Resenha: Novembro

Novembro - 281 dias para recuperar um sorriso

Autora: Vanessa S. Marine
Editora: Literata
Páginas: 256
Sinopse: Amanda Horstmann foi expulsa do time de futebol da escola, sua maior paixão, e entre esse acontecimento, descobre que sua falecida mãe compôs uma música para seu pai enquanto ainda era viva. Motivada por essa descoberta, decide aprender a tocar a música para seu pai na esperança que ele volte a sorrir como antes, mas há um problema: Ela mal sabe segurar um violão. É neste momento que Fernando Amargo, filho do ex treinador de futebol da Amanda e ex guitarrista de uma banda de rock, surge em sua vida precisando de aulas de futebol - queira ele admitir ou não. O que você faria diante dessa situação? Bom, o que você faria eu não sei, Amanda e Fernando decidiram fazer uma troca. Mas o que acontece quando um garoto se submete a ter aulas de futebol com uma garota? E como fica seu coração ao ajudar o filho da pessoa que você mais detesta, a realizar um sonho que é seu? E o que fazer quando recuperar o sorriso do seu próprio pai te leva a caminhos incertos? Novembro é um romance emocionante e divertido, que narra a história de uma garota obstinada a fazer seu pai feliz e a tentar conhecer mais sobre a mãe que nunca teve, nem que isso signifique ter de adiar seu maior sonho. Este é o primeiro livro de uma série que te prenderá do primeiro ao segundo tempo.

Novembro no Orelha de Livro & Skoob

Novembro é o primeiro livro da autora Vanessa S. Marine - aka minha miguxa do coração - e a resenha na verdade era para ser feita em vídeo MAAAAAS como eu sou uma pessoa muito espoleta, não consegui fazer um vídeo decente sem que seja um vídeo só de spoiler do que a própria resenha ;-;

Agora quero que conheçam o meu mais novo queridinho da minha estante cocota <3

Novembro nos apresenta com a narrativa em primeira pessoa - e super engraçada - da craque de futebol, Amanda que logo de cara é expulsa do time de futebol em que ela participa na sua escola por ser a única garota no time, se ela estiver no time não será possível participar do campeonato do fim do ano.

E pra acrescentar na lista pessoal da Amanda de "coisas ruins estão acontecendo", ela acaba achando um VHS de sua mãe, sem querer.
'Mas como isso pode ser ruim Nathália?'
A mãe de Amanda, a Eleonor - que faleceu no seu parto - e nesse VHS mostra seu pai Thomas muito mais feliz do que ele está demonstrando nesses últimos anos.

Nesse vídeo de Eleonor, ela toca violão e canta uma música (composição própria) chamada Orvalho para Thomas e nisso Amanda vê que é isso que ela deverá fazer em Novembro, no dia de seu aniversário e dia da morte de sua mãe, para o seu pai uma apresentação da música de sua mãe.

Agora acrescente mais esse ponto de "coisas ruins estão acontecendo": Amanda não sabe tocar violão e não tem dinheiro para pagar algum professor dessa "coisa de cordas".

Mas lembram que ela foi expulsa do time de futebol? Pois então, o técnico do time, o Sr. Amargo. Ele tem um filho, o Fernando de 18 anos que tentará ser o atacante do time de seu pai para conseguir finalmente seu carro próprio, mas ao contrário de Amanda, Fernando não sabe futebol coisa nenhuma. Mas sabe tocar violão!

De alguma forma Amanda consegue saber desse segredo de Fernando e propõe a ideia e trocar serviços, ela o ensina o futebol enquanto ele a ensina a tocar violão - ou melhor, aprende a tocar a música Orvalho. O prazo é até Novembro, onde acontecerá os dois eventos, o campeonato de futebol e apresentação da Amanda para seu pai. A relação entre eles no começo era só de "trocas de favores" mas chega num ponto em que ambos devem abrir seus corações em relação ao seu passado com o futebol e com a música.

Amanda como é nossa narradora nos deixa - assim como ela - muito curiosa para saber o porque dela só ter duas fotos de sua mãe, o do porque seu pai pouco fala de sua mãe. E devo falar que Thomas é um exemplo de pai, senti que a relação de Amanda com ele é uma das melhores mas quando você é a "culpada" da morte do amor da vida de seu pai, não há relação boa que dê a certeza que você não é a "culpada" como pensa.

Mas Amanda também não é aquela mocinha deprimente, longeeeeeee disso, sua narrativa é um tanto quanto engraçada e também é impossível ela viver de mal com a vida por conta de seus dois melhores amigos, os Fernandes - Gabriel e Pedro.

