ela foi condenada a ser, ou viver como quem ela verdadeiramente é? Dividida entre duas espécies, Kitty precisa decidir o destino de sua vida para viver um grande romance.

Comecei a leitura de Kitty com um sorriso bobo no rosto, porque eu não estava acreditando que: ALELUIA um nacional de Editora parceira começou bem (e terminou muito bem também). E só pra vocês terem uma noção, terminei esse livro com o seguinte pensamento: quero adotar um gato, e olha que não sou fã de gato, prefiro cachorro!

Mas chega de conversa fiada e vamos para a resenha. Espero que vocês gostem da mesma forma que adorei a leitura de Kitty.

Pensa numa gata elegante. Bem humorada mas ao mesmo tempo mal humorada. Linda. E que vive em São Paulo a mais de quatrocentos anos. Mas pera lá, 400 anos Nathália? Sim, nossa gata aqui é uma imortal. Ela sempre viveu sozinha, mas antes dessa solidão ela se apaixonou e sofreu.
Eduardo é um ruivo que trabalha com desenhos. Tem um melhor amigo chamado Arthur, que é um chefe de cozinha maravilhoso. E Eduardo levou o pé na bunda de sua namorada, Alice.

Eduardo acha Kitty no beco onde estava chorando pitangas pelo término com Alice e leva Kitty para seu apartamento, só que Kitty não é uma gata domesticável e que não quer viver com nenhum humano. Então lá se vai Kitty fugir ao máximo de Eduardo e de seu apartamento, só que lá ela tem carinho e a melhor ração que uma gata pode querer, então ela fica numa crise de ir ou não embora e isso piora quando seus sentimentos pelo Eduardo aumenta.

Então todo um lado sobrenatural é explorado com a história da Kitty ser uma gata e uma mulher humana. Todo conflito que ela tem de ficar ou não com o Eduardo passou pra mim como leitora e eu realmente não sabia como lidar, imagine a Kitty -q

Kitty é narrado em primeira pessoa, pela própria gata. No começo eu não conseguia não rir de toda a situação, da Kitty querendo se livrar de Eduardo e ele não permitindo que ela fosse embora, o primeiro contato que Kitty teve com Arthur e de como vamos a fundo na amizade deles pela visão da gata. Mas nem tudo tem tanto bom humor assim, Kitty como disse no início é imortal por conta de uma maldição, com certas palavras Kitty pode virar humana e ficar humana durante alguns minutos e ai ela pode ter algumas oportunidades em ficar com o Eduardo na versão humana, mas é complicado pra Kitty por causa do seu passado, ela sofreu por ter se apaixonado por um cara que só a maltratou depois que descobriu a verdade sobre ela e Kitty não queria que isso acontecesse de novo e com o sensacional Eduardo.

Eu gostei muito da narrativa da autora Elle S., ela realmente entrou na pele de uma gata para descrever as cenas e mais ainda, entrou na pele de uma gata que também é humana. Outra coisa boa é que mesmo que a narrativa seja em primeira pessoa, a autora nos apresenta muito bem a vida do Eduardo e de Arthur (e mais uns personagens que vão aparecer no decorrer da história mas não vou contar :x).
Já sobre a edição de Kitty, eu li o livro em e-book mas não me impediu de ver o capricho que a editora teve com o desenho de gatinho no início do capítulo e patinhas :3

KItty é um livro de uma carga de humor, de romance, de drama em boas doses e faz com que a leitura seja ótima, nenhum momento é pesado ou arrastado, fluiu de uma maneira que nem acreditava. Só fiquei ansiosa pra finalizar o livro pra saber como a história de Kitty iria acabar e não me decepcionei (só fiquei um pouco de raiva da Kitty porque ela ficou um pouco mole depois de se assumir apaixonada), foi ótimo e ainda por cima a autora nos dá um gostinho de quero mais com o último capítulo que me deixou bem sem chão esperando que houvesse mais capítulos.

Kitty pode ser adquirido por e-book no site da Amazon!

Nenhum comentário