Resenha: Química Perfeita


Autora: Simone Elkeles
Editora: Underworld
Páginas: 307
Sinopse: Os garotos do instituto Fairfiel, do subúrbio de Chicago, sabem que South Side e North Side não se misturam. Assim, quando a líder de torcida Brittany Ellis e o marginal Alex Fuentes são obrigados a trabalhar juntos como parceiros de laboratório na aula de química, os resultados prometem ser explosivos. Mas nenhum deles estava pronto para a reação química mais surpreendente de todas: O amor. Poderão romper os preconceitos e estereótipos que os separam?


Química Perfeita é o primeiro livro da Trilogia da Simone, mas os outros dois livros não é continuação da estória de Britt e Alex, mas tem o foco nos mexicanos ariba ariba ariba. E por enquanto não saiu os outros livros no Brasil :/

Pequenos spoilers, mas nada que vá comprometer sua leitura
Sem nenhuma surpresa, Brittany a patricinha e Alex o badboy.

Vamos por personagens: Brittany, a patricinha virgem, líder de torcida, a popular que namora o melhor jogador da escola Colin, sem um bom relacionamento com os pais. E o que a faz diferente das outras garotas? Shelly sua irmã mais velha que sofre paralisia cerebral, a relação das duas é de total cumplicidade, a prioridade de Britt na vida é a irmã, até a escolha da faculdade ela fez pensando na irmã pra ficar perto e cuidar dela. E Britt só se faz de filha/garota perfeita por conta que ninguém sabe dessa verdadeira situação de Britt, ter uma mãe que a pressiona pra ser a “tudo de bom” por conta de uma irmã que não é perfeita aos olhos dos pais. Só Sierra, melhor amiga de Britt, sabe esse lado verdadeiro da loira.

Alex, um mexicano cheio de atitude que mora na periferia da cidade, safado –q, humilde, típico cara sensual, maaaaaas faz parte de uma gangue, a gangue que seu pai participava antes de morrer na sua frente. Assim ele se sente na obrigação de seguir os passos do seu pai, para proteger seus dois irmãos e sua mãe. Alex também tem seu melhor amigo Paco e uma amiga de infância, Isabel, que mesmo participando da gangue também e ser da periferia faz uma amizade não assumida com Britt e vice versa.

Alex e Britt são totalmente nada a ver um com o outro, por conta da classe social, do status de cada um. Mas fora isso, eles combinam, não chega ser um casal meloso, só quando a Britt fica se declarando d-e-m-a-i-s pro Alex e ele não diz nada que ela eu gostaria de ouvir.

Me fez lembrar de Belo Desastre, não sei se todos já leram ou vão ler, mas o romance badboy safado faz uma aposta que vai conquistar o coração da garota e no fim se apaixonam. Sim, em Química Perfeita rola essa aposta de Alex com os amigos. Tem essas igualdades mas, em Química Perfeita a escrita pega o tema ‘gangue’ pro enredo com uma cara pseudo nova, deixando menos “Belo Desastre”. E diferente de Belo Desastre as partes mais picantes não são detalhadas.

Gostei dos personagens secundários, Paco é o meu herói no livro. Isa e Britt ao tempo vai desenrolando a amizade delas e por muitos momentos preferiria a Isa como melhor amiga da Britt do que a Sierra. Foram os dois personagens importantes pro enredo rolar legal. O foco não era só a estória de amor do casal, mas sim em cima dos temas: amizade, maturidade, violência, família e por fim amor.

O livro é contado pelo ponto de vista dos dois, um capítulo de cada. Acho que já me acostumei a ler dessa forma e vou começar a ler “As Crônicas dos Kane” –q

Ps 1: eu não li o livro físico, pdf. Thanks!
Ps 2: o que vocês vão ver de menos são resenhas de livros do gênero romance aqui no blog, porque não sou muito chegada em sofrer por amor até nos livros, a vida real já me basta -Q

- nathália

16 comentários

  1. Não parece ser das piores, apesar do lance da patricinha lider de torcida loirinha e do seu completo oposto, o vagabundo sexy de rua ser algo bastante clichê. O fato, porém, da irmã mais velha da patricinha sofrer de paralisia cerebral já deixou a estória mais interessante. Acho que vou baixar o pdf também :B