Já Fernando é um pouco misterioso de início mas chegou num certo momento - e no momento certo - em que somos sensibilizados com sua história e nos mostra sendo um cara decente e que prova ser O cara para Amanda, mesmo que ele possa ser um pouco apagado - em comparação ao Gabriel, que só causa - Fernando consegue me fazer se apaixonar por ele... Então imagine Amanda que praticamente o vê todo santo dia.


"Soltei uma risada e ele sorriu. Não ri por causa da piada, afinal não tinha graça alguma, mas ri do jeito que ele contou."



Agora falemos da escrita de Novembro, a Vanessa me surpreendeu, ela conseguiu escrever da forma mais simples e informal mas conseguiu totalmente me passar sentimentos de cada cena, confesso que até ((quase)) u-u chorei. Não sou muito fã ou não sensibilizo com livros com a temática família - sou um pouco sem coração nesse sentido - mas em Novembro consegui compreender o que de fato é a família para nossa personagem principal, não só a família de sangue mas também aquela família em que podemos escolher caminhar juntos, os amigos.

Outros pontos bem abordado no livro foi o bullying e o machismo. A autora conseguiu fazer um livro abordando vários temas em poucas páginas e isso fluiu de uma forma muito bem desenvolvida, cada parte merecendo sua devida atenção até a conclusão do problema.

Sobre a edição do livro, acredito que faltou um pouco mais de atenção da revisora, coisas bem pequenas passaram batido mas para compensar temos o capricho da capa e o começo de capítulos, que são maravilindo.

Deem uma olhadinha:


Novembro é um duologia e portanto foi finalizado com um gancho super misterioso me deixando totalmente louca pra saber sobre Inverno!

Novembro também é um daqueles nacionais que você DEVE ler e que você VAI gostar. Mas também pode-se ler com um certo medinho, medo porque você vai ficar muito íntima dos personagens, como se fossem pessoas reais e você vai adorar todos eles ou odiar alguns chatinhos da trama.


8 comentários

  1. Oi, Flor! Tudo bom?
    Estou louca para ler o livro da Vanessa, tenho ela no Facebook e vejo direto ela publicando fotos dos eventos em que ela tem ido para a divulgação de seu livro, queria muuito poder ir em um! :(
    O início da história me lembrou o filme "Ela é o Cara" que o time feminino de uma escola é cortado e a protagonista corre atrás do seu sonho de jogar futebol. Achei linda a atitude dela de fazer a homenagem para o pai, e tocar a música que a mãe compôs! Que linda a troca dos dois! mais do que perfeita e já suspirei tentando imaginar cada momento e experiência que eles vivenciam juntos! Estava preocupada de encontrar alguma resenha e ela acabar com o encanto da leitura que tanto quero, mas você foi capaz de aumentar minha curiosidade, parabéns pela resenha!

    Beijinhos,
    Percepções Blog | Grupo: Mais um livro, Por favor!

    ResponderExcluir
  2. Oi Rízia e Nathália,
    tudo bem com vocês?
    Adorei uma protagonista que joga futebol!!!!! Essa troca entre os personagens promete cenas fofas, românticas e dramáticas. Esse treinador deveria enxergar mais o filho e o relacionamento dela com o pai parece ser emocionante.
    Não conhecia essa história e nem o livro, mas já me conquistou, quero muito ter a oportunidade de conhecer.
    Sucesso para a autora!!!
    Beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Gostei da premissa do livro, fiquei bem curiosa. pretendo ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde!

    Meus olhos já brilharam ao ver que a protagonista jogava futebol! Um verdadeiro avanço na sociedade, porque olha...

    Achei que a história seria previsível, mas depois da resenha percebi que mal tenho ideia do que pode acontecer.

    Não gosto muito de melações, então, desde que esse livro não tenha muitas, o leria com o maior prazer!

    Abraços,

    Mariana Machado
    http://lentesdeleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi,
    Adorei conhecer o livro, pois gostei de saber da história e fiquei curiosa se ela vai conseguir tocar a música no violão rs
    Ótima resenha
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Anônimo19:29

    Amo a Vanessa e amei a resenha. Tô loucaaaaa pra ler o livro!

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro
    Mas parece ser interessante
    Gostei da edição

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro, mas parece ter uma história linda e a diagramação está muito fofa.

    Adorei a sua resenha Nathália, mas em vídeo ficaria melhor ainda. <3
    Por ser duologia, vou aguardar mais informações sobre o próximo antes de decidir ou não arriscar.

    Beijos
    Fê - Leitora Incomum

    ResponderExcluir