Resenha: A Cidade Flutuante

COMPRAR

A Cidade Flutuante


Autor: Daniel Dias
Editora: Empíreo
Páginas: 311
Sinopse: Em 'A cidade flutuante', os leitores conhecerão Dominó, uma jovem e famosa bailarina do reino de Urjuwani, a capital do Império. Por força do magnetismo, a cidade consegue flutuar acima das outras cidades, que são exploradas para abastecer a capital de suas principais necessidades. Porém tudo muda quando três surpreendentes acontecimentos perturbam a tranquilidade em Urjuwani: um atentado à vida do Imperador, uma misteriosa fenda no céu da cidade e um violento ataque pirata. Filha de uma influente integrante do governo, Dominó começa a descobrir que os desastres que atingiram sua cidade guardam estranhas relações entre si. Em meio às revelações, a bailarina sofre um acidente e cai da cidade flutuante. Enquanto tenta voltar para casa, Dominó trava novas e improváveis amizades, e com ajuda delas vai descobrir que lendas podem ser verdades e sua vida, uma grande mentira. Quem estaria por trás dessa trama? Conseguirá Dominó salvar o seu mundo de um desastre maior? 'A cidade flutuante' apresenta aos leitores um mundo fascinante, onde o fantástico e o real se misturam.

Cidade Flutuante no Orelha de Livro & Skoob

Fazia um tempo que não lia uma fantasia madura, ou melhor, nem sei ao menos classificar A Cidade Flutuante sendo  uma fantasia, tem alguns detalhes que podem ser considerados uma distopia também. E pensando aqui com os meus botões, a leitura desse sensacional nacional me fez lembrar de Caminhos de Sangue (da Moira Young, Intrínseca).

Em A Cidade Flutuante conhecemos Dominó, uma bailaria mega importante e famosa no reino de Urjuwani. Dominó é aquela personagem que tá vivendo o mito da caverna, sua mãe não permite que ela saia do reino e conheça o que está debaixo de Urjuwani (sim, é uma cidade flutuante mesmo :O).

"O argumento da mãe: não existir nada de importante lá em baixo, só pobreza e violência. Mas Dominó tinha vontade descobrir a sua terra. Mesmo que de fato fosse tão miserável quanto as descrições, queria experimentá-la com os próprios sentidos."

Por mais que Dominó tivesse a curiosidade de conhecer outros lugares, a não ser Urjuwani, ela era acomodada, como disse, uma personagem do mito da caverna. É mais fácil pra ela aceitar sua condição de permanência no Reino, até porque lá era onde ela fazia o que gostava, dançar.

"No fundo, gostaria de se divertir mais, rir e sorrir com mais frequência, ser menos rígida e inclusive um tanto menos orgulhosa, mas nada a convenceria de abrir mão da dança, nem um instante sequer."

Mas o destino foi "bonzinho": "Dominó tá acomodada? PRE-PARA" e ai começa toda a aventura de Dominó fora de Urjuwani, com o Vicente, Alê e Gatuno.

Porém, antes de toda aventura começar, conhecemos um pouco os problemas do Império, um possível 'golpe' e um acontecimento inexplicável para toda a cidade, causa burburinho entre os cidadãos. Será que Imperador é confiável? Afinal, o que está acontecendo e o por quê? O Templo (religião da cidade) é o causador disso também? E em contrapartida, a mãe de Dominó tem muitos segredos em relação a Dominó e o que há além de Urjuwni.

"(...) É esquisito acreditar que o Templo e o Império andem de mãos dadas."

Quanto mais a leitura fluía, mais eu ficava apaixonada com A Cidade Flutuante, por mais que tive um pequeno medo de não me adaptar na leitura, com sucesso me adaptei a esse mundo que o Daniel escreveu. Além desse 'mundo' criado pelo o autor, quero ressaltar o desenvolvimento do enredo, a cada página é um novo cenário, é uma nova realidade e você vê a Dominó amadurecer.

A Cidade Flutuante tem um enredo que se completa na aventura da Dominó fora de Urjuwani e os problemas dentro de Urjuwani. Cada personagem tem uma característica marcante e o que ajuda é a narrativa em terceira pessoa, dando uma noção mais ampla da coisas.

E em falar em personagens, os poucos diálogos direto que Dominó e Gatuno tem durante o livro, me tiraram uma dose de riso, os dois tem um ódio ft. amor eterno, é uma relação conturbada porém engraçada.

"- Cabeçuda - zombou Gatuno.
- É por causa do tamanho do meu cérebro. Ao contrário de você, eu tenho um."

Esse humor ajudou a narrativa ficar um pouco 'leve', porque como disse, A Cidade Flutuante é uma fantasia madura, não tem aquela receita de personagem herói que suga todo mundo e no fim é visto como o fodão. Aqui todos precisam se ajudar e cada um vai deixar sua marca no leitor.

Dominó que no início era mais solitária, me parecia uma personagem anti-social ou egoísta, se tornou uma personagem carismática e de voz, desenvolveu uma independência e força de vontade, coisa que eu não esperaria dela no final.

"A vida é um caminho um sentido só, viagem só de ida, sempre adiante. Avante."

A Cidade Flutuante foi uma grata surpresa, um livro cheio de reviravoltas, com personagens com qualidades e defeitos reais, com um enredo bem trabalho e bem desenvolvido. Pra quem gosta de fantasia e quer ser pego de surpresa indico sem pensar duas vezes em A Cidade Flutuante!



36 comentários

  1. Oi nat, tenho dificuldades p ler livros q nao sao de romance :/
    Nat me visite tbm:
    Gilvaniaevans.com

    ResponderExcluir
  2. Boa noite,
    Como esta?
    Não conhecia a obra :(
    Parece ser um livro bem diferente,,,não lembro de ler um livro de fantasia "maduro" se assim posso dizer kkkkk

    Beijos e se cuida

    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir
  3. Oie! Adorei a capa e aparante ser um livro muito bom! Adorei a resenha!
    Bjs, tem promoção no ar, http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/10/sorteio-de-1-ano-de-aniversario-do.html
    e se puder comentar nesse post ajudaria muito
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/10/amor-sem-limites.html
    =D

    ResponderExcluir
  4. Oi Nathália, tudo bem?

    Eu não conhecia esse livro, mas confesso que depois de ler a sua resenha fiquei bem interessado. Gosto bastante de livros com reviravoltas e clima tenso. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nathália, tudo bem?? Gostei bastante da sua resenha e me deu vontade de ler. Gosto de fantasias e essa como você disse, mais madura, definitivamente me interessa. Com personagens complexos e que não são perfeitos, também gosto de reviravoltas e gosto de diálogos inteligentes e divertidos. Além disso, a estrutura da cidade me interessou demais, e deve ser interessante acompanhar o amadurecimento da Dominó.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  6. Sinopse e resenha instigantes! Quero ler o livro!
    Dica anotada!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Eu achei uma premissa bem legal. Nunca tinha ouvido falar do livro, mas parece bem interessante e diferente. Por algum motivo eu lembrei de uma série chamada As crônicas de Salicanda, lançada pela Seguinte. Já ouviu falar?
    Bjs
    Iris
    literalmentefalando.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, Nathália! Ainda não conhecia esse livro, mas fiquei apaixonada pela história através da sua resenha! Dever ser mesmo um livro maravilhoso! :)

    Beijos,
    Inara
    www.lerdormircomer.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi, flor!
    Sua resenha é mais uma que me faz desejar loucamente esse livro. Parece-me que a literatura nacional tem algumas preciosidades que todos deveriam conhecer. Ouso dizer que A Cidade Flutuante é uma delas.
    Com certeza, quero lê-lo!

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. É tão bom se surpreender com um livro não é mesmo?.E eu não sabia que ele era nacional,adorei a ideia de uma cidade flutuante é bem diferente de algo que eu já tenha lido.Os personagens parecem ser bem cativantes,adorei conhecer esse livro.

    ResponderExcluir
  11. OIIIIIIIIIIIIIIII!
    Um amigo disse que queria muito ler esse livro, agora entendi o porquê. Sua resenha passa toda a sua paixão por essa história e envolve o leitor a sentir suas emoções com muita facilidade. Confesso que estou curiosa com a história. Vale ressaltar que amei a capa <3

    Parabéns pelo ótimo trabalho!
    http://www.msbarbaraherdy.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    Como não tinha ouvido falar desse livro? Assim que terminar esse comentário vou procurar onde posso comprar esse livro, fiquei fascinada com esse livro e me chamou atenção o fato de ser uma história madura. Os autores nacionais são um arraso!

    Bjs
    Jéssica Rodrigues
    Blog Lilian & Jéssica

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    O livro me ganhou em dois momentos dessa resenha: Quando você comentou sobre fantasia/distopia e quando citou O Mito da Caverna. Durante a leitura da resenha eu até fiquei pensando: de certa forma todos nós somos acomodados com a nossa condição de vida. Poucas pessoas realmente tem coragem de se levantar e tentar mudar/fazer algo diferente.

    Adoro essas personagens que começam chatas e até odiáveis e acabam conquistando o leitor com o seu amadurecimento.
    Onde você adquiriu esse livro?! Gostaria de saber pois realmente me interessei. bjs

    Blog:
    Cantar Em Verso . Fbook Cantar em Verso
    Pessoal:
    Fbook . silvianecasemiro@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Oi, Silviane.

      O livro pode ser comprado na Livraria Saraiva: http://www.saraiva.com.br/a-cidade-flutuante-8026659.html

      Na loja virtual da Editora Empíreo: http://loja.editoraempireo.com.br/product/954001/a-cidade-flutuante

      E na Livraria Cultura: http://pesquisa.livrariacultura.com.br/busca.php?q=a+cidade+flutuante

      Excluir
  14. Oi tudo bom?
    ja vi varias resenhas sobre esse livro,e algo que abservei que sua resenha tambem foi bem madura,mais olha eu nao curti a capa desse livro sabia? rsrsrss
    mais a historia em si achei bem leve bem bonita e como vc disse o diferencial e que e construida por todos sem ter o maioral no final dela rsrsrs gostei resenhou bem demais
    bjsss linda
    www.zilandramakes.com.br

    ResponderExcluir
  15. Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

    amo um bom livro de fantasia... e não conhecia esse!!!

    =)

    ResponderExcluir
  16. Ótima indicação, não li ainda.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  17. Oi Na!
    Não tinha noção de que era tudo isso, a capa é linda, mas a sua resenha me deixou louquinha para ler! Amo fantasia e amo distopias, então esse toque, junto com a maturidade da história iriam me agradar demais! Parabéns!
    Beijãooo

    ResponderExcluir
  18. Nossa o livro parece ótimo, fantasia e distopia, história cheia de reviravoltas, fiquei bastante interessada em ler!

    ResponderExcluir
  19. Meu Deus este livro incrivel é mais um super livro nacional!!!!! |\o/ \o/. Adorei a estória, quero muito muito muito muito ler, já falei que quero muito ler?!. Gostei muito, muito, muito, mesmo!!!! Uma cidade flutuante \o/ \o/

    ResponderExcluir
  20. Apesar de gostar do gênero, é essencial, pra mim, que o livro tenha romance nem que seja um pouquinho... preciso saber que um casalzinho tá por aí lutando por sua felicidade hahahahahaha
    Sempre me surpreendo qdo vejo a quantidade de novos autores surgindo.