    Beijinhos

    http://vitoriaeseudiario.blogspot.com.br/search/label/8º Postagem pt. 1

    http://vitoriaeseudiario.blogspot.com.br/search/label/8º Postagem pt. 2

    ResponderExcluir
  2. Parece legal ^^
    Também não gosto muito de romances ^^

    ResponderExcluir
  3. Amoo romances, e sua resenha me inflamou, me deu vontade de saber mais sobre a história. É bem o tipo de leitura leve que ando precisando .

    Beijinhos e parabéns pela postagem .\o
    Vivi
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  4. Não curto muito romances, mas estou bem curioso para ler esse livro ^^

    Beijos.
    Guilherme.
    http://umcompulsivoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Gostei da resenha, porém mencionar Belo Desastre na resenha foi um grande erro porque me decepcionei em saber alguns detalhes do livro que eu vou ganhar de natal :P


    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. omg! me desculpaaaaa, mas sério essas informações de Belo Desastre não são relevantes, não vai estragar nada do livro D: hahahaha
      Boa leitura com Belo Desastre, acho que é o único YA que fiquei encantada... embora eu não tenha gostado do final :(

      Excluir
  6. Gosto bastante de romances
    E esse me chamou muita atenção
    Inclusive a capa

    Beijos
    @pocketlibro
    http://www.pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Assim que esse livro foi lançado eu comprei, mas ele acabou ficando encalhado na minha estante. Espero poder lê-lo ano que vem, se bem que a editora dele ta demorando demais pra lançar a continuação, o que é uma pena.

    Bjs, @dnisin
    http://diamanteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Nathália!

    Adorei a resenha, super descontraída! E adorei também a história, com personagens mexicanos, achei uma pegada diferente, super legal! Mudou o meu conceito sobre esse livro, agora eu quero ler... kkkkkk

    Beijos,

    Marcelle
    bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. O livro parece ser muito bom , me interessei bastante !!!!
    Marina Leitoresdofuturo21.blogspot.com.br *-*

    ResponderExcluir
  10. Gente pare tudo. Esse livro parece ser muito bom. E olhe que pela capa não daria muito por ele não.Adoro essas histórias de que uns não se misturam com os outros.
    Em livros e filmes isso é muito divertido.

    ResponderExcluir
  11. A historia parece ser bem clichê mesmo. Apesar que eu adoro historias assim hehehehe. Adorei a capa. Diferente de você só gosto de ler livros físicos. E também adoro um romance daqueles que a gente chora um monte.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Nathalia, tudo bem?
    Olha, confesso que esse romance não me chamou tanta atenção, por me parecer uma temática bem comum. Mas quem sabe depois? E eu recomendo As Crônicas dos Kane, é muito bom!!!!

    ResponderExcluir
  13. Esse é o meu livro favorito ever!!!! Sou completamente apaixonada pelo Alex. E agora que você falou que ele super parece com Belo Desastre preciso conferir.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  14. Oiie!
    Nathália querida, esse livro é... PERFEITO!
    Quando vi Química Perfeita me apaixonei logo de cara, tanto pela capa (maravilhosa) quanto pela sinopse (encantadora). Demorei um pouco para comprá-lo, pois é um livro caro (hj não sei d quanto está, mas quando comprei até q o encontrei em um preço razoável). Quando finalmente consegui lê-lo eu não consegui parar até chegar ao final, é muito linda a história do Alex e da Britt.
    Sua resenha retratou bem o livro, contou exatemente tudo o que se passa e isso com certeza vai deixar quem ainda não leu, muuuuuuuuito curioso (a). HEHEHEHE!!!

    Bjs... Fik com Deus!
    Evanete - Cada Livro, Uma Viagem

    ResponderExcluir
  15. Esse vai ser um dos próximos livros q eu vou começar a ler, e depois q eu li a sua resenha, fiquei com mais vontade ainda de ler!! *o*

    Beijos.
    http://www.foradarealidadeonline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir