Resenha: Dissolução

Dissolução

Autora: Cláudia Lemes
Editora: Independente
Páginas: 540
Sinopse: A trilogia Woodsons expõe os tristes e obscuros segredos de uma família do sul dos Estados Unidos, envolvendo o leitor numa trama surpreendente e verossímil de mistérios familiares, lealdades abaladas, paixões proibidas, traições e votos de vingança. Uma obra independente que tem ganhado fãs no mundo todo, e cujas reviravoltas e personagens tirarão o seu fôlego. Fora dos canais de venda: em breve a ser publicada pela Editora Multifoco.

Dissolução no Orelha de Livro & Skoob

Tô sem chão.


Primeiro vou contar a história da autora. Cláudia nasceu no Brasil, mas beeeeem cedo ela saiu daqui e foi morar no exterior e voltou esse ano pro Br. Ela é fluente em inglês, bem mais que português (palavras da autora HUAHEUAUE) e então ela começou a escrever a Trilogia Os Woodsons no inglês, mas como recebeu muito feedback positivo e pedidos para a tradução de Dissolução, agora ele é um nacional não tão nacional (?) LOL

Brincadeiras a parte, vou resenhar logo esse livro fantástico que ganho mais. 

D i s s o l u ç ã o 

Dissolução tem duas partes. A primeira é o Livro da Claudia (não, não é autora) e a segunda parte é o Livro do Charles e um bônus do Diário da Beth durante a narrativa.

O Livro da Claudia é onde conhecemos uma parte da vida na personagem, ela está fugindo do seu marido, Tony o chefe da máfia, e encontra um novo lar em New Haven... Onde conhece os Woodsons ~suspiros~

Cláudia é uma personagem beeeem conflitante, ao mesmo tempo que ela é uma mulher de punho, de falar o que quer e como quer, ela é uma mulher amorosa e solitária. E quando sua relação com Tony sai dos trilhos, ela se vê pegando suas tralhas e fugindo do marido. A Mia, sua melhor amiga ou soul sister (amei isso), é realmente aquela amiga que tá lá pra puxar a tua orelha ou te abraçar. Mia acompanhou totalmente a vida da Claudia, desde sua infância sem a presença dos seus pais (ela é órfã), até o dia que a Clauds conheceu o seu suposto amor verdadeiro, o Tony.

"- Então por que veio? Nós não estávamos nos falando muito ultimamente...
- Sim, mas agora eu vejo que eu não estava tão preocupada com você como deveria ter estado... além disso, há coisas que uma mulher tem que fazer na vida. Essa é uma delas."

Já a família Woodsons, consiste em quatro pessoas: Patrick o irmão mais velho, o problemático, o mulherengo; James o irmão responsável, comprometido, pai e marido; Johnny o fofo, inteligente e ainda sem grandes problemas emocionais (hue) e a esposa do James... a VACA da Julie :D

Os Woodsons estavam numa fase de luto quando conhecem Claudia e Mia, a Beth, mãe dos garotos faleceu e nisso Patrick se torna um pouco mais o filho revolts, porque era o filho mais chegado (e até mesmo O favorito da Beth). E por ser O mulherengo da família, já de cara teve uma noite deliciosa com a Claudia ~shippo muito~

"Ele chamava Claudia de vadia orgulhosa ou megera teimosa o dia inteiro, mas antes de irem dormir, ele beijava sua bochecha e sussurrava um te amo, linda em seu ouvido."



Enquanto a relação de Patrick e Claudia (relação "proibida", porque Clauds ainda é casada com Tony) vai tomando rumo, a ciumenta/lazarenta/rabugenta/escrota da Julie só quer causar desavença, então James (seu marido) toma as dores da Claudia e deixa o casamento deles mais frio (socorro, que medo de casar e ser que nem eles). Sério, eu RIAAAAA muito da Julie e do seu casamento fadado a acabar, enquanto Claudia estava lá feliz da vida com o Patrick... Mas claro, a vida da Claudia foi só por alguns meses bem feliz...

Nisso, temos VÁRIAS tramas na narrativa, a superação da perda de uma mãe, a superação da Claudia, a vida nova que cada um deles podem tomar, porém tem consequência essa "vida nova", pode machucar outras pessoas, e assim por diante. Dissolução é como se fosse uma novela das 10 da Globo, tem 1001 coisas acontecendo num mesmo momento. Mas de forma alguma, a leitura se torna confusa ou cansativa... E aqui pego o gancho para elogiar a escrita da Cláudia, você é muito foda! <3

Enquanto a narrativa é em terceira pessoa e contando sobre a Claudia e a sua relação com a família Woodsons nessa nova vida, acompanhamos também a narrativa do diário de Beth. E atenção as datas, aos anos que vão aparecendo, porque Dissolução é bem datado, é um enredo longo (em relação ao tempo) a narrativa começa num ano e termina noutro.

O DIÁRIO DA BETH, minha gente do céu! O diário é bem revelador :O
E nem vou entrar muito em detalhe por que... GENT ~suspense~ ele casa com a estória atual dos Woodsons, só digo isso... A Beth foi A mulher... Paguei um pau pra ela!

"- Billy, - ela sussurrou - vou perder a minha melhor amiga!
- Eu perdi você. Estaremos quites."




Já no Livro do Charlie o negócio fica mais destruidor (do que já é), Charlie vai para a Máfia do Tony (muuuuuuito anos antes do Tony conhecer a Claudia) por um único motivo: vingança. Então lá vai o Charlie pensando que vai odiar o Tony facilmente e todo o sistema mafioso, ENGANO. Ele finalmente se vê em algo que ele tem importância e nisso tem a sua crise de vingança, lascar tudo ou não lascar... eis a questão.

"Mas isso não ajudou. Ele queria matá-lo mais uma vez."

Charlie é O anti-herói. Ele segue uma atuação constantemente na máfia, ele esquece de seus ideais morais e éticos, isso por quê? Por causa da sua mãe. Ao mesmo tempo que ele é fiel a família, ele é um "vilão". Mas é impossível não gostar desse personagem, ele e a Claudia, foram os personagens que mais gostei em Dissolução, ambos MUITO reais. 

No Livro do Charlie a autora mostrou realmente que é #comviolência (emocional e física) que o bagulho fica tenso! Causando um blow mind no leitor, porque você não sabe de aceita as atitudes dos personagens por conta das desgraças que foram acontecendo no decorrer da trama com eles, ou os julga (que é bem mais fácil, mas prefiro aceitar e entender cada um deles).

E assim como no Livro da Claudia, a narração é bem datada, mais uma vez começa num ano e termina anos e anos depois a narrativa do Livro do Charlie.

Dissolução é um livro com personagens palpáveis, você se vê em alguma das características ou atitudes dos personagens, não são fantasiados, são reais, são seres humanos descritos nessas folhas. Propensos a tomar atitudes boas e as ruins. Há inveja, vingança, mas há o amor, a amizade, a família, e como toda e boaaaaaaa realidade... Nem tudo acaba bem ou "tudo que é bom, dura pouco".

Eu particularmente AMEI Dissolução, por ser um livro muito bem desenvolvido, com tramaS bem trabalhadas, com personagens reais (que pode trazer possível 'amor eterno' ou 'ódio eterno' ao leitor). Ah e deixo avisado que a escrita da Cláudia é BEM explícita, tem muito palavrão (amo), cenas de sexo e de violência bem descritas (amo). Dissolução é meio complicado de classificar em gênero, ele tem uma boa dose de drama e romance.

Confesso que: imaginei Dissolução sendo adaptado para uma série de TV, o livro é PERFEITO para esse tipo de adaptação, meu sinhó.


 Mas tenho más notícias, se você tá a fim de ter seu exemplar de Dissolução em e-book ou físico... Não é mais possível comprar. MAS CALMEEEE em Outubro Dissolução será lançado pela Editora Multifoco, antes era independente por isso a 'não venda' por enquanto:3

"Agora, ela poderia escolher o que fazer e para onde ir.
Não estava acostumada a esse tipo de liberdade e isso a assustava."

Sobre a autora

Cláudia S. Lemes

Sou uma pessoa com um histórico de muitas mudanças de cidades e países, assim como altos e baixos intensos durante a vida, o que me proporcionou o contato com muitos tipos de pessoas e culturas, me dando combustível para explorar a natureza dos relacionamentos humanos como foco principal de qualquer coisa que escrevo. Sou casada há 11 anos, tenho 2 filhos que já se amarram em livros. A literatura entrou na minha vida aos 8 anos, quando minha mãe decidiu que iria me comprar um livro por semana. Eu lia, e ganhava outro. Não era fácil com o salário de professora dela, mas valeu a pena. Hoje estimo que já li mais de mil obras, e minha biblioteca tem cerca de 800 volumes, o maior bem físico que posso deixar para meus filhos.

Trecho retirado da entrevista feita pelo Moviemento

Contato

Vaquinha Gertrudes (blog pessoal da autora)




4 comentários

  1. Anônimo21:31

    DMASIPODMSPOADSINPIOADSNADSIODSNDOASNDSIPOANDSMAPIONADS ESSA RESENHA. CLÁUDS. <3
    TÁ NA LISTA. COMPRO EM BREVE. ASSIM QUE SAIR NA EDITORA NOVA. <3

    ResponderExcluir
  2. Oie! Não conhecia o livro nem a autora, mas acho que não seria o tipo de livro que eu leria!
    Bjs, se puder comentar nesse post ajudará muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/09/vortex.html
    Nay =D

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Não conhecia o livro, mas fiquei bem interessada, gosteii.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Não conhecia a autora nem o livro, mas fiquei muito curiosa. Dei uma passada no blog dela...haha' adorei a foto da vaquinha. Esperando ansiosamente o lançamentoooo
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir