Semana O Ciclo da Morte #5


Estamos chegando na reta final da Semana O Ciclo da Morte, e hoje será entrevista com a autora, são várias perguntas de blogueiros parceiros da autora.

Lembrando QUE: O Ciclo da Morte está GRATUITO na Amazon!




1. Queria perguntar como surgiu a ideia desse livro?

De uma conversa no celular, com uma amiga. Brincando, ela perguntou “imagina dividir o apartamento com um vampiro?” e 5 minutos depois eu estava escrevendo a cena da primeira conversa de Lucio e Kelene no apartamento. E então uma amiga postou o começo de um livro dela (Amor e Morte, da Letícia Marques) e a ideia terminou de criar forma.

2. Qual é personagem favorito? Por quê?

Semele. Pela força que ela tem, a forma de sempre seguir em frente não importa o que aconteça. Ela não pára para pensar, ela simplesmente vai e faz. Ela apareceu pouco em O Ciclo da Morte, mas vão ver mais dela no próximo.




3. Por convívio já sei que uma boa parte de seus personagens foram inspirados em outros personagens e até em amigos. Mas de onde você tirou inspiração para criar a personalidade de sua personagem principal Kelene ?

Honestamente? Boa pergunta! Kelene basicamente teve vida própria desde quando comecei a escrever, e eu fui só descobrindo a personalidade dela (e até hoje ela me surpreende, às vezes).

4. Cinco Livros que foram importantes para a inspiração ou criação de O Ciclo da Morte?

Amor e Morte, da Letícia Marques (não publicado). Marcada para Morrer, da Kim Harrison. Ravenous, da Sharon Ashwood. Ana Z, Aonde Vai Você, da Marina Colasanti. Jogos Vorazes, da Suzanne Collins (juro! Haha)

5. O momento mais crucial na criação de O Ciclo da Morte?

Quando eu entendi qual era a relação da Kelene com o Inominável. A partir daí tudo virou praticamente uma bola de neve, todos os detalhes se encaixando e fazendo sentido.

6. O Ciclo da Morte é seu primeiro livro lançado, mas é seu primeiro escrito? Quando isso começou? E qual são seus planos para a próxima continuação da série? O que os leitores devem esperar?

Nossa, está longe de ser o primeiro! Antes dele escrevi cinco livros de uma série de fantasia/ficção científica (que foram escritos e reescritos mais vezes do que me lembro – comecei a escrever essa história com 11 anos, poxa!), e dois livros de outra série de fantasia. Um dia desses tiro a poeira deles (e de outras coisinhas que estão aqui).

Bom, a continuação da série já está bem adiantada, digamos assim. O segundo livro, Herança de Fogo, está praticamente terminado, e já comecei a rascunhar o terceiro. Entre os livros 2 e 3 tenho dois “contos” grandinhos (maiores que o A Revelação), para explicar alguns fatos que só vão ser mencionados no livro 3. E sim, vai ser trilogia, pelo menos por agora.

A série Santuário da Morte não é a série da Kelene e do Lucio, o título foi proposital. Os livros contam a história do Santuário, sua influência no mundo humano e na vida das pessoas ligadas a ele. Ou seja, podem esperar mais surpresas haha Alguns personagens secundários vão ganhar destaque, novos personagens vão surgir, outros povos do Outro Mundo vão aparecer também. (Mas ninguém vai sumir, antes que apareça alguém querendo me matar rs) A relação entre a humanidade e os povos do Outro Mundo vai voltar a ser uma questão importante, que vai fazer uma diferença muito grande no rumo das coisas.

7. O que os leitores devem esperar do seu livro? Muito romance? Muita ação? De seu ponto de vista.

Eu não escrevo romance, não no sentido de montar a história já pensando no casal ou no triângulo amoroso ou qualquer coisa do tipo. Eu tenho histórias a contar, e acontece de elas terem alguma coisa de romance no meio. Então falando assim, eu diria que, com certeza, mais ação que romance.

8. De todas as suas experiências com o mundo ''geral'' da leitura (editoras, publicações, edições, publicidade). Qual é a sua dica para quem está começando agora? 

Leia muito, escreva muito. Guarde o que escreveu, leia muito, volte uns meses depois e releia aquilo criticamente. Repita quantas vezes achar necessário. Mas o mais importante é: não desistir nem com o primeiro, nem com o décimo não. Os “nãos” têm que ser o incentivo para correr atrás e melhorar ainda mais. E também não pirar com o primeiro sim, mas parar para ver os detalhes por trás dele.


Convites


Participe do Lançamento Virtual de O Ciclo da Morte, será um evento interativo para que vocês conheçam mais sobre o livro, com bate-papo com a autora e divulgações de playlist do livro, dreamcast, booktrailer e mais!



E aos blogueiros interessados, terá o Book Tour de O Ciclo da Morte. Acesse o formulário do BT AQUI, caso tenha interesse.


Um comentário

  1. Oi, tudo bem ?
    Te indiquei em um tag lá no meu blog, espero que não se importe.
    Beijos e até mais ;*
    http://santuario-dos-livros.blogspot.com.br/2014/07/tag-conhecendo-blogueira.html

    ResponderExcluir