• Home
  • Dicaterapia
  • Parceiros
  • Resenhas
  • Políticas
  • Contato
  • Dicaterapia #69 - Caixa de Pássaros - Josh Malerman

    CAIXA DE PÁSSAROS
    Autor: Josh Malerman
    Editora: Intrínseca
    Páginas: 272
    Sinopse:
    Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.




    Não abra os olhos...

    Adoro thrillers psicológicos e quando vi a capa deste livro eu soube que precisava ler!
    Em muitas sinopses vi que o medo estava muito presente neste livro e posso afirmar: VOCÊ SENTIRÁ MEDO O TEMPO TODO! E sabe o pior? Não saber o que se teme...

    No passado...
    Tudo começou com "boatos" sendo espalhados em via rádio, tv e internet onde pessoas estariam enlouquecendo e ferindo outras pessoas e a si mesmas. Na maioria das vezes elas morriam misteriosamente.
    Assim, as pessoas foram aconselhadas a não olhar para fora de suas casas, pois o "mal" estava solto.
    Em meio a toda essa confusão Malorie descobre que está grávida e juntamente com sua irmã tentam sobreviver aos terríveis acontecimentos.
    Até que um dia ela encontra sua irmã morta dentro da sua própria casa!
    Grávida e desesperada, ela vai dirigindo de olhos fechados até um localidade onde ela ouvira por rádio que pessoas estavam refugiada.
    Com medo, ela consegue e é recebida em uma casa onde um grupo de pessoas vivem refugiadas, receosas e lutando a cada dia para sobreviver... Sempre de olhos fechados.

    "É um blecaute, pensa Malorie. O mundo, o exterior, está sendo desligado. Ninguém tem respostas. Ninguém sabe o que está acontecendo. As pessoas estão vendo alguma coisa que as leva a machucar os outros. A machucar a si mesmas. As pessoas estão morrendo."

    No tempo presente...
    Malorie está com seus dois filhos, em casa, todos usam vendas e aprendenram a escutar. Tudo. O vento, uma gota de chuva, uma faísca. Qualquer coisa. Eles nunca viram o mundo. Ela os criou para escutar e sobreviver ao mal!
    Acontece que ela decide partir em uma aventura pelo rio, com as duas crianças, em busca de um lugar seguro. O medo a domina, mas ela não pode mais continuar vivendo como está.

    A leitura intercala presente e passado e prende o leitor até o acontecimento final.
    A todo momento esperamos que algo ruim vai acontecer. Torcemos muito por Malorie e as crianças e a cada capítulo novas revelações arrepiam nossa pele.
    O medo é latente e imaginamos a todo o momento o que está causando esse tipo de comportamento nas pessoas. Fiquei imaginando como seria viver na escuridão, sem poder abrir os olhos e forçar-se a sobreviver de outras formas.

    Gostei da narrativa e achei o final completamente inesperado.
    Se você gosta de leituras desse gênero, Caixa de Pássaros é imperdível.
    Se você morre de medo de qualquer barulhinho estranho, afaste-se totalmente.

    Leitura incrível e mais do que recomendada!
    E você, ficou com medinho vontade de ler?

    Ah, como você acha que o livro terminal? O que é esse mal?
    Contem pra nós!

    -Rizia

    P.S
    Paralelo a isso, gostaria de mencionar a linda dedicatória!


    "Às vezes eu gostaria de ser arquiteto para poder dedicar um edifício a uma pessoa. Uma superestrutura que romperia as nuvens e continuaria subindo até o âmago do céu. E se este livro fosse feito de tijolos em vez de palavras, eu realizaria uma cerimônia, convidaria todas as minhas lembranças obscuras e cortaria a fita inaugural com um machado para que todos pudessem ver o nome do edifício pela primeira vez. Ele se chamaria Debbie.Mãe, este livro é para você."

    0 comentários :

    Postar um comentário