[Eu li, mas...] Adeus, por enquanto - Laurie Frankel

Olá Leitores!
Triste quando essa coluna aparece aqui né?
Mas, infelizmente, nem só de livros bons se vive o Leitor
Vamos entender o que aconteceu



Adeus, Por Enquanto
Autor: Laurie Frankel
Editora: Paralela
Páginas: 320
Sinopse:

A talentosa autora de Atlas do amor inova em seu segundo romance, no qual conta a história do jovem casal que estendeu seu amor para além dos limites da vida. Não é milagre e nem magia, é pura ciência da computação. Graças ao software que Sam Elling, um divertido programador do MIT, desenvolve, torna-se possível conversar com projeções perfeitas de pessoas queridas que morreram. Assim, ele ajuda sua namorada a superar a perda recente da avó, mas não esperava que um dia fosse precisar se tornar usuário de seu próprio programa....

O livro conta a história do casal Sam e Meredith.
Eles se conhecem numa empresa de tecnologia especializada  encontros amorosos pela internet.  
Ele é um programador brilhante e nunca imaginou que poderia envolve-se com alguém como ela.
Ocorre que ele cria um programa de compatibilidade entre pessoas tão bom, que a empresa decide demiti-lo por medo da repercussão, ou seja, a falta de clientes para esse tipo de site.

O relacionamento entre eles evolui rapidamente e então decidem morar juntos.
Até que a avó de Meredith, Sra Livvie, morre.
A morte causa profunda tristeza em Meredith e vendo a amada desse jeito, Sam decide criar um programa que simula o envio de emails a partir do histórico da conta da pessoa que faleceu.

Parece perfeito! Ter contado constante com sua avó, ainda que virtualmente, deixou-a profundamente feliz.

Diante do desemprego e do apego ao programa, eles decidem, juntamente com o primo de Meredith, Dash, comercializar o acesso a qualquer pessoa.
Porém, eles esqueceram que isso afeta aspectos morais e sociais.
"Algumas tristezas não tem remédio. Algumas tristezas você não consegue melhorar.
-Então que diabos eu faço?
-Fique triste.
-Por quanto tempo?
-Para sempre.
-Mas então por que não está todo mundo infeliz por aí o tempo todo?
-Porque sorvete ainda é gostoso. E o sol com vinte e quatro graus ainda é um dia linda. E filmes engraçados para dar risada, e o trabalho é realizador, e uma cerveja com um amigo é legal. E outras pessoas o amam também.
-E isso basta?
-Não há o que baste.
 Até que algo inesperado acontece e muda para sempre a vida deste casal. 

A história é boa! A proposta é brilhante.
O problema do livro está na narrativa!
É cansativo e interminável. Entendo que tenhamos que conhecer a vida das personagens secundárias, mas acredito que Frankel poderia ter sido mais restrita.
Passamos muito tempo esperando o clímax da história.

De qualquer forma é um livro bonito e que vale a pena ser lido, desde que você não tenha alguma ansiedade.

Concordam comigo?
Ficaram com vontade de ler?
Comentem tudo aí!

-Rizia



8 comentários

  1. OI Rizia, conforme ia lendo a resenha eu pensava, o que será que deu errado? Mais uma narrativa cansativa com poucos diálogos estraga qualquer coisa, tb não curto isso e geralmente deixo o livro um pouco de lado. Parabéns pela resenha!!

    Beijos Mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Rizia, querida, entendo perfeitamente. Aquela história que é legal,mas peca justamente por se prolongar demais em um aspecto menos relevante. Dificuldade da autora em ser sucinta. Pareço desse mal nas minhas resenhas. E olha que enxugo tudo que dá. Rsrs.
    Gostei da proposta inusitada. E fiquei curiosa com as implicações desse software na vida das pessoas.
    Beijooo.

    ResponderExcluir
  3. Oieee... Adoro essa coluna do blog!!

    O livro parece legal, como você disse, a história, a premissa tem tudo pra ser um ótimo livro, bem original a ideia e tal! Uma pena que a narrativa é lenta, não gosto muito de livros que são lentos porque fico entediada facilmente, já sei que não seria pra mim! Mas indicaria tranquilamente pra quem eu sei que não se importa com isso!

    A capa é linda também :o

    Beijooooo!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. affe gente odeio narrativa lenta, coisa assim me da nos nervos. já teria abandonado o livro mesmo.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  5. Oi, Rizia! Tudo bem?
    Meu, não sou fã de narrativa lenta também, mas acho que daria uma chance a esse livro. Digo isso porque a mensagem da história me atrai, sabe? Já li resenhas muito positivas sobre também e, de qualquer forma, leituras complicadas sempre teremos, né? Então vale a pena arriscar.

    Um beijo!
    Doce Sabor dos Livros - Aguardo a sua visita!

    ResponderExcluir
  6. Oi Rízia, tudo bem?

    Realmente a história desse livro é incrível, mas pena que a narrativa não te prendeu. Comigo foi ao contrário, amei tanto a premissa da autora que me envolvi demais na escrita dela.

    Beijos,

    Pah - Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
  7. oie
    nuss, já até fiquei xoxa quando li o: eu li, mas... kkkkkkkkkkkkkk isso porque eu estava master ansiosa para ler este livro, mas pelo visto não devo ir com tanta sede ao pote, já que odeio narrativa lenta.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  8. É realmente alguns autores exageram em alguns detalhes...
    Mas parece ler uma história bonita...
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir