• Home
  • Dicaterapia
  • Parceiros
  • Resenhas
  • Políticas
  • Contato
  • Resenha: Até que eu morra

    Até que eu morra


    Autora: Amy Plum
    Editora: Farol Literário
    Páginas: 432

    Sinopse: Kate e Vincent estão finalmente juntos em Paris, a cidade das luzes e do amor. Mas esse amor carrega uma questão que não pode ser ignorada: como eles poderão permanecer juntos se Vincent não resistir a se sacrificar para salvar outros mortais? A promessa de levar uma vida normal com Kate significa deixar que pessoas inocentes morram?Quando um novo e inesperado inimigo se revela, Kate descobre que há muito mais coisas em risco... e que até mesmo a imortalidade de Vincent pode estar ameaçada.

     Até que eu morra no Orelha de Livro & Skoob 

    'Até que eu morra' é a continuação de 'Morra por mim'. No primeiro livro a Kate descobre o que é o Vicent (Revenants - seres sobrenaturais que salvam a vida de seres humanos e em troca vivem para sempre) e destrói o vilão Lucian (Numa - revenants também, só que é do grupinho dos vilões).

    E nesse segundo livro a relação de Kate e Vicent está com aquela crise: eu vou morrer daqui 70 anos e o Vicent ainda estará vivo. Ambos estão atrás de alguma coisa que ajude eles a serem um casal normal. Vicent está fazendo um experimento e Kate está fazendo sua própria busca. Só que a busca de Kate chama atenção dos Numas novamente.

    Só que por mais que essa "crise de vida" esteja acontecendo, o casal continua fofo e amável, Kate me mostrou que é uma personagem feminina sensacional no quesito "namorada", ela é bem madura (em relação a outras personagens femininas que já li).


    "Ele se preocupava comigo. Não porque ele me queria para si. Ele desejava que eu fosse feliz... por mim mesma."


    Em 'Morra por mim' Charles foi o X9 da estripe do Vicent e nesse segundo livro Charles é levado para outra estripe para ser cuidado (como se fosse uma reabilitação sobrenatural) e Charlotte (sua irmã gêmea) vai também, e como isso a estripe do Vicent convida Violette e Arthur (os mais antigos revenants) para substituir os irmãos.

    E esses dois novos personagens no livro foram o que mais me deixaram com sentimentos divididos, Arthur um cara racional mas reservado e Violette muito carinhosa pro meu gosto, sendo que ela teve um passado com o Vicent. E por serem os mais velhos dos Revenants eles são um pouco tradicionais.

    'Até que eu morra' foi uma leitura mais complementar do que são os Revenants, do começo até a metade é isso, fica na pesquisa da Kate e no segredo do que Vicent está guardando para fazer com que eles sejam um casal "normal", e só no final do livro dá um UP porque descobrimos o novo líder dos Numas e o que está levando esse líder a fazer o mal.

    Ao contrário do primeiro livro, não favoritei 'Até que eu morra' até dei poucas estrelas (três) por conta de ser sido bem parada a leitura, me senti um pouco enrolada (talvez porque no primeiro livro eu estava sendo incluída nessa mitologia de Revenants, tudo era novidade, enquanto nesse livro havia poucas novidades - e novidades que nem sabia se eram verdades ou lendas). Mas espero ansiosamente o terceiro livro pra saber o que acontece com Vicente e Kate, porque o livro acaba com um belo gancho pra continuação ;-;

    A autora continua nos incluindo magnificamente bem em Paris, ela não tem preguiça de nos detalhar sobre a cultura, cenários de Paris e isso é um ponto positivo na leitura. E ainda continuamos com a Kate narrando, daquele jeitinho dela.

    0 comentários :

    Postar um comentário