Resenha: O Sonho de Eva

Autor: Chico Anes
Editora: Novo Conceito
Página: 304
Sinopse: Dra. Eva Abelar, autoridade mundial em sonhos lúcidos, é informada de que seu filho, Joachim, uma criança autista, desaparece na mesma noite em que sua irmã, Anna, pula do 20º andar de um edifício em São Paulo. Anna era a principal cientista do projeto DreamGame, invento revolucionário que permite à pessoa jogar enquanto dorme. Eva é convidada por Yume a assumir o lugar da irmã e, à procura de respostas, se envolve em uma trama perigosa, que alcança os limites dos desejos inconscientes do homem. Enquanto usa seus conhecimentos para desvendar a morte de Anna e reencontrar Joachim, Eva descobre o quanto a sociedade está vulnerável à tecnologia e aos estímulos subliminares, e como esses estímulos podem sequestrar a liberdade e extinguir o livre-arbítrio.

Comprei o livro por impulso na Bienal de SP e desde aquele dia o livro ficou na minha estante mofando. Eu li resenhas sobre o mesmo, algumas negativas e poucas positivas e assim conclui que eu deveria tirar minha própria conclusão de uma obra nacional lançada nesse ano. Um ponto que tive que concordar em algumas resenhas é o vocabulário dos personagens, muito cheio de ‘dona’ e ‘doutor/doutora’, e a tentativa frustrante de escrever gírias nas falas do personagem Zed foram um tanto quanto chatas pra mim, mas tudo isso foi irrelevante no enredo da estória.

A forma que ele organizou o livro me fez lembrar os livros do Dan Brown e só pra deixar claro, não estou comparando nenhum escritor com o outro, só estou dizendo o que me veio na cabeça quando eu comecei a leitura, a forma inteligente que foi criada o enredo.
Como o livro envolve psicologia, filosofia e teorias de sonhos lúcidos, não é bem um livro fácil por conta do uso de termos específicos desses três temas, mas nada que o enredo não ajude com explicações nas entrelinhas, então nem se preocupe porque tudo é bem explicado e se você não achar isso... o Google tá ae -q

Sou suspeita de elogiar o livro, porque eu realmente gostei principalmente do final, porque trata de temas que me agrada. Os personagens foram bem construídos, cada um com sua diferente personalidade é o que não faltou. O romance de Eva com o Alec, eu assumo que fiquei xingando mentalmente a Eva no começo do livro até a parte que houve a explicação do passado dela. E a mãe de Eva? A Helena, foi a verdadeira bruxa cheia de doutrinas e hipocrisia no livro, quando tinha flashback da vida de Eva com a mãe e o pai, eu tinha vontade de rasgar a folha do livro porque eu realmente detestei Helena =D

O Sonho de Eva me proporcionou milhares de quotes <3 e aqui vai alguns pra deixar vocês instigados:

“Aliás, acho que as drogas deveriam ser liberadas. Expandir a mente, sacou? Cada otário que se cuide para não morrer usando. O cigarro não é permitido? O álcool? E a televisão? Tudo droga pesada!” – página 121

“João acordou no seu antigo quarto de infância e descobriu que tudo aquilo que amava, tudo o que construíra e estava disposta a defender com a vida, fora, afinal, apenas um sonho. Tão real num instante, no outro só faz de conta. Pudera ter chorado tanto! (...) ‘Nossas noites geram sonhos em demasia, para serem vividos numa só vida. Não há tempo para todos. Não há tempo para se viver lá e aqui de forma completa. Mas, então, Deus, por que tantos sonhos? Por que essa saturação onírica? (...)” – página 142 e 143

“ – Não quero interromper sua meditação.

  - Meditação, que nada. Estava aqui relembrando o passado.
  - Isso também é uma forma de meditação, desde que essas memórias tragam paz.(...)” – página 146

“Pedir a voluntários que escolhessem o momento para darem em si mesmo uma pequena pancada no pulso – disse Adhya, reproduzindo no próprio braço suas palavras – enquanto registrava a atividade produzida em seus cérebros... E, depois, verificar que a ação inconsciente, responsável pela execução da pancada, se inciava cerca de meio segundo antes do voluntário tomar a decisão consciente de ser mover... Não é perturbador? (...) O Sonho é o mundo virtual perfeito! Se lá também não temos livre- arbítrio, ao menos há uma diferença importante: não existem limites para a vontade no universo onírico, o que você desejar, você pode ter!” – páginas 160 e 161

“A fronteira entre e o fantasioso e o real fica cada dia mais difícil de se definir.” – página 302



Ps1:Sobre os sonhos lúcidos me fez lembrar do filme ‘A origem’ alguém já assistiu? É um dos meus filmes favoritos –q

Ps2: se alguém souber pronunciar o nome do filho da Eva, o Joachim me falem, porque sempre o chamo de Joaquim .-.

- nathália


21 comentários

  1. Pela sua resenha o livro parece ser bom, mas tem que ter um pouquinho de atenção ao ler não é. Se evolve psicologia e filosofia eu já adorei.

