Resenha: Encantados

Lido em e-book

Encantados

Autor: Yule Travalon
Editora: independente 
Páginas: 226
Sinopse: [+18] As pessoas acham que por sermos gays, precisamos ser robôs. Não podemos ter vontade de comer, beber, fumar, transar, fazer amor, ser o amor e viver intensamente. Benjamin, Luuv, Ítalo, Lucas e Luna estão ansiosíssimos para viver. Para viver intensamente sem olhar para trás.

Encantados no Skoob
Semana passada dei uma varrida legal na Amazon pra adquirir alguns e-book gratuitos, já no embalo do e-book Eu te Amo Mais da Vanessa Sueroz, e por coincidências da vida, encontrei Encantados gratuitamente. Peguei nem sabendo do que se tratava, só o "grátis" tinha me conquistado mas devo afirmar, adquirir de olhos fechados mas gostei!

Primeiro de tudo devo avisar que Encantados é um livro hot, só para maiores por favor. Então você leitor com menos de 18 anos está sendo convidado a se retirar do recinto... ou não IUHAIEUHAUIEIAUE

Fazendo a ""moda"" (nada legal) do cinema Cinépolis, vou avisar vocês que o livro tem o tema LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) ESTEJE AVISADO. ~ironia~

Mas falando sério, fiquei mega feliz por ter sido o meu primeiro livro dessa temática do mundo homossexual, de como é a dificuldade que eles enfrentam na sociedade e como é estar apaixonado por uma pessoa do mesmo sexo (já avisando que não tem diferença nenhuma de estar apaixonado por uma pessoa de um sexo diferente ou igual. Tem o tesão, tem a paixão, tem o carinho, tem o compromisso, tem a amizade, tem tudo aquilo que faz um 'amor' ser 'amor').

Mas vamos lá, Encantados é um livro com vários personagens e cada capítulo é o ponto de vista de cada um e incrivelmente cada história se completa e se interliga. Além de cada capítulo ser correspondido por cada personagem, temos também o Conto de Fada - embaixo do nome do personagem do capítulo - que se encaixa no personagem da vez, sendo uma "dica" de como vai fluir a estória tal, do personagem tal.

Benjamin, Luuv, Ítalo, Lucas e Luna são personagens com ousadia - tanto na personalidade quanto na sua história de vida -, podem esperar os mais diferentes problemas emocionais, familiares e pessoais em cada um deles. Yule foi muito feliz em saber desenvolver cada personagem diferente num mesmo tema/abordagem. Gostaria de aprofundar um pouco mais em cada personagem mas acredito que irá perder a magia de descobrir aos poucos de como é cada um deles. São personagens no singular.

Porém tive um problema na minha leitura. O autor usa muito o diminutivo, tenho uma raiva excessiva com os diminutivos. Mas não foi o bastante para não gostar da narrativa.

A grande faceta da Encantados é mostrar (deixar BEM claro) que a vida é nossa, é nossa a vida. E de como é importante ter amigos (os verdadeiros de verdade hue) ao nosso lado nos momentos de alegria e tristeza.

Sobre o autor

Yule Travalon é baiano e atualmente reside em Vitória da Conquista. Nasceu no dia 04 de fevereiro. Atualmente trabalha em uma série literária chamada Neverhope. Desde 2009 tem publicado na internet textos referentes à prosa, poesia e poemas de todos os gêneros livremente pelo seu primeiro blog literário o tsonhador alfa e beta (http://www.tsonhador.com/) e agora transfere para a versão gama tsonhador onde pretende postar também resenhas e parecer literário mediante ao que lê, além de discussões sobre a fantasia e a ficção, sua área de atuação em escritos.
Atualmente, Thales estuda história na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), está no sexto semestre e tem como amor a História Antiga: Egito, Grécia e principalmente Roma, a qual se empenha em estudar e atualmente é Bolsista da Cnpq em Iniciação Científica sobre o Imperador Diocleciano e suas ações no Império Romano.



Um comentário

  1. Também baixei o e-book do Thales, mas preciso achá-lo dentre os mais de 500 que tenho no bendito aplicativo do Kindle (sim, sou compulsiva por e-books gratuitos!). Acho que diminutivo acaba "engaysando" mais ainda o texto, já que é uma marca na fala das mulheres (estudo comprovado, já!).
    Quando eu ler, te conto o que achei!

    Beijo da blogueira mais linda,

    Pamela.

    ResponderExcluir