• Home
  • Dicaterapia
  • Parceiros
  • Resenhas
  • Políticas
  • Contato
  • [Lançamentos] Editora Intrínseca - Março

    Oi pessoaaaaaal, vamos conferir os lançamentos da Editora Intrínseca para o mês de Março?



    Ordem, de Hugh Howey

    Continuação de Silo: Ordem apresenta um mundo pós-apocalíptico, com poucos seres humanos restantes sobrevivendo à atmosfera tóxica do planeta Terra em um silo subterrâneo. No primeiro livro da série, a heroína era Juliette, uma operária nascida nos subterrâneos do bunker. Na continuação, a história volta ao período anterior e explica como o mundo de Juliette foi transformado. Novos personagens também são apresentados: um portador do século XXIII; um senador da Geórgia num futuro próximo; um garoto abandonado, cuja história termina quando a de Juliette começa, e Troy, que acorda em 2110 sem saber quem é.



    A Arte de Pedir, de Amanda Palmer

    Mobilizadora de multidões on-line, Amanda Palmer é o retrato perfeito da boa conexão entre o artista e seu público. Em A arte de pedir, a cantora, compositora, ícone indie e feminista mostra que pedir é digno e necessário. Longe de ser um manual, o livro é uma provocação que incita o leitor a superar seus medos e reconhecer o valor de precisar e pedir ajuda. No livro, ela conta da relação com o marido, o pedido de casamento, apresenta ideias inovadoras e questiona a mídia e a indústria gravadora. O livro é um desdobramento da sua apresentação no TED Talk. É bem legal para quem conhece e para quem não conhece essa artista (eu não conhecia e gostei muito de saber da trajetória).



    A Segunda Pátria, de Miguel Sanches Neto

    Às vésperas da Segunda Guerra Mundial, Getúlio Vargas resolve aliar-se ao Terceiro Reich. No cenário alternativo criado por Miguel Sanches Neto, o país se alinha ao Eixo e, como parte do acordo, é estabelecido que os estados do sul, com grande presença de descendentes de alemães, podem pôr em prática os princípios do nazismo, como o racismo, o antissemitismo e a eugenia.
    Em Blumenau, à medida que a saudação Heil Hitler se torna corriqueira, o engenheiro Adolpho Ventura convive atônito com o progressivo cerceamento de sua liberdade. Seu crime é ser negro e pai de uma criança mestiça. Na mesma cidade, desenrola-se a trajetória de Hertha, jovem sedutora que encarna todos os predicados da superioridade ariana. A ela é confiada uma misteriosa missão. Com violência e sensualidade, o autor revela uma paixão proibida, enquanto subverte os fatos para criar um Brasil que não está nos livros de história, mas que nem por isso deixa de ser assustadoramente plausível.


    A Última Dança de Chaplin, de Fabio Stassi

    Combinando elementos reais com ficção, o livro conta os últimos anos de um dos maiores ícones do cinema americano.  Na noite de Natal de 1971, Charlie Chaplin recebe a visita da Morte. O famoso ator está com oitenta e dois anos, mas ainda não se sente preparado para ver as cortinas se fecharem uma última vez. Desesperado por acompanhar o crescimento do filho mais novo, o ator propõe à Morte um acordo: se conseguir fazê-la rir, ganhará mais um ano de vida.






    Selva de Gafanhotos, de Andrew Smith

    Na pequena cidade de Ealing, Iowa, Austin e seu melhor amigo, Robby, libertam acidentalmente um exército irrefreável. São gafanhotos de um metro e oitenta de altura, completamente tarados e famintos. Essa é a verdade. Isso é história. É o fim do mundo e ninguém sabe o que fazer. Com todos os elementos obrigatórios de um romance apocalíptico, Selva de Gafanhotos mistura insetos gigantes, um cientista louco, um fabuloso bunker subterrâneo, um mal resolvido triângulo amoroso-sexual e muita, muita confusão - e está longe de tratar apenas do fim do mundo. Engraçado, intenso e complexo, o livro de Andrew Smith fala de um jeito inovador sobre adolescência, relacionamentos e amizade. Um romance surpreendente sobre a odisseia hormonal, amorosa e intelectual que é essa fase da vida.

