Resenha: AEcM12

Autor: Flavio P. Oliveira
Editora: Independente
Páginas: 134
Sinopse: AEcM12 é uma história de amor que se passa no futuro, quando a maior empresa no ramo de seres artificiais domina a utilização de um componente e se torna capaz de confeccionar um androide perfeitamente similar a um ser humano, sem utilização de peças e elementos mecânicos. Serão muitos os homens a gastar pequena fortuna para a aquisição de uma cópia artificial de alguma mulher, alguns de esposas falecidas, a maioria de atrizes e modelos famosas. O principal personagem deste livro, um homem solitário, copiará a vizinha por quem é perdidamente apaixonado. Ele trabalha no ramo, é um compositor de elementos, e durante a vida construiu os próprios robôs, tratando cada criação com o carinho de um pai, edificando um estranho e artificial ambiente familiar. Agora ele apresentará uma mãe aos filhos-mecânicos, sua esposa artificial quase idêntica a vizinha já conhecida de todos e com isso alterará todo o seu futuro.
AEcM12 no Orelha de Livro & Skoob

AEcM12 é uma narrativa em terceira pessoa que conta a uma breve parte da vida de Arivaldo Anestézijo, um homem que agora vive num mundo mais avançando onde robôs podem ser produzidos tanto com uma nova companhia quanto para substituir algum parente, amigo, colega já falecido. Mesmo que o cenário seja mais no futuro, não há grande indícios desse fato, a narrativa não perde o foco para descrever como é o mundo além da vida de Arivaldo.

Arivaldo vive com alguns robôs que ele mesmo construiu e os considera como sua família/seus filhos, mas como toda família precisa de um toque feminino Arivaldo decide fazer um robô da sua vizinha Lucia, um amor com que Arivaldo tentou conquistar por algum tempo.

Percebemos que Arivaldo era um homem solitário e que graças à essas criações robóticas ele agora é um pai de uma família, é o chefe de uma família; vemos que essa tecnologia proporcionou alegria. Mas com a criação de Lucia irá causar um novo caminho pra sua vida - agora só lendo pra ver se é um caminho bom ou ruim HUE

A relação de Arivaldo com a Lucia (robô) era uma relação que eu tinha dó, o cara não conseguiu conquistar a Lucia humana, teve que fazer uma de "mentira" e teve que ensinar como a Lucia robô deveria se portar com ele (exemplo: apelidos fofos de casal). E o pior de tudo é que faltou diálogo entre a Lucia (humana) e Arivaldo para eles darem certo, se por algum momento os dois parassem e falassem o que um sentia pelo outro, nada de Lucia Robô e as consequências dessa criação... Mas também não teria estória -q

É um livro bem curto mas com um enredo bem amplo, pois todos os personagens tem seu espaço na narrativa.

AEcM12 é pra quem gosta de um final totalmente diferente e que dá um gosto de "quero mais" mesmo não tendo um livro de continuação... Bem que poderia né Sr. Oliveira?


Quem teve o interesse de comprar AEcM12 clique aqui.

Sobre o autor:
Flavio P. Oliveira, nasceu em Nilópolis, Rio de Janeiro, em oito de dezembro. Apesar da formação em engenharia civil, trabalhou diretamente com arquitetura por muitos anos, fazendo projetos de diferentes tipos e sendo responsável por algumas obras. É ainda artista plástico, dedicado à pintura, com estilo próprio que mescla cubismo com pop arte e algo mais. Ainda, durante um período, trabalhou no desenvolvimento, gerenciamento e manutenção de algumas distribuições GNU/Linux, como GoblinX e ImagineOS.

Os primeiros livros foram escritos na adolescência, todavia começou a levar mais a sério a carreira com os romances ainda não publicados, mas registrados. “Duelo”, que conta a história de dois ex-competidores de esgrima, adversários, que se apaixonam pela mesma mulher. “Máscaras, seios e morte”, que conta a história de um detetive tentando resolver alguns crimes contra mulheres. Tornou-se editor registrado na agência do ISBN ano passado e passou a publicar contos em formato digital...

Lançou em 2012 os primeiros livros impressos, o livro de contos picantes “Três Amores Instantâneos” e o romance de ficção científica “AEcM12“.

Curiosidade: o Flavio foi o primeiro autor a firmar parceria com o blog e mais uma vez agradeço pela oportunidade de parceria e pelo Book Tour! \o

+ Informações

Site: http://www.grobsch.com.br
Lojinha virtual: http://www.grobsch.com.br/loja
Página no skoob: http://www.skoob.com.br/autor/6943
Fan page: http://www.facebook.com/Flavio.Grobsch
Galeria em SWF: http://www.grobsch.com.br/ebooks/galeria_01.html

~nathália

9 comentários

  1. Hehe, eu acho o final desse meu livro tão normal! rs
    Era para ser um livro pequeno em quantidade de folhas, senão eu não conseguiria fazer uma impressão dele... Se tivesse continuação, ela seria bem cruel... Kkkkkkkk. Minha saga Lilliah Blü tem continuação e será bem maior, e agradará muito mais...

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Oi, ainda não conhecia o livro, mas ele parecer ser muito interessante. Gostei da premissa.

    Bjus.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Duvida: como se pronuncia o sobrenome desse sujeito? Kkkkk mas amei sua resenha, gosto de livros que se passem no futuro, é sempre bom observar as mudanças, ainda mais com robôs!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Já havia lido uma resenha sobre ele, mas nada comparada a sua :P
    Amei a sua resenha e a forma como expôs a narrativa, Fiquei bem interessado em ler. Assim que tiver um pouquinho de tempo, vou ver se consigo adquirir e ler :)

    Bom, vim retribuir sua visita em meu blog. E já estou seguindo :)
    Seu blog é lindo demais! Adorei (=

    Beeijos
    http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/ (passa no blog, mais vezes ;) Atée *0*

    ResponderExcluir
  5. Oi Nathália, oi Rizia, Eu adoro narrativa em terceira e apesar de ter gostado da sua resenha, eu não curto muito a temática que o livro aborda, robôs, ficção científica..
    Mais valeu pela dica!!

    Beijos Mila
    Resenha Nova,
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Adorei a proposta do livro. Essa coisa futurística me agrada demais! É difícil encontrar um autor nacional que invista em ideias assim, isso realmente me agrada! Acredito no que você disse, é um livro diferente e único. Fiquei realmente curiosa e a capa é linda!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi
    eu fiquei muito interessada no livro!
    Livro é sempre assim, um diálogo resolveria tudo, mas dae n teria livro! Eu queria mesmo é saber se em algum momento a Lucia humana vê a robô e o que ela pensa de ter sido copiada pelo vizinho e do vizinho estar "casado" com uma cópia dela! mto bacana msm sua indicação!
    tem postagem nova no blog
    espero sua visita
    bjinhus

    -TÍTULOS DE LIVROS

    ResponderExcluir
  8. Oi,

    te indiquei para uma TAG lá no blog:

    http://mademoisellelovebooks.blogspot.com.br/2013/11/tag-10-books.html

    Espero que goste!

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. OI,
    que diferente esse enredo!!! E ao mesmo tempo muito triste. Embora seja futurístico, acredito que essa realidade é bem presente hoje, em dia. Não me refiro aos robôs e sim as relações. As pessoas cada vez mais estão introspectivas, se escondendo atrás de computadores. Infelizmente.
    Beijinhos.
    Cila- leitora Voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir