• Home
  • Dicaterapia
  • Parceiros
  • Resenhas
  • Políticas
  • Contato
  • Resenha: A Mais Pura Verdade - Dan Gemeinhart

     A MAIS PURA VERDADE
    Autor: Dan Gemeinhart
    Editora: Novo Conceito
    Páginas: 219

    Sinopse:  - Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.
    Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
    Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
    Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça.
    A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável. SKOOB

    Olá Queridos!
    Hoje é o lançamento oficial desse livro incrível!
    E o Livroterapias já apresenta um pouquinho da história para vocês.
    A Mais Pura Verdade, de Dan Gemeinhart, é um livro incrível e que com certeza vai mexer com seu coração.
    Vamos conhecê-lo?

    NUNCA É TARDE DEMAIS PARA VIVER A MAIOR AVENTURA DA NOSSA VIDA.

    Mark é um garoto de 12 anos, com pais amorosos, uma grande amiga chamada Jess e um super cachorro, Beua.
    Ele tem um grande sonho: Escalar uma montanha que ele e seu avô sonhavam em conhecer. Seu avô infelizmente faleceu, então ele decidiu que faria isso sozinho.
    O problema é que Mark está doente. Ele descobriu recentemente que o câncer voltou e com mais força do que antes. 
    Mas, ao invés de sofrer e enfrentar tudo novamente, ele decide que irá partir e viver a maior aventura da sua vida!

     Ele então decide partir e levar apenas o essencial:
    • Máquina Fotográfica
    • Caderno e caneta
    • Equipamento de alpinismo
    • Passagem de trem só de ida.
    • Remédios
    • E o melhor cachorro do mundo: Beau.
    Todo o resto ficará para trás...
    Até pensamos que Mark é um menino egoísta, mas não. Ao longo do livro, entendemos exatamente o quanto ele precisou ser forte para prosseguir.

    A jornada começa e com ela muitos desafios. Um garoto sozinho com uma mochila enorme e um cachorro chamam atenção. E isso traz um lado bom, mas também um ruim.
    O plano de Mark dá certo e ele consegue chegar até certo ponto da viagem, mas seus pais logo notam sua ausência e, juntamente de Jess, começam a procura por Mark.
    Onde ele teria ido?
    Jess soube logo que percebeu toda a situação. Mas, eles eram melhores amigos e guardavam segredos um do outro. Ela não o entregaria. Nunca. 
      -Mesmo a muitos quilômetros de distância, um amigo ainda pode segurar sua mão e estar ao seu lado. (p.27)
    A jornada continua e muitas coisas acontecem com Mark e Beua.
    Confesso que em muitos momentos você pensa que Mark deve desistir, em outro torce para que ele prossiga até chegar a montanha... Mas uma coisa é certa. Você não consegue parar de ler esse livro.

     -Isto é uma coisa que eu não entendo: por que as pessoas gostam de levar consigo uma coisa que as faz lembrar de que suas vidas estão indo embora. (p.11)

    Os capítulos contém a quantidade de quilômetros que faltam para Mark alcançar a montanha. Em todos eles existe uma espécie de meia parte. ex.: capitulo 3½ , onde Jess mostra sua visão dos fatos e vive a dúvida de contar ou não aos pais de seu melhor amigo para onde ele foi.

      -Viver com medo não é jeito de se viver (p.96).
    O livro é um belo exemplar de Sick-lit.
    Só que o diferencial é a coragem do nosso personagem principal!
    Gostei muito da forma como a narrativa foi conduzida e o final do livro é um espetáculo a parte.
    Obra mais do que indicada para os amantes do gênero e todos aqueles que curtem aventura, com uma boa dose de humor e drama.

    O que acharam da história?
    Gostaram?
    Ficaram curiosos?
    Contem pra nós!

    0 comentários :

    Postar um comentário