Resenha: Policia Paranormal

Paranormalcy - Livro 01
Autora: Kiersten White
Editora: Galera Record
Páginas: 384
Sinopse: Evie trabalha para a Agência Internacional de Contenção Paranormal: sua melhor amiga é uma sereia, seu ex-namorado é uma fada, ela está se apaixonando por um transmorfo e é a única que pode ver através do glamour paranormal. Com a chegada de Lend, um metamorfo misterioso, e muito, muito gato, à AICP vai despertar várias dúvidas que Evie não sabia que carregava dentro de si. Seria ela mesma uma paranormal? Seria a AICP tão nobre quanto parece?

Policia Paranormal no Orelha de Livro & Skoob

Acredito que grande maioria quando a Galera Record divulgou a capa e o título do livro abrasileirado, muitos leitores - inclusive a minha pessoa - se revoltou, porque não era nada parecido com a capa estrangeira, que é esta:


Mas eu engoli a minha língua, porque a Galera Record fez um trabalho melhor que a capa estrangeira, porque ela não mostra de verdade como é o livro, ao contrário da nossa. A estrangeira dá um ar de grande drama e algo mais pesado, mas na verdade é um livro muito leve - estilo Meg Cabot - mas com um mistério super interessante.

Policia Paranormal conta a vida - nada comum - de Evie, uma adolescente que trabalha na AICP uma agência que monitoria os seres paranormais, desde os oito anos de idade. Sua importância na agência é de grande valor, ela vê através do glamour, só ela sabe diferenciar o que é humano e o que é uma fada/lobisomem/vampiros/etc.

" - Além do mais, como eu poderia ter medo de alguém que usa tanto rosa?
Eu ri, enxugando as últimas lágrimas do rosto. Não podia acreditar. Lend provavelmente era a única pessoa do mundo que teria reagido dessa maneira."
Página 319
Na AICP Evie não trabalha sozinha, sua melhor amiga Lish - a sereia - forma uma dupla com ela, mesmo que ela não saia do seu aquário Lish em todas as formas ajuda a Evie achar novos Paranormais e castrá-los (leia-se: colocar tornozeleira para que a AICP monitore-os), e sempre há um humor entre a conversa das duas, então é impossível não rir com o livro. Mas como todo em bom livro, nossa personagem principal tem uma pedra no sapato... Reth, seu ex-namorado - que é uma fada - extremamente possessivo, mesmo com o término ainda corre atrás de uma forma não muito romântica de Evie.

Toda essa rotina de caçar Paranormais e colocar suas tornozeleiras dá uma pausa quando um dia a agência é invadida por um paranormal desconhecido, o Lend - o metamorfo - quase uma Mística versão masculina nesse livro, porque ele muda de aparência por qualquer uma, e Evie é a única que consegue ver de fato como é a sua verdadeira aparência e ele agora está sob a custódia da AICP até ele falar o porque dele ter invadido a agência.

Evie quer saber mais sobre Lend, mas não da forma que a AICP quer, ela quer criar uma amizade mas no final acaba criando um amoreco :3

Lend é um garoto que tem uma mãe paranormal e um pai humano, ele tem uma família, algo que a Evie não tem de verdade - Lish por mais que seja sua quase irmã, ainda sim não é família de sangue - até a Raquel, que é a chefe da agência tenta fazer o papel de mãe para Evie, mas não é a mesma coisa. Esse é um dos questionamentos da Evie do começo ao fim do livro, ela quer uma família e quer ser uma adolescente comum de verdade.

E outros questionamentos vem a tona para Evie quando seres paranormais começam a morrer sem nenhuma explicação e ela conhece Vivian, uma garota igual a Evie que faz as seguintes perguntas: a agência de fato é uma coisa boa para Evie de verdade? Evie não é um pouco Paranormal como os seres que ela caça?

Policia Paranormal é um livro que flui muito bem, a narrativa é bem simples e que prende, Kiersten White escreve de uma forma que me deixa ansiosa de capítulo em capítulo e agora para a continuação do livro :3
É uma dose de leitura engraçada e misteriosa, irá agradar a todo o público infanto juvenil e adultos também!

~nathália

8 comentários

  1. OOOOOOOOOOI NATH,

    Bom, até que enfim voltei pra cá. Eu adorei a capa brasileira, viu? Fiquei muito interessada, ainda mais por você ter comparado com a escrita da Meg Cabot. Adoro livros rapidinhos de ler.

    Beijos,
    http://comoum-sonho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nath,

    eu pensei a mesma coisa que você... quando lançou a capa eu xinguei até !
    mas como vc mesmo disse a capa americana engana mesmo!

    =)

    ResponderExcluir
  3. Oi gente! Eu estou querendo muito ler este livro e também fui uma das que fiquei chateada com a mudança da capa, mas se a história vale a pena, a capa é o de menos.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. oie Nath
    eu também me revoltei quando vi essa capa, porque era apaixonada pela estrangeira. Achei a capa com cara de chick-lit, e esperava um romance mais sombrio. Oh, me enganei. Bom saber que é bem estilo Meg Cabot, e tem umas tiradas divertidas.
    Estou curiosa, mas não é prioridade, mas talvez eu leia.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  5. Oi flor, nossa gostei muito do tema do livro, tipo é meu estilo...
    Gostei mais da capa americana, e achei a brasileira meio infantil.. Sei lá.. hehe

    beijos Mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nath, tudo bem? Fiquei bem curioso com o livro, apesar de ser a primeira resenha que leio dele, já me cativou! Parece ser uma leitura leve e divertida. Tá anotado na minha wishlist...

    Abraço!
    www.blogopenbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Jurava que era um livro pesado. bom saber que é uma leitura leve.
    Fiquei com vontade de ler.

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  8. Comecei a ler esse livro, mas ainda não consegui terminar. O começo é bom, mas depois fui perdendo o interesse.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir