Featured Slider

Resenha: A química que há entre nós, de Krystal Sutherland

A QUÍMICA QUE HÁ ENTRE NÓS
Autora:  Krystal Sutherland
Editora: Globo Alt
Páginas:
Skoob

Sinopse:  Grace Town é esquisita. E não é apenas por suas roupas masculinas, seu desleixo e a bengala que usa para andar. Ela também age de modo estranho: não quer se enturmar com ninguém e faz perguntas nada comuns. Mas, por algum motivo inexplicável, Henry Page gosta muito dela. E cada vez mais ele quer estar por perto e viver esse sentimento que não sabe definir. Só que quanto mais próximos eles ficam, mais os segredos de Grace parecem obscuros.  Mesmo que pareça um romance fadado ao fracasso, Henry insiste em mergulhar nesse universo misterioso, do qual nunca poderia sair o mesmo. Com o tempo, fica claro para ele que o amor é uma grande confusão, mas uma confusão que ele quer desesperadamente viver.

 Olá Leitores
Adoro apresentar para vocês livros com histórias que nos surpreendem. Principalmente quando são do gênero Young Adult.
Acompanhar a história de Henry Page e Grace Town foi uma verdadeira montanha-russa de emoções e agora compartilho com vocês.
Vamos conhecê-la?

Resenha: Joyland, de Stephen King

Resultado de imagem para livro joyland stephen king bannerJOYLAND
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 240

Sinopse: Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer.
Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado — e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria. 
O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer — e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.
Bom dia, boa tarde, boa noite!
Como vão, pessoal? Estão gostando do novo visual do blog? Espero que sim.
Sou eu, Daniel, lhes trazendo mais uma resenha.
Dessa vez, falarei sobre Joyland, meu primeiro contato com o famoso Stephen King.
Vêm comigo!

Resenha: O sol também é uma estrela, de Nicola Yoon

O SOL TAMBÉM É UMA ESTRELA
Autora: Nicola Yoon
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Skoob

Sinopse: Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história. Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois. O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?

Olá Leitores!
Sabe aqueles livros que ficam em nossa memória e coração depois que terminamos de ler?
O sol também é um estrala é um desses.
Vou contar um pouquinho do muito que esse livro me tocou.
Vamos conhecê-lo?

Resenha: Boneco de Pano, de Daniel Cole

BONECO DE PANO
Autor: Daniel Cole
Editora: Arqueiro
Páginas: 336
Skoob
Sinopse:  VOCÊ ESTÁ NA LISTA DE UM ASSASSINO. E ELA DIZ QUANDO VOCÊ VAI MORRER.
O polêmico detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, acaba de voltar à ativa depois de meses em tratamento psicológico por conta de uma tentativa de agressão. Ansioso por um caso importante, ele acredita que está diante da grande chance de sua carreira quando Emily Baxter, sua amiga e ex-parceira de trabalho, pede a sua ajuda na investigação de um assassinato. O cadáver é composto por partes do corpo de seis pessoas, costuradas de forma a imitar um boneco de pano.
Enquanto Wolf tenta identificar as vítimas, sua ex-mulher, a repórter Andrea Hall, recebe de uma fonte anônima fotografias da cena do crime, além de uma lista com o nome de seis pessoas – e as datas em que o assassino pretende matar cada uma delas para montar o próximo boneco. O último nome na lista é o de Wolf. Agora, para salvar a vida do amigo, Emily precisa lutar contra o tempo para descobrir o que conecta as vítimas antes que o criminoso ataque novamente. Ao mesmo tempo, a sentença de morte com data marcada desperta as memórias mais sombrias de Wolf, e o detetive teme que os assassinatos tenham mais a ver com ele – e com seu passado – do que qualquer um possa imaginar. Com protagonistas imperfeitos, carismáticos e únicos, aliados a um ritmo veloz e uma deliciosa pitada de humor negro, Boneco de Pano é o que há de mais promissor na literatura policial contemporânea.
Olá Leitores!
Sou dessas leitoras que não resiste a um bom Thriller Policial e quando vi esse lançamento, quis ler na hora!
Boneco de Pano é um desses livros que impressiona pelo título e capa! Como é possível existir um corpo e seis morte?
Vamos conectar todos os fatos e mergulhar nessa história?

Resenha: Tudo o que nunca contei, de Celeste NG

TUDO O QUE NUNCA CONTEI
Autora: Celeste NG
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Skoob
Sinopse: Na manhã de um dia de primavera de 1977, Lydia Lee não aparece para tomar café. Mais tarde, seu corpo é encontrado em um lago de uma cidade em que ela e sua família sino-americana nunca se adaptaram muito bem.Quem ou o que fez com que Lydia — uma estudante promissora de 16 anos, adorada pelos pais e que com frequência podia ser ouvida conversando alegremente ao telefone — fugisse de casa e se aventurasse em um bote tarde da noite, mesmo tendo pavor de água e sem saber nadar? À medida que a polícia tenta desvendar o caso do desaparecimento, os familiares de Lydia descobrem que mal a conheciam. E a resposta surpreendente também está muito abaixo da superfície.Conforme analisa e expõe os segredos da família Lee — os sonhos que deram lugar às decepções, as inseguranças omitidas, as traições e os arrependimentos —, Celeste Ng desenvolve um romance sobre as diversas formas com que pais, filhos e irmãos podem falhar em compreender uns aos outros e talvez até a si mesmos. Uma uma observação precisa e dolorosa do fardo que as expectativas da família representam e da necessidade de pertencimento. Um romance que explora isolamento, sucesso, questões de raça, gênero, família e identidade e permanece com o leitor bem depois de virada a última página.

Olá Leitores!
Trago para vocês a resenha de um livro que se passa na década de 70 e retrata uma família imigrante que vive um tragédia nos Estados Unidos.
Repleta de mistérios e dramas familiares, Tudo o que eu nunca te contei vai prender você até o final.
Vamos conferir?