    Beijos flor :)
    http://drerodrigues.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi,

    tem selinho para você lá no blog:

    http://mademoisellelovebooks.blogspot.com.br/2012/12/semana-54.html#more

    Espero que goste!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá boa tarde :)
    Já vi várias vezes esse livro mais eu nunca tive vontade de ler :( Se um dia eu tiver a oportunidade de comprar bem baratinho eu leio!
    xoxo
    http://www.sonhando-com-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, flor.
    Eu estou louca para ler esse livro.
    Adorei a história e sua construção.
    Eu já assisti A origem e adoro. Agora mesmo que fiquei com mais vontade de ler *-* hahaha
    Para mim parece ser Joaquim mesmo hahaha
    Beijinhos
    http://fulanaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. adoreei o blog *-*
    Seguindo!
    http://wardrobeofgirl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá! Confesso que não é bem meu estilo de leitura, mas fiquei interessada em ler agora. O Sonho de Eva parece ser daqueles livros que a gente ler sem dar nada e no final nos surpreende. Se algum dia eu tiver oportunidade lerei só por curiosidade e pra tirar minhas próprias conclusões.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ha!!! Pra mim tbm é Joaquim kkk'
    Eu li e amei o livro, achei super criativo, precisa de algo novo e O Sonho de Eva fez o seu trabalho ^^
    parabéns pela resenha.
    Beijos
    Brubs

    ResponderExcluir
  8. Não sei porque, mas esse livro não funcionou muito bem pra mim :/
    Esperava mais da leitura.
    Bjos

    Samantha
    http://livroscomresenhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ótima resenha, parabéns :D
    Curti o livro, parece ser interessante, o tema é muito bom e a historia me parece ser bem escrita.
    Fiquei curioso pra ler \o

    http://www.inutilidadepublica.com/

    ResponderExcluir
  10. Oiee

    Já faz um tempo que eu li O sonho de eva, e não foi lá meu livro preferido, mas até que é bem legal. A capa dele era o que mais me interessava...rsrsrs

    MilkMilks
    DM
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi :DD

    Ixi, não é Joaquim que fala mesmo? kkkk
    Eu tenho o livro mas ainda não li :(
    |Falta de tempo mesmo, pq sou super curiosa pra poder ler!
    Tive oportunidade de conhecer o Chico na bienal e adorei descobrir sobre o que o livro tratava.. sou super curiosa sobre sonhos, acho que qndo eu ler o livro vou gostar sim.

    Beijos
    Rapha ~Doce Encanto

    ResponderExcluir
  12. Achei o livro bem interessante. Confesso que já o tinha visto, mas nunca me interessado.
    Gosto de livros com um suspense forte e cheio de segredos.

    Bjos!

    livronasmaos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Nunca assisti A Origem maaas pela sua resenha,mesmo sendo inspirado, parece ser um livro realmente Ótimo e com personagens bem construídos (aí sim, hein?)! Adoreeei!*-*
    Muito obrigada *-*
    Um beeijo!
    Pâm
    http://interruptedreamer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. nossa, que resenha ótimaaaaaaaaaaaaa *-*

    HOJE MEU BLOG COMPLETA UM MÊS!
    @esteffanifontes, segue? Beijos,
    Aos Dezesseis Anos - aosdezesseisanos.blogspot.com.br

    (se estiver seguindo, avise por favor? Preciso retribuir como forma de agradecimento)

    ResponderExcluir
  15. "“Aliás, acho que as drogas deveriam ser liberadas. Expandir a mente, sacou? Cada otário que se cuide para não morrer usando. O cigarro não é permitido? O álcool? E a televisão? Tudo droga pesada!” – /"

    Só por esta frase eu já gostei!
    Televisão é droga pesada, principalmente uma parte da mídia! Rs....

    Boa resenha! Gostei do nome do livro também. Tenho uma coisa de ter que ler livro que eu gosto do nome. Mas vai ter que esperar o 2º semestre de 2013.

    Beijos
    Pâmela Rodrigues
    Blog: Liste & Realize
    Página no Facebook

    ResponderExcluir
  16. eu tenho curiosidade para ler o livro exatamente por isso, por ter muitas opiniões diferentes sobre ele, mas já sei que posso não gostar, porque não fala de uma temática que me chame a atenção.

    Beijos ;*
    Pepper Lipstick

    ResponderExcluir
  17. oie,o seu blog é super DIFERENTE;criativo e contagiante!!EU A-D-O-R-E-I o post ,SE QUISER DÁ UMA PASSADINHA LÁ NO MEu,e fale oq achou dele?/purplefazhion.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Eu MORRO de curiosidade pra ler esse livro! Quando lançou nem dei bola, mas depois de ouvir váários comentários positivos minha curiosidade acabou sendo atiçada. Pretendo realmente ler algum dia :D
    Beijinho, Larissa
    Another Words
    http://anothersimplewords.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi, Nathália!

    O meu está quase como o seu estava: mofando na estante. Confesso que comecei a lê-lo algum tempo atrás, mas não consegui avançar na leitura. Acho que não era um bom momento. Mas pretendo pegá-lo para ler novamente nessas férias, aí quem sabe...

    Bom saber que você gostou!

    Beijo,
    Inara
    http://www.lerdormircomer.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá,
    Já li esse livro e achei ele muito bom,tem aquele suspense ótimo :P
    Parabéns pela resenha.
    Beijo
    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir