#PHpoemaday - Um objeto inanimado

Por mais que meu vício seja a leitura, seja a escrita, seja o cinema. Há algo que não largo por nada no meu dia-a-dia: meu notebook.
Já tive dois notebook's e já tive dois pc's com windows 98 e XP - nunca fui usuária de outro sistema operacional.
Com o meu primeiro computador eu tinha a famosa internet discada, que eu só usava de domingo pra acessar o Canal Kids.
Com meus 11 anos eu tive minha primeira conta no MSN,
lindi_nha11@hotmail.com
que tinha mais desconhecidos - do bate papo uol - do que conhecidos, desse jeito, aprendi da pior maneira que na internet não tem SÓ pessoas boas...
Fiz minha primeira amizade virtual - graças a novela Floribella que passava na Band. E tive meu primeiro namoradinho virtual também, ele morava no mesmo Estado mas era em um município muito longe, eu ligava pra ele do orelhão toda semana (escondido da minha vó - falava que eu ia dar uma volta de bicicleta mas eu ia telefonar). Também já tive a experiência de ter conversa via webcam com uma garota do México (ou era da Argentina, só lembro que sua língua era espanhola) graças a uma banda chilena.
Minha infância foi assim, computador e brincar na rua.
Fui crescendo e o computador/notebook e internet foi evoluindo junto comigo. Eu aprendi a tomar mais cuidado com quem eu fazia amizade pela internet, eu já conhecia mais sites de jogos, redes sociais e outros proibidos
E tive um tempo que não sabia mais o que era "tc".
Minha família estava sem dinheiro e teve que vender todas as coisas tecnológicas de casa e lá se foi meu segundo computador.
Só em 2010 voltei a ativa, com meu primeiro notebook - pesando 3,5 kg.
Primeiro exclui meu orkut.
Conheci o Tumblr (mas graça aos cosmos não sou mais viciada nesse site, pelamor, só gente depressiva e também só me fodeu, eu achava que era depressiva também mas eu não tinha nada do que reclamar - isso eu vejo agora, criança burra). Depois fui pro Twitter, passarinho maldito (mas também estou liberta dessa rede social) e veio o Facebook... AH esse eu não largo (por mais que eu reclame das pessoas que fazem com que o Facebook fique ruim, é só dar block olha que facilidade).
Mas o melhor de tudo foi ter conhecido os blog's de literatura, foi ter conhecido amigos virtuais (conhecido de verdade mesmo, pessoalmente e aqueles que ainda não foi possível conhecer ao vivo, só webcam e ligações).
Como eu disse, eu aprendi a separar as coisas ruins e boas nisso tudo.
Agora posso ler livros pelo notebook, posso escutar música, ver meus filmes e seriados, posso falar com a minha família e amigos (de perto e de longe), posso encontrar lugares para sair, posso saber as notícias e conhecer novas pessoas. Tudo isso por causa de uma máquina que tem teclado e um mouse.
E as vezes essa mesma máquina me diz:
- Me deixe descansar e vá sair, se divertir no mundo real faz bem também.
- Não me ensine o que já sei, você sente minha falta mais do que eu sinto a sua, até porque, você só vai funcionar se eu te ligar... E agora mesmo estou saindo para andar de bicicleta com a minha melhor amiga.

#PHpoemaday
Texto de minha autoria para o Desafio de Escrita do blog Central da Leitura, não pode ser plagiado/copiado/divulgado sem minha autorização.

2 comentários

  1. cara minha tragetória na net foi tensa asuhuhsahsu mas atualmente, sou apenas viciada no skoob, instagram e no blog.já fui mega viciada em fotogolog (tinha até gold lá), pigg amebo (uma conta japonesa de blog e jogos), vibe flog sahuushshu sério da vergonha e o twitter, to no 3 ou 4.
    meu segundo twitter eu era tipo "o cara" do twitter asuhshusuh tanto q nao revelo meu usarname pq muita gente conhecia, fiquei 3 anos com ele e milhares de seguidores, mas tive q excluir por problemas e agora sou menos viciada e atualmente nem falo direito por ali ;w;

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. Eu vim conhecer a internet mesmo em 2010, quando eu ganhei meu pc ai não precisava mais ficar esperando caridade dos outros, sou viciada no twitter, porém ultimamente to me policiando da internet o coisa que vicia né?
    Brubs
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir