[TAG] The High School Musical Book Tag

Fala pessoal!

Eu estava visitando alguns blogues e dei de cara com essa TAG no blog Na Sua Estante. High School Musical foi o segundo fandom da minha vida (o primeiro foi RBD) então adorei a TAG e quis fazer o mais rápido possível HAUEHAUEAHUAE

Já deixo avisado que não vou indicar ninguém... Quem quiser e gostar da TAG fique a vontade em fazer, só não se esqueçam de creditar os criadores da TAG: vlogueira/escritora Gleice Couto e o vlogueiro Igor Soares, que incluiu mais seis músicas nessa TAG.

http://nasuaestanteblog.blogspot.com.br/2015/02/tag-high-school-musical-book-tag.html
Na Sua Estante
Mas bora lá!

1. Start Of Something New: O livro que te despertou o vício em ler.

O Código da Vinci, do Dan Brown

Cara, eu li esse livro mucho criança. Eu ainda era evangélica e fazia curso de teologia, então eu tava na vibe religião/seitas/etc, mesmo sendo novinha. Ou seja, geral da igreja falando "Nathália não acredite nesse livro, é só ficção! Sua cabeça vai ficar embaralhada, a minha ficou!", e com esses comentários mais eu avançava na leitura e pensava "mas gente, vocês são muito tonto, é só ficção" HAUEHAUEHAUE Mas o lance não é esse. Esse foi o livro que finalmente eu pensei e falei "nossa, quero ler outro" e fui atrás de outro outro livro do autor, o Fortaleza Digital, mas abandonei porque eu queria um enredo com religião no meio e não sobre física quântica x-x 




2. Get'cha Head In The Game: Um livro que você não parou de pensar, mesmo depois de ter terminado por muito tempo.

Pretty girl-13, da Liz Coley

Esse livro foi intenso. Muito intenso. 
Eu nem sei como comentar sobre ele. Pretty girl-13 é um livro que trata de problemas psicológicos da personagem Angie, que foi sequestrada durante três anos, e ela cria um bloqueio mental pra não lembrar do que aconteceu de ruim com ela durante esses três anos sumida e esse bloqueio são multi identidades que Angie cria, a Angie submissa, a Angie violenta, entre outras.
E cara, além da autora lascar com o psicológico da Angie, porque ela realmente passou por muita coisa, abuso, violência, tudo isso ainda muito criança, a autora lascou com o meu emocional. Então esse livro com certeza ficou me cutucando por bastante tempo.


3. We're All In This Together: Um livro que tenha uma amizade forte ou personagens que são amigos.

Novembro, da Vanessa Marine

Amo/sou Novembro. E amo/sou Amanda e Gabriel. Melhor amizade ever.
Ok, shippei muito MAIS muito mesmo ;-; mas fui otária ;-; HUAEHUAEHUAE
Gabriel é aquele amigo engraçado e super sociável, então é claro que eu tive uma queda por ele e torci que ele ficasse com a Amanda u-u #mejulgue







4. Breaking Free:  um livro que te faça sentir invencível, que te passa esperança.

A Lista de Brett, Lori Nelson 

Confesso que sou uma pessoa bem positiva, mas quando falo que alguma coisa não vai dar certo, eu desisto mesmo, perco as "esperanças". Não sou tão positiva ao ponto de falar e acreditar "eu posso tudo, eu consigo tudo", sou mais pé no chão, sei até onde eu consigo e posso ter. E em A Lista de Brett ele me trouxe por um período curto essa pequena "esperança", de acreditar que tudo vai dar tudo certo mesmo e que posso realizar todos os meus sonhos. Porque é isso que a mãe de Brett quer em seu último pedido em vida, que a filha faça tudo que ela tinha desejado com 15 anos, essa bendita lista deve ser completa para que Brett tenha acesso a parte dela no testamento. Mas a Brett vê que a lista não será tão fácil quando pareceu que seria aos 15 anos, Brett tem outra carreira, outra vida, então vai lá ela arriscar tudo pra conseguir realizar todos os tópicos da lista.


  
5. Stick To The Status Quo: um livro que todos odeiam e você ama, porque você não liga pro status quo.

Pessoal que me perdoe, mas não consigo lembrar de nenhum livro que eu ame e que muita gente odeia. Fiquei entre Garota Exemplar e Jogos Vorazes, mas não acho que os haters são relevantes hihihihihihi. Mas se fosse ao contrário, livro que todos amam e eu odeio... Seria bem fácil, sem pensar duas vezes.

6. Gotta Go My Own Way:  um livro que foi melhor abandonar.

O Jogo Perfeito, da J. Sterling

Só de olhar pra essa capa, ler esse título que já me dá nos nervos. Ele apareceu na coluna Eu li, mas... então quem quiser minha opinião mais a fundo sobre esse livro, passa lá ZzzZz 









7. Beat on It: um livro que você apostou/acreditou que seria bom e pimba, foi mesmo!

Eu Vejo Kate, da Cláudia Lemes 

Vamos começar comentando que: CLÁUDIA LEMES. É claro que eu tinha apostado MINHA VIDA que esse livro seria ótimo/rainho/favorito/foda e foi, pelamor, tô falando da Cláudia Lemes, essa mulher nunca vai me decepcionar!








8. You Are The Music In Me: um livro com um "felizes para sempre"

Em Busca do Verdadeiro, da Babi Barreto 

Mas gente, que dificuldade tive pra achar um livro que não tivesse uma continuação lol
E os que não são de série não tinham um final não tão feliz assim ou eu não poderia contar porque poderia ser spoiler... Ou melhor, acho que esse tópico é de spoiler... Porque de qualquer jeito vocês vão saber que o final vai ser "tudo okaaaaaay" D:
Em EBDV depois de muito trabalho a Elisa, personagem principal, finalmente acha seu amor verdadeiro e é verdadeiramente amada :3
~socorrinho, preciso ler mais livros únicos e que tenham um final feliz... ou não~




9. A Night To Remember:  um livro pequenino, que leu rápido, mas que foi inesquecível.

Gênesis, do Bernard Beckett

Minha gente do céu
Esse livrinho é destruidor demais e é mucho fininho #sos 
Ele é uma distopia curta e direta. 
Uma distopia com muito discurso filosófico. E eu amo demais. E ninguém quase conhece <///3 
Ele foi inesquecível pelo final mega improvável, até porque pensei que teria uma continuação lol





10. Scream: livro ou personagem que te dá vontade de gritar, você fica confusa com ele, não sabe se é bom, ruim, se queima, se vende

O Amor está no Ar, da Jennifer Echols

Resenhei esse livro semana passada e quem leu sabe que a Leah, a personagem principal, é um pouco rabugenta e que desconfia de pessoas que fazem uma "boa ação". A personalidade dela é totalmente plausível, ela tem motivos para ser do jeito que é, mas não posso mentir que tive momentos que queria dar uns tapa na cara dela e outros eu queria abraçá-la. Mas no fim abracei e tentei não julgá-la tanto e ela acabou se tornando uma das personagens mais reais que já li ~o mundo dá voltas~ 





11. High School Musical: um livro que te marcou no colégio (positivamente!).


A Terra das Sombras, da Meg Cabot


Obrigadaaaaaaaaa Meg Cabot, porque essa série marcou minha passagem no colégio.
Minha amiga tem essa série (ainda com a capa antiga <3) e me emprestou... "Olha Nathália, acho que você vai gostar, tome" e foi simples assim que fui arrebatada para a escrita engraçadinha e misteriosa da Cabot <3
Como não ama Suze e Jesse, me digam?

PS: A Mediadora foi o meu Harry Potter na vida <3

Nenhum comentário