    http://www.intrinseca.com.br/selvadegafanhotos/


    Pequenas grandes mentiras, da Liane Moriarty

    Com muita bebida e pouca comida, o encontro de pais dos alunos da Escola Pirriwee tem tudo para dar errado. Fantasiados de Audrey Hepburn e Elvis, os adultos começam a discutir já no portão de entrada, e, d a varanda onde um pequeno grupo se juntou, alguém cai e morre. Quem morreu? Foi acidente? Se foi homicídio, quem matou? Pequenas grandes mentiras conta a história de três mulheres, cada uma delas diante de uma encruzilhada.
    Ao colocar em cena ex-maridos e segundas esposas, mãe e filhas, violência e escândalos familiares, Liane Moriarty escreveu um livro viciante, inteligente e bem-humorado, com observações perspicazes sobre a natureza humana.

    http://www.intrinseca.com.br/lianemoriarty/pequenasgrandesmentiras/


    Circo Invisível, da Jennifer Egan

    Circo invisível se passa em 1978, tomando as tensões e os dramas políticos dos anos 1960 como cenário da história de Phoebe O'Connor, uma adolescente de 18 anos obcecada pela memória da irmã, Faith, uma hippie bela e idealista que morreu em 1970, na Itália. Com a intenção de descobrir a verdade sobre a vida e a morte de Faith, Phoebe sai de São Francisco e atravessa o Atlântico para refazer o caminho da irmã pela Europa. A busca gera revelações complexas e inquietantes sobre família, amor e uma geração inteira de jovens perdida.

    http://www.intrinseca.com.br/jenniferegan/circoinvisivel/



    Um Brinde a Isso, da Betty Halbreick

    Aos 86 anos, Betty Halbreich é uma figura única no mundo da moda. Há quase quarenta anos comanda o departamento de compras personalizadas – ou personal shopping, como Betty prefere não chamar – da loja Bergdorf Goodman, ícone do consumo de luxo na Quinta Avenida. Meticulosa, impecável e deliciosamente engraçada, Betty é conhecida por não ter medo de abrir o jogo com as clientes. Já vestiu da então primeira-dama dos Estados Unidos, mulher de Henry Ford, a personagens de séries como Sex and the City e Girls, além das próprias estilistas que alimentam suas araras.
    Em Um brinde a isso Betty fala não só da tão atraente carreira, mas também do momento mais duro em que precisou se encarar no espelho: separada e com dois filhos, ela entrou em depressão e tentou o suicídio. Um emprego de vendedora na Bergdorf Goodman ajudou-a se reencontrar, porém seu talento para vestir os outros era inversamente proporcional à inclinação para as vendas. Realocada como personal shopper, Betty deu a volta por cima, e levou junto inúmeras clientes que também se reencontraram com seus conselhos e exemplo.

    http://www.intrinseca.com.br/umbrindeaisso/


    Dentista Sinistra, de David Walliams

    Alfie tem 12 anos e um coração enorme, tão grande quanto o seu medo de dentista. Ele não sabe o que fazer quando o obrigam a se consultar com a nova dentista da cidade: uma mulher com olhos mais negros que carvão, sorriso mais branco que o branco e uma voz mais arrepiante que prova de matemática.

    http://www.intrinseca.com.br/davidwalliams/dentistasinistra/









    Filhotes Submarinos, de Seth Casteel

    Seth Casteel, o fotógrafo que levou o Instagram e o mundo à loucura com suas imagens divertidas e inusitadas de cães embaixo d’água tentando abocanhar bolinhas e outros brinquedos, volta às piscinas acompanhado agora dos filhotes mais elétricos, apaixonantes e engraçados que já se viu.
    Em mais de 80 cliques inéditos, Casteel retrata os cachorrinhos na primeira fase da vida, quando ainda estão começando a descobrir o mundo. Cheios de energia e disposição, os filhotes se jogam na água sem medo, ansiosos para resgatar uma bola de tênis ou simplesmente brincar. — em cada imagem vemos um espectro de reações ao mesmo tempo selvagens e adoráveis, insanas e engraçadas, mas todas, sem dúvida, apaixonantes.

    http://www.intrinseca.com.br/filhotessubmarinos/


    0 comentários :

    Postar um comentário