    ResponderExcluir
  21. Uau! Este livro é uma montanha-russa de sentimentos, não é?!
    Faz tempo que não tenho a sorte de ler algo do tipo.
    Boa dica!

    ResponderExcluir
  22. O livro parece mesmo ter um toque de distopia misturado nessa fantasia. Quando eu vi ele sendo lançado eu fiquei louca pra ler, parece ser bem maduro mesmo e diferente. Fiquei super interessada;

    ResponderExcluir
  23. Oi Nathália. Adoro fantasia, não me canso nunca! E fico muito feliz de saber que é uma leitura nacional. Fiquei bem curiosa com o segredo da cidade flutuante, acho que por isso gosto tanto de fantasia. É uma delícia poder imaginar novos cenários e personagens.
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Não sou muito chegada a esse estilo, mas gosto de personagens bem próximos da realidade.
    A expressão da modelo na capa impressiona...

    ResponderExcluir
  25. Oi!
    Eu adoro distopias e com essa pegada mais madura me deixa mais interessada ainda.
    Os personagens parecem ser bem construidos.
    Fiquei bastante curiosa com o livro. Parece ser sensacional *o*
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
  26. Nunca li uma resenha desse livro e você super me deixou com curiosidade de lê-lo. Eu amo distopias e fantasia, então é quase certeza que eu vá gostar desse livro. Sobre Dominó e Gatuno: já to amando hahah agora eu também quero conhecer essa Cidade Flutuante (:

    ResponderExcluir
  27. Eu não conhecia esse livro, mas fiquei com bastante vontade de conhecer. Faz muuuito tempo que eu não leio uma fantasia madura, e quero ler outra logo. O enredo parece ser realmente bom, e esse mundo criado pelo autor é bem diferente, e acho que vou gostar :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  28. Olá

    Adorei a resenha, é de encher os olhos quando vemos um autor na com tanto talento e uma crítica sobre o seu trabalho tão positiva. Fantasia e distopias são meus gêneros preferidos e depois da sua resenha este livro estará na minha lista de leitura.
    Abraços

    estantejovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  29. Que resenha mara a sua, me deixou até curiosa para ler também,hahahaha... não conhecia o livro e nem a autora, já li fantasia demais esse ano, e a maioria era com anjos e seres sobrenaturais, essa me pareceu ser diferente né?
    Anotei a dica aqui.

    bjs

    ResponderExcluir
  30. Oi Nathália!

    Caramba, não esperava que o livro fosse assim tão fantástico, quer dizer, num universo beem incomum! Adorei o lance da cidade flutuante, e tudo o mais, me intrigou e me interessei demais. Acredito que este livro seria uma ótima surpresa pra mim também! Colocarei na lista!

    Beijos, adorei a resenha!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Oi Nathália,

    Sou uma apaixonada por fantasia e junto com ela distopia, que tudo! É impossível não mergulhar na sua resenha e não desejar ler o livro que parece ser o tipo de obra que cativa e abraça o leitor prendendo a atenção do começo ao fim, gosto de tramas assim.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  32. Ola Nat adoro fantasia e tenho lido elogios e essa distopia , Uma distopia diferente e marcante , não vejo a hora de ler , bem bacana saber que não tem aquele personagem que tudo resolve e sim com a união de um grupo. adorei . beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  33. Oi Nat sua linda, tudo bem???
    Não conhecia esse livro e já gostei por ser fantasia, um dos meus gêneros preferidos. O conceito do mito da caverna é fascinante e o autor ter escolhido fazer com que os personagens dependam um do outro, trazendo a importância do coletivo chamou minha atenção. Hoje as pessoas estão vivendo muito para elas, isso não é bom.
    Adorei, quero muito ler!!!!!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Oi Nathalia,
    Gostei de sua resenha. achei o livro muito interessante e, sim, quero ler. mais um para minha estante. meus presentes de natal estão aumentando. hehehe
    bjs

    www.navioerrante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir