Resenha: O Outro Lado da Memória

O Outro Lado da Memória

Autora: Beatriz Cortes
Editora: Novo Século
Páginas: 248
Sinopse: "Amar é encontrar uma coragem dentro de si que nem se sabia que existia". Luíza Bedim, uma jovem talentosa e cheia de sonhos, sofre uma grande decepção com a pessoa que ela mais ama. Depois desse período, passa a ser perseguida pelo medo e a dor profunda do que aconteceu. Sua vida muda totalmente e não consegue mais viver da forma que vivia antes. Luíza acredita que nunca mais será feliz, e vive alimentando-se de sua solidão interna. Anos depois do acontecido, ela conhece Arthur, um jogador de basquete novo em sua escola que chega chamando a atenção de todos. Ela o ignora totalmente no inicio, porém, é obrigada a passar uma hora de seu dia com ele. Entre muita confusão, brigas e discussões, Arthur mostra-se alguém que Luíza não esperava que ele fosse. Alguém capaz de fazer com que o outro lado de sua memória seja mudado. Descobre que só é possível encontrar a felicidade se for atrás dela.

O Outro Lado da Memória no Orelha de Livro & Skoob

"Só ri de uma cicatriz quem nunca foi ferido."

Página 13

O Outro Lado da Memória é mais um romance nacional, livro de estreia da autora Beatriz Cortes. E como estreante Beatriz nos dá a narrativa em primeira pessoa da nossa personagem principal Luíza, uma garota de 18 anos, que tem amigas de verdade e divertidas - Julia e Carol - e uma família totalmente carinhosa, mas o real problema de Luíza é o seu passado, que ainda incomoda.

Já Arthur é o mais novo aluno da escola da Luíza e também o novo Capitão do time de Basquete. E por um mal entendido os dois deveram passar uma hora juntos depois do horário escolar, e isso será um grande sacrifício para Luíza pois ela conhece bem o "tipo" de garoto que Arthur (estereotipo criado por Luíza graças seu passado), mas felizmente é pega de surpresa, pois Arthur mostra ser um garoto muito melhor do que ela poderia ter imaginado. 

Mas não foi muito fácil para Arthur ter a completa confiança de Luíza, como dito, o passado dela não colabora, mas graças a ele nossa personagem principal consegue superar e abrir mais uma vez o coração. E além de consegui abrir seu coração Luíza volta a fazer seus hobbies (como tocar piano) graças a Arthur. 

"Eu não falava nada, nem ele; mesmo assim, não era constrangedor."

Página 100

Vemos a relação de Luíza e Arthur com o tempo amadurecendo e como suas amigas estão presentes na vida de nossa personagem. Vi como Julia e Carol provaram de verdade pra mim, a amizade delas com ela, quando Lucas - o ex de Luíza - volta para a escola deles. Vi também Arthur agindo como um herói e só provando que a Luíza estava mais que errada sobre sua índole.

O livro não tem nada de "oooooooooh meu deus!!!" mas ele foi escrito de uma jovem para outro, é uma linguagem simples, com cenários fáceis de se imaginar e se encontrar. E um ponto importante, a leitura flui - acredito que isso seja um ponto importante numa leitura. Sou suspeita de falar sobre esse livro porque gosto de romance com um pinguinho de drama - como a Beatriz colocou nesse livro -, mas mesmo com o drama a sua leveza não vai embora, ele é engraçado em certas partes e em outras você fica com o coração partido.

Já a finalização do livro, achei desnecessária a prolongação na narrativa da vida a dois de Luíza e de Arthur. Por mim teria terminado quando Luíza "supera" seu passado e fim. Sem mais delongas.

Enfim, O Outro Lado da Memória é uma ótima pedida pra quem está no momento "nheco nheco :3" de leituras. E o mais importante, é mais um bom livro nacional - pra que tem seus preconceitos HAUEUAE

E um importante aviso antes e finalizar: O Outro Lado da Memória será sorteado na page Literatura Nacional BR em comemoração ao Dia dos Namorados! CLIQUE AQUI e saiba como :B

Imagem retirada do blog
Livros Uma Grande Paixão
Sobre a autora: Beatriz Cortes, é uma jovem estudante de Psicologia pela Fundação São José de Itaperuna. Cristã, com uma fé inabalável em Deus e no amor, sempre foi comunicativa, se destacava em matérias que exigiam capacidade e criatividade para escrever. Desde criança escrevia textos, contos, histórias e sonhava que as mesmas pudessem impactar as pessoas. Quando finalmente esse ano colocou no papel uma história romântica, realista e que irá emocionar leitores de todas as idades.

3 comentários

  1. Oi, Nathália!
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro, parece ser uma história muito doce e que emociona. Eu gosto muito dos livros nacionais, os nossos autores estão arrasando e eu adoro conhecer a cada dia um novo autor. Acho a capa muito linda! :)

    Beijos,

    Rafa {Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
  2. Nossa, não conhecia o livro ainda. Através de sua resenha fiquei com vontade de ler. Adoro esse tipo de romance pé no chão, com essas passagens intensas que me fazem chorar e aprender, nas suas palavras e nos pequenos quotes que você postou vejo que esse livro se encaixa no meu gosto literário, anotei para compra futura. Quero ler. ^^
    Beijão, parabéns pela resenha e obrigada pela dica de leitura.
    Vivi
    RR

    ResponderExcluir
  3. Oie Nath
    ainda não conhecia o livro, mas já fiquei aqui suspirando depois desse quote. Amo histórias levinhas assim, romance regado a um draminha. Já anotei na minha lista de desejados.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir