Resenha: Sete Cabeças

COMPRE
Sete Cabeças

Autor: Bruno Godoi
Editora: Empíreo
Páginas: 304
Sinopse: Quem ama suspense sobrenatural vai encontrar em Sete Cabeças uma história intensa e cheia de mistérios. Para transportar o leitor para um mundo novo, onde as coisas nem sempre são o que parecem, Godoi usa uma das mais intrigantes ferramentas que um autor tem nas mãos: a alma humana. Sete Cabeças conta duas histórias paralelas, mas com profundas relações entre si. Em “Caso 132”, conhecemos Anton Levey, um detetive que precisa solucionar um bizarro assassinato e se vê em meio a um roteiro noir de sua própria vida. Em “Frigorífico” é a vez de Eric Blair desvendar perigosos segredos para tentar salvar a si mesmo. Depois de acordar em um ambiente desconhecido ao lado de duas pessoas estranhas, ele precisará aceitar participar de um jogo macabro se quiser tentar permanecer vivo.
Sete Cabeças no Orelha de Livro & Skoob

"Escuro. Ninguém falava nada. Todos em isolamento tácito, aguardando a próxima parada: o boi caminhando para o abate; silencioso, sempre em frente, complacente."

Sete Cabeças é o mais novo trabalho do autor Bruno Godoi (O Grito Vermelho). Nele somos inseridos em duas narrativas, a do Caso 132 e do Frigorífico.

O Caso 132 é um policial, onde o detetive Anton precisa resolver um assassinato bizarro num restaurante. E na narrativa do Frigorífico, três pessoas desconhecidas estão presas nesse Frigorífico, e quanto mais eles ficam presos mais "dicas" macabras recebem para sair de lá.

"Como entramos por caminhos desconhecidos. no escuro e ainda sem cuidado? Tudo foi culpa nossa. Descuido nosso."

E uma palavra que possa descrever esse livro é: intrigante. Desde a narrativa do Bruno até o desenvolvimento do enredo.

Num lado você tem o Caso 132 rolando e você se encontra fisgado para descobrir o que levou tal assassinato e quem é o culpado, e acompanhamos também a vida de Anton (o detetive). De outro tem o Frigorífico, com pessoas seguindo ao pé da letra as dicas que recebem para sair do lugar, você quer saber o porque eles foram levados pra lá, quem é o mandante e pra que tudo isso. E cada descoberta (ou teorias) que se tem na narrativa vai te trazendo 1001 sentimentos.

A forma da narrativa é outro ponto interessante no livro, o livro não é dividido em capítulos e sim em atos (como o teatro) e sempre há uma Nota antes de começar o ato, e essas notas dão algumas dicas pro leitor, alguma dica sobre o porque da narração ser do jeito que é (porque ela não segue uma sequência, uma hora é o Caso 132 depois é o Frigorífico). E também é acompanhado de versículos bíblicos que se "casam" com o que vai acontecer no ato.

"O texto é vivo. Possui vida. Intenções. Compete ao leitor - pela leitura e abstração - matá-lo ou deixá-lo viver."

E para separar o ato do Caso 132 e do Frigorífico há o Teste Rorschach, da psicologia, utiliza imagens abstratas para o que o paciente diga o que ele vê nelas e assim faz o análise do paciente de acordo com as respostas.

Teste Rorschach
Sete Cabeças foi meu primeiro contato com a escrita do autor Bruno, e espero ler logo O Grito Vermelho. Foi uma leitura bem intensa e com grandes detalhes a cada ato. Se você leitor gosta de um suspense, vale a leitura de Sete Cabeças!

"- Quem teria o trabalho de nos usar num projeto deste? Não há ninguém por trás. Apenas peças jogadas numa mesa. Um bicho de sete cabeças. E somos nós quem ligamos as peças. Quebra-cabeças, e adivinha quem monta? Você!"
Postagem válida para o Top Comentarista



22 comentários

  1. tipo já não me chamou a atenção pq sei lá, me lembro de jogos mortais quando alguém acorda ao lado de gente desconhecida e tals e tem que participar de jogos macabros '-' (to dizendo isso pq vi essa informação na sinopse)
    bom não é mt meu estilo sabe.


    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. Achei bem interessante, não tem como não pensar em Jogo Mortais ao ler essa descrição de Frigorífico, e eu particularmente acho muito legal Jogo Mortais apesar de tudo. Acho que esse livro deve ser muito bom.

    ResponderExcluir
  3. Oie Nat
    uau, não conhecia o livro, mas já fiquei toda empolgada. Ultimamente estou precisando de um suspense sobrenatural empolgante, amei a dica.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  4. Confesso que me chamou mais atenção pelo teste de Rorschach do que pela sinopse.
    Não entendi se os dois contos são separados ou se vão se revezando como acontece quando cada capitulo é narrado por um personagem.
    Melhores Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Léo, os contos são separados.
      Mas o narrador do Caso 132 conhece o narrador do Frigorífico.

      ~nathália
      www.livroterapias.com

      Excluir
  5. Nossa amei a ideia de usar o teste de Rorschach e essa narrativa que parece confusa, mas que no final se encaixa me atrai muito! :D
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  6. Eu realmente gostei do livro, gosto desses livros de suspenses macabros. E como o Leonardo fiquei na duvida, o caso 132 e o Frigorífero são duas histórias separadas ou se cruzam em uma só? Tirando isso parece ser muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria, os contos são separados.
      Mas o narrador do Caso 132 conhece o narrador do Frigorífico.

      ~nathália
      www.livroterapias.com

      Excluir
  7. Curto muito suspense sobrenatural, o livro parece ser ótimo, bem empolgante, fiquei bastante interessada em ler!

    ResponderExcluir
  8. Oi Nathália, tudo bem? Gostei bastante da resenha, mas acho que não curtiria muito a leitura, não pelas histórias, que me interessei bastante e adoro suspense, mas pelo modo da narrativa, acho que iria ficar meio confusa. Mas fiquei curiosa com "O Frigorífico" e sobre as dicas que as pessoas recebem para sair de lá.

    Adoro essa capa!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  9. Oi Nathália!

    Gostei da história desse livro, e por serem dois contos é muito interessante! Uma temática policial envolvendo sobrenatural e esse lance psicológico, do teste e tudo é bem legal. Adoro suspense e livros intensos e esse parece uma boa dica!

    Beijo!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Nathalia. Bom este tipo de leitura, eu deixo passar. Não curto muito suspense e quando tem muita coisa macabra assim, eu realmente fujo kkkk
    Que bom que você gostou da narrativa, a forma como é separado o livro por atos, eu também achei bem interessante...
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Já tinha me interessado nesse livro anteriormente, tanto pelos contos em si... achei bem interessante os contos terem algo a ver entre si... agora achei mais bacana a intercalação entre contos...com certeza lerei esse livro.

    ResponderExcluir
  12. Ainda não conhecia este livro e estou bastante impressionado com ele. Gostei muito da resenha e do livro. Me chamou bastante a atenção. Vou pesquisar um pouco mais sobre ele e quem sabe ler em breve.

    ResponderExcluir
  13. Eu não conhecia esse livro ainda, mas ele realmente parece ser bem intrigante, e a narrativa parece ser bem diferente mesmo. Mas não é o tipo de livro que eu gosto, não sou muito fã de suspense :/
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Já tinha ouvido falar desse título,as nunca havia me interessado por saber mais sobre a obra.
    É bastante intrigante a forma como é desenvolvida,não sei se o leria agora, mas deixarei anotado.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
  15. Esse não é o gênero favorito pq, né, sou medrosa demais, mas não posso negar que a sua resenha me causou muito curiosidade e já quero fazer o teste de Rorschach XD

    ResponderExcluir
  16. É ótimo encontrar um livro de mistério/suspense bom de verdade,esse não é meu estilo de leitura favorito e algumas leituras me decepcionaram bastante.Gostei dessa narrativa diferenciada e das histórias simultaneas,fiquei curiosa em relação ao escritor pois não o conhecia.

    ResponderExcluir
  17. Não sei se eu encararia esta leitura. Fico impressionada muito fácil ao ponto de não conseguir dormir a noite! Mas parabéns pra quem tira de letra!

    ResponderExcluir
  18. Como já comentei anteriormente, gosto de tramas com mistério, mas algo plausível, quando foge da realidade não me agrada...

    ResponderExcluir
  19. Eu já tinha ouvido falar do autor e desse livro, mas apesar da premissa ser ótima, não sei se funcionaria pra mim... Acho que falta um quê de algo que eu não sei o que é hahah

    ResponderExcluir
  20. Já li (e adorei) O Grito Vermelho e agora estou adorando cada página lida de Sete Cabeças.
    A descrição detalhada de cada cenário e personagens, faz com que o leitor se envolva pela história, tornando-se parte dela.
    Em seus livros, Bruno Godoi nos remete a um frenesi literário. Impossível não se deixar levar por suas obras.
    Recomendo a leitura!

    ResponderExcluir