[Especial] A Culpa na Literatura

Hoje quero ter um papinho saudável ft. dramático com vocês... Quem nunca fez alguma coisa na vida e ficou com aquela sensação de culpa te corroendo? Eu não sei qual culpa é pior, aquela culpa de "ter feito algo errado" ou aquela culpa que nem era pra ser sua.

Mas hoje não falarei de mim e nem de vocês, falarei de personagens de alguns livros que trazem esse sentimento de culpa durante a narrativa. Por convite da Editora LeYa e o selo LeYtoras, o Livroterapias está participando dessa postagem coletiva, a "culpa na literatura".



Encontrada

Começarei com uma culpa light. No segundo capítulo de Perdida, Sofia é constantemente cobrada para ser uma Lady, então o sentimento de culpa está presente de começo ao fim, ela quer (ou tentar) deixar o século 21 de lado e viver "certinho" o seu "felizes para sempre" no século 19.Mas sabe, é bem mais complicado do que se parece, a Sofia é uma personagem bem extravagante, principalmente para época, então ela se corroí com medo de causar má impressão não para ela, mas sim para Ian e Elisa, que são as duas pessoas que ela mais ama.



Doce Procura

Aqui temos uma xará de Sofia. Sophie era uma garotinha quando perdeu seus pais num acidente de carro e foi a culpa de quem? Da Sophie... Bem não foi a culpa dela, só foi uma tragédia, mas na sua mente... A culpa é dela, se ela não tivesse pedido um presentinho de aniversário nada disso teria acontecido. Soph cresce sendo uma mulher BEM pé no chão, nada de romantismo, nada de esperança pra ela. E a Sophie adulta tem uma loja de doces, onde ela vende os biscoitos da sorte, ao contrário, cada biscoito tem uma frase bem "tapa na sua cara", nenhuma é de auto ajuda HUEHUEHUE.



No Limite da Ousadia

Já em no No Limite da Ousadia (spinn off de No Limite da Atração), Beth é personagem "culpada". Sua mãe uma dependente química e sobrevive num relacionamento violento. Mas nada disso teria acontecido se o pai de Beth não tivesse sumido quando ela nasceu, ou seja, culpa dela, se ele estivesse presente agora, ela imaginaria uma vida melhor pra sua mãe.





Atormentada

Agora aqui o buraco é um pouco mais fundo. Rinn é bipolar, e ela se sente culpada por não ser uma filha "perfeita" pra sua mãe, que é uma mulher paciente e faz de tudo pra ver a filha bem, emocionalmente e psicologicamente. Além de sua doença que dificulta um pouco a relação 'normal' com a sua mãe, Rinn tem que fazer com que ela acredite que há uma fantasma em sua escola/casa tentando matá-la.




Garotas de Vidro

Lia e Cassie eram melhores amigas, ambas eram obsessivas pela magreza. Cassie morreu, mas antes de morrer ligou trinta e três vezes para a Lia. Em Garotas de Vidro somos incluídos na mente de uma garota anoréxica e que se culpa pela morte da amiga, além de sofrer com o distúrbio alimentar, Lia tem que conviver com a dor de perda e a culpa da perda. Foi o meu primeiro (e acho que único e-e) livro que li tratando de distúrbios alimentares (anorexia e bulimia), foi um baque a leitura e indico pra vocês!


E agora quero dar o destaque do novo lançamento da Editora LeYa.



Willow

Sinopse: Sete meses atrás, em uma noite chuvosa de março, os pais de Willow acabaram bebendo muito durante o jantar e pediram a ela que guiasse o carro até em casa. Por uma fatalidade, Willow perdeu o controle do veículo e seus pais morreram no acidente. Consumida pela culpa, Willow deixa para trás sua casa, amigos e escola e, enquanto tenta retomar a relação de afeto e companheirismo com o irmão mais velho, secretamente bloqueia a dor da perda cortando a si mesma. Mas quando Willow encontra Guy, um rapaz tão sensível e complexo quanto ela, mudanças intensas começam a acontecer, virando seu mundo de cabeça para baixo. Contado de modo cativante e doce, Willow é um romance inesquecível sobre a luta de uma jovem para lidar com a tragédia familiar e com o medo de se deixar viver uma linda história de amor e cumplicidade.

PRÉ VENDA

Esse livro estava na minha lista de "vou ler" desde... 2012? Quando fiz o Skoob e sóooooooo agora trouxeram esse bendito pro Brasil ;-;

E pelo visto não será uma leitura fácil, e a vida de Willow também não, sendo a "causadora" da morte dos pais, é algo beeeem complicado/intenso de lidar e vou precisar urgentemente do livro pra saber como ela sairá desse sofrimento e sentimento de culpa.


8 comentários

  1. Oi Nathália!

    Lembro que quando eu li "Garotas de Vidro" fiquei angustiada demais pelo que a personagem principal passava viu. Fiquei pensando que, se minha melhor amiga me ligasse tantas vezes, eu não atendesse e depois ela aparecesse morta, eu não ia superar tão fácil. Sem contar essa coisa dos distúrbios alimentares.

    Beijos!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Ei Kovas \o/
    A capa de Willow ta muito show!!!! Parabéns para a LeYa
    Quero muito ler Garotas de Vidro tbm!

    Gabriel - umpapoentrepaginas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Hey! Eu fiquei louca pra ler "Garotas de Vidro" e "Willow"! Achei muito interessante o tema abordado em "Garotas de Vidro"!

    Beijos!
    http://heartbreaker-girls.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. gente, amei a postagem, e a ideia da "culpa"
    Quero tanto ler Garotas de Vidro, e agora esse Willow entrou para a lista de desejados.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  5. Oinn, estou adorando estas blogagens coletivas, tenho conhecido alguns livros que nunca tinha ouvido falar, como por exemplo o Doce Procura, parece ser muito bom.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Todo livro que trata sobre culpa é mais denso e necessita mais tempo e pensar. Essas também são ótimas histórias e cheias de lições ou, como eu gosto de dizer, de tapas na cara.
    Já ouvi falar de pessoas que se auto mutilam e li um livro que tratava um pouco sobre, mas o tema foi pouco abordado.
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  7. Oi,

    adorei o post! É muito bom quando a literatura aborda situações e sentimentos difíceis de lidar na vida real, de forma inconsciente, eles acabam nos ajudando a lidar com tais coisas. A culpa é mesmo algo muito delicado e um tema excelente. Dos da lista, já li apenas Garotas de Vidro e fiquei louca para ler WILLOW!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Adorei a postagem. Esse novo lançamento da Leya parece ótimo.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro

    ResponderExcluir